Por Nira Santos
Em 26/04/2019

Editorial

A paz do Senhor!

Agradecemos de coração o carinho que estamos recebendo dos leitores. Que o Senhor venha abençoar a todos com suas santas bênçãos e misericórdias.  Que a cada semana, neste espaço, consigamos levar mensagens positivas e um pouco da Palavra do Pai, e com isso possamos tocar o coração de cada leitor querido, na torcida de que tenhamos multiplicadores da fé e da graça divinas. Se alcançarmos esse objetivo, ainda que por meio dessas pequenas gotas semanais, já será motivo de alegria e incentivo para a continuidade de missão tão nobre quanto esta.

Que consigamos fazer uma verdadeira corrente de amor, como descrito na tão linda mensagem trazida nesta edição pelo irmão Francisco Rocha. E que esteja sempre em nossas lembranças o que está escrito em 1 Coríntios 13: “agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor”.

Na próxima edição, vamos iniciar as homenagens do Dia das Mães, durante todo o mês de maio. Quem quiser homenagear sua mãe, basta mandar uma foto de boa qualidade com uma frase para o e-mail do Espaço Gospel e elas serão publicadas com muito carinho. 


Palavra da fé

Manter a Fé e a Esperança

“O Senhor conduza o coração de vocês ao amor de Deus e à perseverança de Cristo.”  II tessalonicense C.3.5

“Por maior que seja a dificuldade pela qual esteja passando, não desanime. Confie, mantendo a fé e a esperança.

Não se esqueça de que Deus não dá uma cruz mais pesada do que aquela que podemos carregar. Ele dá a lição e as provas conforme o nível de entendimento e evolução do Espírito.

Nesta escola chamada Terra, há alunos em diversos graus, alguns mais adiantados, outros mais atrasados, mas o mais importante é que todos estão aprendendo de um jeito ou de outro.

Busquemos compreender as nossas limitações e as dos outros, sem jamais perder a fé e a esperança. A fé e a esperança são as vitaminas essenciais para mantermos a nossa saúde física, emocional e espiritual. 

Lembremo-nos de que Jesus está no leme deste barco da vida, nos guiando e nos amparando em todos os instantes.”

Apesar das dificuldades que enfrentamos em nosso dia a dia, devemos colocar nossa fé no Senhor nosso Deus, que é maravilhoso e bondoso para nos manter de pé, para nos abençoar em nossa caminhada. Nunca desista de viver, pois foi pela minha e pela sua vida que Jesus morreu na

Cruz. Ele nos amou primeiro, nisto conhecemos o que é o amor e Ele deu a sua vida por nós e nós devemos dar nossa vida por nossos irmãos. Deus nos deu espírito de atitude, de poder, de amor e de equilíbrio. Amém.

Francisco Rocha

Igreja Pentecostal Unção Nova

Francisco Rocha (que nos trouxe a mensagem dessa edição) com a esposa, Keyla Benedito Rocha, da Igreja Pentecostal Unção Nova 

 ILUSTRAÇÃO 

A corrente do amor 

Carlos ganhava a vida recolhendo papelão e vendendo para uma recicladora de materiais, mas o que ele recebia por semana mal dava para colocar comida na mesa.

Certo dia, ele seguia puxando sua carroça por uma rodovia do interior quando se deparou com uma senhora e seu carro parado no acostamento - ela parecia precisar de ajuda. Chovia muito e, na mesma hora, o rapaz encostou seu instrumento de trabalho e se aproximou.

O carro daquela mulher, que cheirava à tinta de tão novo que era, estava com um dos pneus furado. Mesmo com o sorriso estampado no rosto, Carlos acabou assustando a mulher. Por causa de suas roupas sujas e rasgadas, ela achou que ele fosse um andarilho que poderia assaltá-la e pensou:

- Meu Deus, será que ele vai fazer alguma coisa comigo? Esse rapaz pobre deve ser perigoso.

Ao ver que a mulher sentia medo, Carlos tentou tranquilizá-la:

- Parei aqui para ajudá-la, senhora. Faz muito frio aqui fora, por que não aguarda dentro do carro enquanto eu troco o pneu? A propósito, meu nome é Carlos.

Ele então se abaixou, colocou o macaco e levantou o carro. Em menos de cinco minutos, ele já havia trocado o pneu, mas teve uma das mãos ferida pela chave de rodas. Enquanto ele apertava as porcas da roda, a senhora abriu a janela do carro e começou a conversar com o rapaz prestativo:

 - Sou da capital e só estou aqui de passagem.

Por fim, a mulher disse que não sabia como agradecer pela grande ajuda - o sol estava se pondo e aquela rodovia não era muito segura à noite. Enquanto se levantava e limpava o sangue da mão com um pano, Carlos apenas sorriu. A mulher, então, perguntou quanto devia pelo serviço:

- Quanto eu lhe devo, rapaz? Qualquer quantia será muito pouco pelo que você fez por mim. Imagino todas as coisas ruins que poderiam ter me acontecido se você não tivesse parado.

Carlos, porém, não falou em valores, pois aquilo não era um trabalho para ele. Ele era um cristão, de aparentemente 25 anos, que gostava de ajudar as pessoas. Desde menino, sempre agiu deste modo. Dessa forma, ele respondeu à mulher:

- Se a senhora realmente quiser me pagar, da próxima vez que encontrar alguém precisando de ajuda, ofereça a essa pessoa o que ela precisa. E pense em mim quando fizer isso.

Ela sorriu, deu partida no carro e se despediu do rapaz. Carlos, então, tomou sua carroça cheia de papelão e seguiu para casa.

Para a mulher, aquele tinha sido um dia difícil, pois passou horas e horas parada à beira da rodovia. Mas, ainda assim, se sentia feliz, voltando para casa. Alguns quilômetros depois, a mulher encontrou um pequeno restaurante e decidiu parar para comer algo. Era um estabelecimento simples, mas muito bem limpo e organizado. A garçonete veio e, com o cardápio, lhe entregou uma toalha limpa para que ela pudesse secar o cabelo molhado pela chuva. Então, ela notou que a garçonete estava grávida e prestes a dar à luz. Ao perceber que estava sendo observada, a garçonete lhe abriu um sorriso inesquecível - mesmo depois de um dia inteiro de trabalho com a barriga pesada e os pés doendo. Com isso, a mulher pensou:

- Como uma pessoa tão simples pode ser tão gentil com um estranho?

Mal terminou seus pensamentos e Carlos lhe veio à memória. Depois que terminou o seu jantar, ela pagou a conta com uma nota de cem reais. Enquanto a garçonete foi buscar o troco, a mulher se retirou. Quando a funcionária da lanchonete voltou, o carro da cliente já não estava mais no estacionamento. Ela havia ido embora. A garçonete ainda a procurava, quando encontrou um guardanapo em cima da mesa e embaixo dele havia mais sete notas de cem reais. Lágrimas corriam nos olhos da garçonete quando leu o que a senhora havia escrito. O bilhete dizia:

- Alguém me ajudou hoje e, da mesma forma, estou te ajudando. Se você realmente quiser retribuir o que fiz, não deixe essa corrente do amor terminar.

Ainda havia pessoas para servir, mesas para limpar, açucareiros e saleiros para encher. Mas a alegria tinha tomado conta daquela garçonete de tal forma que ela nem viu o tempo passar. Já em casa, ela deitou em sua cama e ficou pensando no dinheiro e no bilhete deixado por aquela mulher:

- Como ela sabia que meu marido e eu precisávamos tanto desse dinheiro? Graças a Deus, vamos poder comprar todo o enxoval do nosso bebê.

Ela, então, se virou para o marido preocupado que dormia ao lado, lhe deu um beijo amoroso e sussurrou em seu ouvido:

- O Senhor está no controle e tudo vai ficar bem, meu amor. Eu te amo, Carlos.

" O Rei respondera: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’" (Mateus 25: 40b).

Rafaela Brito comemora mais uma dádiva ao lado de seu esposo, Eduardo Mesquita, ambos da Igreja Batista Getsêmani

O jovem músico baixista Junior Bass, da Igreja da Paz, também comemorou idade nova esta semana

Parabéns para a irmã Teresinha Cardoso, que completou 70 anos ontem 25. Sete décadas abençoadas pelo Senhor, com muita luz e sabedoria

A Igreja Presbiteriana após o XI Encontro de Mulheres Presbiterianas do Estado de Roraima

O jovem da Assembleia de Deus Osmar Gabriel comemorou mais um ano de vida na presença de Deus


Dinâmica:

As dinâmicas de grupos são um ótimo recurso didático para professores de Escola Dominical ou quaisquer outros grupos.

“Antes que apague!”

Material necessário: duas caixas de fósforo. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!

Objetivo: recapitular e avaliar o assunto

Obs.: Utilizar após a ministração da lição. Ideal para perguntas com citações específicas, como o nome dos discípulos de Jesus, citar milagres, parábolas, cidades, personagens, características ou pontos usados no ensino.

Divida a turma em dois grupos, dependendo do número de alunos. Dê a cada grupo uma caixa de fósforos. Veja com quem começa a fazer as perguntas. Quando fizer a pergunta, um dos componentes do grupo deve acender o fósforo e responder rapidamente. Você continua fazendo mais perguntas e o componente deve respondê-las sem deixar que o fósforo se apague. O grupo que responder mais perguntas com o fósforo acesso, ganha ponto.

Dica: Dia das Mães – Essa lembrança simples de confeccionar para as crianças oferecerem às suas mães na Escola Bíblica Dominical.

Vaso feito com garrafa PET

Itens: garrafa pet, Spray, CD descartado 

http://www.artesanatoereciclagem.com.br/361-vaso-feito-com-garrafa-pet.html/vaso-feito-com-garrafa-pet-11

Nira Santos
espacogospel@folhabv.com.br
Lucena Costa disse: Em 26/04/2019 às 10:19:54

"Parabéns folha pelo espaço, a vc Nira pela excelente divulgação???? Parabéns a Igreja Presbiteriana pelo XI Encontro de Mulheres Presbiterianas de Roraima??????????"

Joci disse: Em 26/04/2019 às 08:23:49

"Muito bom!"

YURI disse: Em 26/04/2019 às 09:42:11

"O XI Encontro de Mulheres Presbiterianas do Estado de Roraima, realizado na 2ª Igreja Presbiteriana de Boa Vista foi uma bênção, com mulheres vindas também do interior do Estado, jovens e senhoras, solteiras e casadas, puderam desfrutar da boa palavra, pregada pelo Pastor Marcos Augusto da 3ª Igreja Presbiteriana de Boa Vista, e da cosmovisão no mundo contemporâneo sobre a "Genealogia do Feminismo""

Últimas de
Espaço Gospel
+ Ler mais artigos de Espaço Gospel