Por Ana Gabriela Gomes
Em 19/09/2019

AGENDA MINISTERIAL

Na reportagem ‘Base governista reclama de condução de agenda ministerial em RR’, publicada na edição de ontem, da Folha, o leitor identificado como Bekem, comentou: “A farra de diárias é verdadeira mesmo! Militares de todo País estão vindo para Roraima para que todo o dinheiro da Operação Acolhida seja distribuído entre eles. Um oficial que vem para Roraima ganha transporte, alimentação e hospedagem com TV por assinatura e até 10% do seu salário diariamente, além de seu salário integral. Ou um militar que tem salário de 10 mil reais pode receber diárias de 1 mil reais e mais o seu salário com todas as regalias. Enquanto o povo de Roraima briga nas filas com centenas de venezuelanos pra conseguir consulta no posto médico. É esse o Brasil que queremos?”

CAPS

“Precisam dar mais atenção aos CAPS. Meu sobrinho precisou de atendimento e só conseguimos para 30 dias depois. E no dia marcado formos reagendados para mais 30 dias de espera. Vi que passam medicamentos sem terem conversado com o paciente ou os familiares e conhecer seu histórico. Sei que nosso Estado passa por dificuldades, mas quem chega ao CAPS não pode esperar 60 dias (no mínimo) para se iniciar um acompanhamento. Nós, familiares, não sabemos se teremos outra oportunidade de tentar salvar nosso ente querido”. Esse comentário foi feito pela leitora Cláudia Macambira na reportagem “Roraima é o segundo estado no ranking de suicídio”, publicada na edição dessa quarta-feira (18). 

LINHÃO

E sobre o Linhão de Tucuruí, o leitor identificado como Santos comentou na reportagem ‘Governo Federal e Funai se comprometem a consultar Waimiri Atroari’, desse dia 18: “Vamos falar o português claro e escrachado: enquanto o Governo Federal não concordar em pagar a extorsão (indenização) exigida pelos indígenas, massa de manobra manipulada por Ongs internacionais de escusos interesses, esse Linhão de Tucuruí não sai do papel. Isso é fato e todo mundo sabe disso e esse bando de políticos fica inventando lorotas achando que todo mundo é idiota”.

UNIFORME

“As escolas caindo aos pedaços, sem estrutura física, sem recursos, sem merenda decente, e esses gestores querendo bancar moralidade. Vão bancar moralidade com os ‘chefes’ de vocês! Aqueles que vocês rendem homenagem para conseguir um carguinho e acharem que são importantes. Trabalhar não querem, cumprir horário não querem, e não é só nesta escola aí, são em todas. A educação é dividida entre os políticos para colocarem pessoas sem capacidade técnica, que só querem usufruir de alguma coisa em proveito próprio. São arrogantes sim! Esse é comentário do leitor Marco Aurélio Fernandes, na reportagem “Aluno denuncia escola e diz que foi ameaçado por estar sem uniforme”, publicada no jornal Folha de Boa Vista, dessa quarta-feira (18). 

Ana Gabriela Gomes
test2@test.com.br
Desde: 2016-05-02
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Espaço do Leitor
+ Ler mais artigos de Espaço do Leitor