Por Folha Web
Em 11/01/2019

INVESTIGAÇÕES

A leitora Suzete Cristina comentou a notícia ‘Empresário foragido havia quase um mês é preso em São Paulo’, dando a sugestão de aprofundar mais as investigações sobre o caso. “Deveriam investigar melhor também sobre as diárias de viagem pagas e não realizadas no Departamento de Apoio ao Educando. O Departamento de Apoio ao Educando também tem uma Divisão de Material Escolar. Livros foram pagos e nunca recebidos. As merendeiras que estão nesse departamento, que não fazem nada, deveriam estar em escolas, onde realmente existe essa necessidade”.

PACTO

Já o leitor identificado apenas por Francisco comentou a notícia ‘Saída de pacto pode afetar brasileiros no exterior’. “Calma BB, ele [o presidente, Jair Bolsonaro] não proibiu a entrada de estrangeiros no Brasil, apenas quer ter o poder de decidir quem entra e quem permanece aqui, igualmente como acontece em 99,9% de todos os outros países do mundo. Aqui, estrangeiros chegam e passam a ter mais direitos que os brasileiros”.

CURRAL

Sobre a notícia ‘Governo atualiza Diário Oficial e nomeia secretários’, o leitor identificado como Gil comentou: “Que enxugamento da máquina é esse, em que se exoneram 500 servidores comissionados e se nomeiam outros 500 comissionados para assumir os seus lugares? De onde eu venho, isso se chama curral eleitoral, ou seja, tirar os dos outros para colocar os meus”.

PACIÊNCIA

Ainda sobre a reportagem ‘Indígenas de Roraima protocolam manifesto contra Bolsonaro’, o leitor Gabriel Souza (Gabigol) comentou: “Com todo respeito que tenho pelos povos indígenas de Roraima, mas vão cuidar da roça de mandioca e de milho! Roraima é isolado do resto do Brasil, depende da energia da Venezuela e ainda tem uma cancela que impede o direito de ir e vir. Tenha a santa paciência. Por isso que esse Estado não progride”.

Folha Web
fale@folhabv.com.br
SANTOS disse: Em 11/01/2019 às 11:33:31

"- A Ouvidoria da Direção do Hospital Geral precisa, volta e meia, dar uma passadinha nos diversos setores do Hospital em causa, mais especificamente nos de atendimento direto ao público, pois há servidores sem qualquer noção de relações humanas. Hoje, estive no hospital para atendimento emergencial e, apesar da prioridade no atendimento que a lei me concede, pois que já conto 72 anos, um rapazote, não só não observou a prioridade em causa, negando-se a entregar a ficha de atendimento para orientação do médico, como portou-se debochadamente, esquecendo que, assim como os demais cidadãos, somos, na verdade, seu patrão, pois que lhe pagamos o salário com nossos impostos. - Lamentavelmente, não coletei o nome do mal-educado servidor que com seu comportamento depõe contra o conceito de todo o corpo de servidores daquele estabelecimento. "

carlos alberto da silva oliveira disse: Em 11/01/2019 às 07:36:30

"O que se apresentava como novo é, na verdade, mais do mesmo. O governo que se diz novo em ações e atitudes deveria ser realmente diferente, mas quando a publicação dos atos foi divulgada e que notamos que nada mudou, aliás, piorou. Quando achamos que nada poderia ser pior do que o governo que saiu, aí vem esse governo e prova que tudo pode ser ainda pior. Porém, administrar uma empresa é MUITO diferente de administrar um estado. Aqui temos pública dos atos e aí é que vemos quem é esse senhor. "

Últimas de
Espaço do Leitor
+ Ler mais artigos de Espaço do Leitor