Por Fabiano de Cristo
Em 26/11/2019

Editorial

Apender como aplicar o seu dinheiro faz com que possamos melhorar a nossa gestão financeira, tornando-a assim mais tranquila e equilibrada sob o aspecto da vida financeira. Quer saber mais dicas? Confere a nossa coluna de hoje.

Meu envolvimento com o dinheiro

Desde muito cedo, vivenciamos coisas relacionadas a dinheiro, desde o momento claro que temos consciência de como utilizá-lo, seja na infância para comprar picolé, bombons na escola, passando pela adolescência para comprar a primeira bicicleta ou a aquela tão sonhada boneca, se bem que, com os novos tempos o primeiro SUPER smartphone ou computador até a fase mais adulta, como a tão sonhada viagem, carro dos sonhos, a casa/apartamento até a maneira ou a forma de como irá se aposentar.

Para você tirar um melhor aprendizado de como utilizar o dinheiro, é muito importante saber como utilizar de maneira mais consciente. Apender como aplicar faz com que possamos melhorar a nossa gestão financeira, tornando-a assim mais tranquila e equilibrada sob o aspecto da vida financeira.

Se você parar para pensar, nos dias de hoje, estamos no mundo financeiro muito mais complexo e dinâmico devido as novas tecnologias e consequentemente a velocidade da informação. Fato que a ausência da educação financeira aliado à facilidade do acesso ao crédito, faz com que o endividamento excessivo, tomasse conta do seu orçamento em função do pagamento de parcelas, reduzindo assim a sua capacidade de consumir os bens que lhe trariam satisfação, ou mesmo, sossego na hora de desfrutar um bom descanso ou merecidas férias.

Atualmente, não é um hábito muito comum às pessoas buscarem informações que lhe auxiliem na sua gestão financeira. Nas escolas não é adotado a cultura de instruir sobre finanças pessoais, e as empresas não dão tanta importância ao tema.

Discuta o orçamento com a sua família

Nas famílias não há o costume de se reunirem e discutir para elaborar um orçamento ou um planejamento financeiro. O mesmo entre amigos, chega a ser considerado uma invasão de privacidade, enfim, apesar de todos lidarem com o dinheiro, pouco ou nada é dedicado a falar ou compartilhar como gerir melhor os recursos financeiros.

Pesquisas mostram que 3 em cada 4 famílias tem alguma dificuldade em administrar melhor seus recursos e chegar ao final do mês com alguma sobra de seus rendimentos.

Nossos sonhos e projetos

O conhecimento na educação financeira pessoal pode trazer diversos benefícios, entre eles a possibilidade de equilíbrio em saber como administrar, preparar o seu bolso para imprevistos ou até mesmo se organizar para tão sonhada aposentadoria. Mas que sonhos são esses? Realmente me pergunto: será que vou alcançá-los?

Somos motivados por sonhos na esperança em alcançar algo, independente se tem relação direta ou indiretamente com o dinheiro. Tudo bem que nem todos os sonhos podem estar relacionados ao dinheiro; você pode sonhar com um mundo mais humano; pode sonhar em unir mais a família; ou sonhar em retomar a velha amizade que se desgastou com o tempo. 

Recursos financeiros

Porém os sonhos tangíveis necessitam de recursos financeiros, por exemplo: uma viagem de férias com a família reunida; levar alguém querido para um jantar especial; comprar um carro; o sonho da casa própria; ou como havia dito antes, a compra do SUPER smartphone; ou o computador de última geração.

A boa gestão financeira possibilita às chances de realização, potencializa e facilita o acesso aos bens, sejas eles de consumo ou não.

Fabiano de Cristo
jornalista@teste.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!