Feriados, políticos e empresários sufocados com tantos impostos - Folha de Boa Vista
Por Parabólica
Em 28/10/2021

Bom dia,

Hoje é quinta-feira (28.10). Dia do Funcionário Público. Feriado para os servidores do estado, que de sobra, vão ganhar um ponto facultativo amanhã sexta-feira, por decreto do governador Antônio Denárium (PP), candidato a reeleição; enquanto o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB), que não será candidato em 2022, transferiu o feriado para amanhã. Como sempre, os trabalhadores da iniciativa privada trabalharão normalmente, afinal, é preciso gerar riqueza para ter contribuinte pagando tributos para sustentar tudo isso. Assim caminha o paquidérmico Estado brasileiro. Ontem, quase no mesmo dia, em que a Receita Federal do Brasil, anunciava ter arrecadado, de janeiro a setembro deste ano, a bagatela de R$ 1,3 trilhão, faltou deputados no plenário da Câmara Federal, para votar a PEC dos Precatórios, que abriria espaço no orçamento da União para a implantação do programa Auxílio Brasil, uma merreca de 400 reais para os brasileiros e brasileiras que estão passando fome.

É por aí que se explica o desencanto da população, e não só no Brasil, em relação aos políticos e às instituições que eles integram. Pesquisa feita pela consultora Internacional Ipsos, abrangendo 19 mil pessoas em 25 países, demonstrou “que mais de dois terços dos entrevistados não se consideram representados pelos seus sistemas políticos e institucionais, e que as políticas públicas são viciadas para favorecer os ricos e poderosos”, segundo publicou o boletim de agosto último do /instituto de Solidariedade Ibero-Americana. Nalguns países onde foi realizada a pesquisa, o percentual de desesperança da população é ainda maior.

COLIGAÇÃO

Pois é, graças à contribuição do advogado Alex Ladislau, a Parabólica quer fazer aqui uma correção. Na verdade, os deputados federais e senadores não acabaram com a possibilidade de coligações partidárias nas eleições para deputados federais e deputados estaduais na eleição de 2022. Na verdade, eles criaram uma meia-sola, através da Lei Federal Nº 14.208/2021 ao permitir que dois ou mais partidos possam reunir-se em federação e devem permanecer assim unidos por no mínimo quatro anos. Desse modo, eles poderão coligar-se para disputar as eleições proporcionais como se fosse um único partido, que poderão durante a federação manter suas autonomias políticas e ideológicas. Na imprensa já fala que muitos partidos pequenos já conversam para formar federações. Era de se esperar, afinal, os políticos têm enorme espirito da própria sobrevivência.

 RÁPIDAS

E o Conselho de Política Monetária (Copom), que na verdade é integrado pelos diretores do Banco Central, aumentou a taxa básica de juros anual para 7,75%, a maior dos últimos quatro anos. ### A justificativa para tanto é a inflação alta, mas muitos economistas dizem que isso não será suficiente para acalmar a subido dos preços. Vai só engordar o lucro dos que vivem de rendas, especialmente os grandes aplicadores e os bancos. ### As regras para formar as federações de partidos para disputar as próximas eleições vai exigir que nos estados sejam respeitadas as decisões tomadas pelas decisões da direção nacional dos partidos. ### Quase nenhum dos parlamentares federais, excluídos da visita de Bolsonaro a Roraima na última terça-feira, quis manifestar-se sobre a desfeita. Sinal que continuam acreditar na força eleitoral do presidente no estado. ### Aliás, tente saber dos órgãos oficiais do governo federal qual é o tamanho do fluxo migratório de venezuelanos para o Brasil, através de Roraima? Nenhum deles informa. É jogo de empurra-empurra. ### O senador Telmário Mota (PROS) continua questionando a existência da Operação Acolhida, que tem pouca transparência com relação aos gastos realizados. Telmário desde muito tempo defende que o atendimento aos migrantes seja feito no próprio território da Venezuela, por órgãos internacionais, com a ajuda do Brasil. ### Aliás, quem quiser saber da crueldade que faz a ditadura de Maduro contra seu povo, basta ficar observando famílias inteiras de migrantes venezuelanos andando pela BR-174 rumo a Manaus. É de cortar o coração ver crianças e idosos, caminhando sob o sol escaldante. ### Em parceria com o INOP, a Folha vai publicar em novembro os números das pesquisas realizadas por aquele instituto roraimense em relação as administrações municipais. ### E através de suas redes sociais, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Soldado Sampaio (PR) declarou "desde já",apoio à pré-candidatura do deputado federal Hiram Gonçalves (PP) ao Senado Federal em 2022.

           

        

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Macuxi disse: Em 28/10/2021 às 21:20:36

"Sobre as Rápidas. Acredito que o dep. Hiran não se candidatará ao senado. Ele sabe o alto risco que correrá nessa disputa, e perder a vaga seria um prejuízo eleitoral monstruoso para ele. Lembrem-se que tem muitos políticos de alto coturno querendo essa vaga. É pouco provável a vitória do deputado no futuro pleito, ainda falta carisma e aceitação do povo roraimense. Basta lembrar o fiasco da eleição da esposa dele para prefeita. Também, é de se destacar que é muita pretensão tanto a Bacarin prefeita quanto o Hiran senador. Os dois têm muito que trabalhar. Friso, é mais garantido se manter na câmara federal. #ficaadica."

Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica