Por Folha Web
Em 10/01/2019

VONTADE

O leitor Antonio de Oliveira comentou a notícia ‘Decisão contra governo Maduro pode afetar economia local’. “Balela! O Estado de Roraima e o Brasil não precisam da Venezuela, temos condições de viver independentes deles. O que falta é vontade política em investir em uma matriz energética em Roraima e bem mais em outros investimentos para o desenvolvimento e crescimento econômico do Estado”.

COMPROMISSO

Sobre o mesmo tema, o leitor Bekem Roots comentou: “O futuro do nosso Estado está incerto. Espero que os políticos tenham compromisso e sensibilidade com o povo de Roraima”.

CONSUMIDORES

Diego Mota de Araújo enviou comentário sobre a notícia ‘Consumidores têm direito a desconto por serviço interrompido’. “É importante ter um número maior de consumidores entrando em contato com as empresas e procurando seus direitos! Pois há cerca de 20 dias estive na Eletrobras RR e por lá não sabem sequer que o benefício existe”.

NEGADOS

Sobre a notícia ‘Mais de 150 pedidos de revisão de multa foram negados’, o leitor Gabriel Souza (Gabigol) comentou: “Normal, normal. A Prefeitura Municipal de Boa Vista só pensa em arrecadar. Seus agentes de trânsito, ao invés de fazer educação para o trânsito e orientar motoristas nos horários de pico, atuando na melhoria do trânsito, só pensam em multar sorrateiramente, e claro, mesmo com erros, apesar dos argumentos, denega todos. Então, pra que recurso?”.

MENSAGEM

Ainda sobre a reportagem ‘Ministério Público quer impedir redução de duodécimos’ o leitor Eronildo Castro comentou: “A mensagem do MPE ao governo foi bem clara. A contenção de gastos tem que ser feita, desde que não interfira nas estripulias e na luxúria exorbitante dos seus Poderes. E os ‘sem poderes’ podem ficar sem comer”.

Folha Web
fale@folhabv.com.br
THIAGO CASTRO disse: Em 10/01/2019 às 08:59:18

"Sobre a reportagem do recurso do Detran, não adianta tentar entrar com revisão porque eu nunca vi um cidadão ganhar do DETRAN , maquina de fazer dinheiro"

Carioca disse: Em 10/01/2019 às 08:57:34

"Sou agente de trânsito da Smtran e tenho provas de multas canceladas de acordo com o critério do apadrinhamento em total desacordo com a lei, o secretário da SMST vem fazendo isso desde 2015 na JARI que e lotada apenas por pessoas fiéis aos seus caprichos ideológicos recebendo 500 reais por sessão da JARI que acontecem até aos domingos quando o processo e de alguém do seu interesse o mesmo secretário não tem credibilidade nenhuma para ser autoridade de trânsito pois foi multado duas vezes pelo radar do Dnit no seu Troller quando viajou para Manaus e o seu melhor amigo o sargento aposentado da PM que analisava processos da JARI foi multado sete vezes pelo radar do DNit na BR 174 sendo uma por CNH vencida a mais de 5 meses fatos noticiados pela Folha em 2016 com entrega de provas por mim mesmo assim a prefeita insiste em mante-lo por que ele aumentou a arrecadação de multas com os radares e com o dinheiro a prefeita comprou barcos para a defesa civil que é negado pela resolução 320 contran deve ser aplicado apenas na melhoria do trânsito a prefeitura tem em caixa hoje três milhões e meio fato que não ocorria só com os agentes de trânsito visto que a maioria das multas de alto valor eram canceladas pelo secretário com processos na JARI suspeitos de irregularidades a antiga presidente da JARI ganhou até uma promoção pelos relevantes serviços prestados ao secretário passou a ser ouvidora da SMST com salário de 7 500 reais para trabalhar meio expediente , MPE já está careca de saber tudo isso inclusive o secretário já responde a dois processos por improbidade mas a morosidade da lei e os inúmeros advogados da prefeitura defendendo ele com dinheiro público faz com que ele nem se importe com nada afinal as costas dele são largas demais."

Últimas de
Espaço do Leitor
+ Ler mais artigos de Espaço do Leitor