Por Folha Web
Em 15/08/2019

ASSASSINATO

O leitor identificado como ‘Samuel’ comentou a seguinte reportagem: “Amigos, a Polícia Civil está sobrecarregada. Acho difícil. Não tem efetivo... não tem viaturas... nem papel".

ASSALTO

Sobre a matéria "Ladrões arrombam forro e fazem limpa em loja do Pintolândia’, o internauta Belsen comentou: "Trabalhamos duro, pagamos impostos e mesmo assim não existe segurança alguma em lugar nenhum da cidade. Autoridades, cadê a polícia?"

CONCURSO

Na reportagem ‘Governo autoriza ressarcimento de taxas de inscrição’, o leitor identificado como Thiago Castro comentou: "Só resta esperar sentado essa bendita devolução, agora realizar outro concurso com menos vagas é fazer de extrema chacota com os concurseiros, se cem vagas não supriria nem a capital, imagina fazer com menos. E outra: quem irá acreditar que realmente não será outro cancelado em cima da hora? Era melhor fechar as portas logo de uma vez da Instituição... concursos pra Segurança Pública com menos de 500 vagas é só pra arrecadar grana dos otários e pra enganar o povo. Olha o prejuízo que o governo vai ter só porque foi muito mal assessorado no cancelamento nebuloso do certame. Só pra começar serão R$ 400 mil. Não era muito mais fácil ter feito o concurso e ter deixado pra chamar os aprovados quando a situação do Estado melhorasse?".

CONCURSO II

Sobre a matéria ‘Governo autoriza ressarcimento de taxas de inscrição’, o internauta Bruno Lima fez o seguinte comentário: "Governo poderia parar de encher linguiça e definir uma data para ocorrer o ressarcimento dos valores pagos. Inadmissível o delegado geral tentar explicar que mais uma vez o governo autoriza a devolução, mas que não irá ocorrer porque tem gastos que devem ser arcados pelo Estado... O candidato que nada tem a ver com a história do Brasil fica a ver navios e sem saber quando terá seu dinheiro devolvido e se virá ou não corrigido!".

INVESTIGAÇÃO

Na matéria ‘Mauricélio manda para Procuradoria inquérito que pede abertura de CPI’, o internauta Fábio Almeida fez o seguinte comentário: “Bom dia. Investigar este contrato é essencial, pois muita coisa escondida há embaixo deste tapete que encobre a caixa preta da coleta de resíduos sólidos em Boa vista. 1- A empresa prestadora de serviço atende o município desde o ano de 2013, sendo que até o ano de 2017 atuou por meio de dispensa de licitação. O furo não é de agora. Qualquer investigação deve apontar para todo o período de prestação de serviços; 2- O contrato vigente em 2015 previa a remuneração de R$ 70.000,00 por mês para coleta seletiva. Deve ser observado se este recurso foi pago indevidamente, pois não existe coleta seletiva dentro de Roraima; 3 - A empresa recebe pelo gerenciamento do resíduo no lixão de Boa Vista. Ocorre que a empresa sempre permitiu a atuação de milhares de catadores de materiais recicláveis que retiram toneladas de resíduos para venda às recicladoras de Manaus, recebendo desta forma a empresa indevidamente por administração de resíduos, os catadores de materiais recicláveis deveriam ser ressarcidos pelo seu trabalho ambiental pela empresa contratada pelo município; 4 - No ano de 2015 o impacto do contrato da Sanepav sobre a arrecadação própria do município era de 43% do total de impostos e taxas arrecadadas, descontadas aqui as taxas com carimbo exclusivo a exemplo da taxa de iluminação pública e as multas de trânsito (pois a gestão municipal não usa recursos federais para pagamento das faturas inviabilizando desta forma investigação de órgãos federais). Enfim, parabenizo o encaminhamento da investigação".

Folha Web
fale@folhabv.com.br
THIAGO CASTRO disse: Em 15/08/2019 às 11:25:26

"Sinceramente o que esse vereador Mauricélio já fez pelo bem da população ? NADA , NÃO TEM UM PROJETO DE LEI , NADA QUE BENEFICIE O CIDADÃO , ele só está laá para aprovar os interesses da prefeitura e arquivar processos de investigação , quero ver se ele vai ter coragem de atrapalha a CPI da Sanapev"

Últimas de
Espaço do Leitor
+ Ler mais artigos de Espaço do Leitor