Por Bennison de Santana
Em 24/06/2019

Bom dia, boa tarde e boa noite!

Bom início de semana a todos! Hoje tem, então sem mais delongas, vamos aos nossos assuntos???

Empate com sabor de derrota - Série D

Pela primeira vez disputando a segunda fase da Série D, neste ano o São Raimundo-RR se despediu da competição com um empate em 1 a 1 com seu xará São Raimundo-PA neste domingo, 23, no Estádio Ribeirão. Um empate com sabor amargo da derrota já que os roraimenses foram eliminados da disputa nacional. Os gols foram de Marcelo para os paraenses e Yuri para os donos da casa. Aliás, foi frustrante, mas foi uma eliminação digna com direito a aplauso da torcida no fim de jogo. Verdade seja dita, o Mundão jogou demais só não fez os gols e são os gols que classificam, não é mesmo??

Para você entender a eliminação, precisaríamos voltar no tempo e lembrar que no dia 16 deste mês, houve o jogo de ida e quem venceu foi o Pantera, sendo assim, no placar agregado ficou 2 a 1 a favor dos paraenses. O lado positivo foi o aumento do apoio dos torcedores nas arquibancadas. Neste ano, o São Raimundo-RR defendeu bem a bandeira de Roraima e em casa não perdeu uma na série D. Foram quatro jogos, três vitórias e este empate.

Que os olhos grandes sejam retirados do nosso futebol e que ele possa crescer muito mais. Pra que possamos ser temidos, ao menos na região norte.

O time jogou pra frente, mas não balançou as redes suficiente

Mundão teria vencido de muitos gols se convertesse sua superioridade em gols. Foi do início ao fim com raros e perigosos ataques do Pantera. O time jogou, só que parece que esse dia 23 não era o dia dos roraimenses.  Quem viu, pode perceber que teve entrega, luta e sobretudo, vontade de sair de campo com a classificação. Não ganhou, nem perdeu, empatou, mas o empate não teve sabor de vitória. Aqui deixamos nossos parabéns pela temporada do Mundão na Série D.

Time de Guerreiras - Brasil cai diante da forte Seleção Francesa

O Brasil até perdeu, mas vendeu caro a classificação para as anfitriãs. Pra quem esperava uma superioridade da França na vitória sobre o Brasil, viu um grande jogo, digno de Copa do Mundo. As francesas venceram a Seleção Brasileira por 2 a 1 sim, mas foi nas prorrogações.

O primeiro tempo foi muito equilibrado, aberto para ambos os lados. Teve gol da França, mas o VAR entrou em ação e anulou. As francesas - todas como favoritas - não se mostravam sua superioridade como em outros jogos. Ao fim da primeira etapa deu pra sonhar que dávamos pra avançar. Mas infelizmente caímos. Gauvin fez o primeiro da França e Thaissa deixou tudo igual. Nas prorrogações Amandine Henry fez o gol que selou a classificação francesa para as quartas.

Música que embalou a seleção brasileira

''Qual é? qual é? Futebol não é pra mulher? Eu vou mostrar pra você, mané, Joga a bola no meu pé'' é com essa música que a seleção brasileira chegava ao estádio. Liderada por Marta, as jogadoras do Brasil e do Mundo pediram igualdade no futebol. Marta recusou um patrocínio pelo preço absurdo se comparado com a relevância que tem a jogadora. De chuteira sem patrocínio, foi assim que ela foi pra seu provável último mundial. E foi com essa chuteira que ela marcou seu 17º gol que entrou pra história. “Qual é? Qual é?...”

Vitória brasileira com cara de Futebol Brasileiro

Calma que no fim de semana também teve coisa boa! A Seleção Brasileira passeou diante do Peru neste sábado, 22, mais que isso, fez o que a muito tempo não se via: Vencer e vencer jogando bonito e mostrando o verdadeiro espírito do futebol brasileiro. A goleada foi por 5 a 0 em jogo realizado na Arena Corinthians.

Com 11 minutos Casemiro marcou o primeiro gol da goleada brasileira e o seu primeiro com a camisa canarinho. Firmino também deixou sua marca após bobeada do goleiro peruano. Melhor em campo, Éverton que há muito tempo se pedia como titular, foi titular e fez um gol ao seu estilo puxando da esquerda pra direita e balançou as redes. Em 35 minutos 3 a 0, e Arena Corinthians ensaiou um tímido som de ‘eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor’, clima de paz com torcedor.

E na segunda etapa teve mais !!

No segundo tempo veio mais dois. Logo no início ao oito minutos Dani Alves ampliou e aos 44, William fez um golaço. Aos 47, Gabriel sofre pênalti e ele mesmo cobra, porém desperdiça. O garoto teve a chance de coroar importante atuação na partida, mas desperdiçou. Todo o time brasileiro foi abraçar o jogador. Merecia demais marcar o seu, mas o destino não quis assim! Bom, mas além da super vitória teve outro fator positivo. O Brasil encerrou a fase de grupo sem sofrer nenhum gol, e assim mais uma vez o goleiro Alisson passou despercebido e não sofreu gol.

Com Brasil na liderança, assim ficou o Grupo A

O Grupo A terminou com o Brasil em primeiro com 7 pontos, Venezuela em segundo com cinco e Peru em terceiro com quatro. A Bolívia ficou na lanterna sem pontuar. Vale destacar a crescente venezuelana no cenário sul-americano.

O adversário do Brasil será conhecido nesta segunda-feira, 24, ao fim dos jogos da primeira fase.

Próximo jogo será em Porto Alegre-RS nesta quinta-feira, 27, às 20h30 (hora de Boa Vista) na Arena do Grêmio. Já imaginou a torcida gremista vendo o Everton Cebolinha, pensa numa festa que vai ser. A gente fica por aqui, até a próxima!

Bennison de Santana
bennison.bruoni@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Giro Esporte
+ Ler mais artigos de Giro Esporte