Por Fabiano de Cristo
Em 13/08/2019

Editorial

Chegamos à segunda parte das dicas importantes para transformar sua vida financeira. Aqui falamos sobre como ser uma pessoa financeiramente organizada. Cuidar bem das suas finanças não é fácil, mas existem uma série de atitudes que podem fazer com que essa realidade esteja bem mais perto. Confira.

Defina objetivos de curto, médio e longo prazo 

Você certamente já ouviu o ditado popular que diz que “para quem não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve”, certo? Quando se tra- ta de dinheiro e finanças pessoais, isso é bem verdadeiro e perigoso. Sem metas claras, não faz sentido economizar e questionar despesas e padrão de vida, mas isso pode se transformar em uma armadilha. 

• Curto prazo é tudo aquilo que você pretende fazer dentro de um ano;


• Médio prazo é o que você pretende realizar entre um e cinco anos; 

• Longo prazo é aquilo que você quer ser/ter depois de cinco anos. 

Gaste menos do que ganha 

Agora que você já chegou até aqui, atenção: tudo que você leu e vai colocar em prática só fará sentido se você compreender que a educação financeira não é apenas uma saída paliativa para problemas financeiros, mas um estilo de vida. 

Registre (e controle) suas receitas e despesas 

Não dá para ter bons resultados financeiros apenas confiando na contabilidade mental ou no bom senso. Confiar nas suas capacidades é importante, mas gastar dinheiro envolve emoção, e aí não há controle mental capaz de superar uma estratégia clara e devidamente elaborada. 

É fundamental manter planilha, controle financeiro online ou qualquer forma de controle efetivo para servir de bússola para suas decisões de consumo – isso significa ter uma estratégia e ser proativo. Só dessa for- ma será possível dimensionar os gastos e traçar um plano inteligente para cortar aquilo que destrói as finanças da família e a afasta de seus sonhos. 

Aproveite os juros altos para investir (mas fuja da poupança) 

Se você é o responsável pelas compras de supermercado na sua casa, sabe bem como andam os preços das coisas. A inflação voltou com tudo nestes últimos anos e passou de dois dígitos no ano de 2015 (o IPCA medido foi de 10,67% no período). 

Hoje temos dois principais produtos em renda fixa, são eles: Tesouro Direto e LCI/LCA – Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito Agrário. 

Tesouro Direto 

O Tesouro Direto é a oportunidade de negociar títulos públicos, emitidos pelo Governo Federal, e é um dos investimentos de renda fixa mais acessíveis disponíveis hoje. A partir de R$ 30,00 você já pode iniciar seus investimentos e o processo é bem simples e seguro. 

Você pode optar pelos títulos prefixados ou pós-fixados: Os prefixados oferecem uma taxa fixa até o vencimento do título, já os pós-fixados podem oferecer uma taxa fixa mais a variação de um indexador (IPCA, por exemplo) ou apenas a variação de um indexador (Selic). 

Prefira ser feliz a ter razão 

Parabéns! Se você chegou até aqui, é porque acredita no poder transformador da educação financeira. Discutimos a importância de valorizar as finanças, elevar o dinheiro ao mesmo nível de relevância da saúde e relacionamentos e tratamos de práticas inteligentes para mudar sua vida financeira de forma relevante (planilha, orçamento, investimentos etc.). 

Fabiano de Cristo
jornalista@teste.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Finanças
+ Ler mais artigos de Finanças