Por Denise Rohnelt Araujo
Em 03/08/2019

ENTRADA

Hoje estou representando o nosso estado no Festival Fartura São Paulo e apresentando um arroz com costelinha de porco defumada com tucupi negro, pimenta de cheiro e coentro.

A costelinha e a barriga de porco foram temperadas com tucupi negro e temperos do lavrado, depois defumadas para dar um sabor mais marcante à carne suína. As carnes foram feitas pelo jovem charcutier Felipe Faccioni que topou trazer para seus embutidos os temperos do extremo norte.

Acompanhem o evento Fartura pelas redes sociais da Letras Saborosas e em breve fotos e filmagens na coluna do impresso e na TV Folha BV.

Fiquem hoje com as fotos da segunda edição do Porco Mundi Brasil que aconteceu no inicio da semana na Casa do Porco Bar do premiado chef Jefferson Rueda.

Estive lá para registrar para vocês todos os momentos desse jantar feito por 35 grandes nomes da culinária brasileira, e com chefs franceses e italianos que vivem no nosso país.

Fiquem com a receita do chef Carlos Ribeiro que apresentou um pastel de pernil aberto. Carlos nasceu em João Pessoa (PB), e criou uma cozinha autoral que ficou conhecida na área de Gastronomia. O pastel de pernil dele foi inspirado nas bolachas cream cracker com goiabada, que ele comia quando criança.

O chef Ribeiro também é autor de livros que falam sobre as comidas que são servidas aos orixás, e acaba de lançar o livro Oxum – Doçaria Fina & Quitutes.

O chef Carlos Ribeiro deve vir a Cozinha Letras Saborosas para falar sobre seus livros e ensinar alguns pratos ainda esse ano.

Até o próximo sábado!

PRATO DO DIA

Pastel Aberto de Pernil 
Chef Carlos Ribeiro

INGREDIENTES:

05 kg de pernil
02 cebolas grandes batidas
10 dentes de alho amassados
01 maço de cebolinha
01 maço de salsinha
Sal e pimenta do reino a gosto

MARINADA

03 copos de vinho branco
01 copo de azeite-extravirgem
Sal e pimenta do reino a gosto
4 folhas de louro
1 colher de sopa de cominho
04 copos de caldo de legumes
04 copos de suco de laranja
01 copo de mel de abelha jataí

MODO DE PREPARO:

1. Numa panela grande coloque o pernil com todos os temperos e os líquidos batidos no liquidificador, menos as folhas de louro. Deixe marinando na geladeira por pelo menos 24 horas.
2. Em uma assadeira grande forre toda folha com papel alumínio com a parte brilhante para dentro, e coloque as folha de louro também espalhadas e o pernil por cima do papel alumínio, despeje o marinado espalhe bem e se quiser pode besuntar com manteiga opcional.
3. Leve ao forno pré- aquecido 20 minutos antes na temperatura de 220 graus deixe cozinhar por cinco (05) horas, sendo que as três (03) primeiras horas deixe o pernil coberto com o papel alumínio em seguida, abaixe o forno para 180 graus e deixe dourando por mais duas horas. Sempre regando com o caldo que vai sair do marinado do pernil.
4. Desfiar todo pernil e reserve.

DICA: sirva o pernil em uma folha de massa de pastel frita (como foi servido no Porco Mundi Brasil) ou use a criatividade, esse pernil pode ser servido como desejar

SUCESSO ABSOLUTO A SEGUNDA EDIÇÃO DO PORCO MUNDI BRASIL

A segunda edição do Porco Mundi Brasil comandado pelo chef Jefferson Rueda foi um grande encontro de chefs, mais que isso, foi uma homenagem, segundo Rueda. Ele disse que esse encontro quer mostrar o reconhecimento da sua geração para a geração de chefs que trouxeram inspiração, técnica e paixão para dentro das cozinhas e restaurantes de todo o Brasil.

O evento foi uma celebração da carne suína apresentada de diferentes formas, que iniciou com treze finger food elaborados para receber os convidados feitos pelos chefs: Bella Masano; Edinho Engel; Sauro Scarabotta;Juarez Campos; Emmanuel Bassoleil; Claude Troisgros; Renato Carioni; Naim Santos; Carlos Ribeiro; Tereza Paim; Mara Salles; Eric Berland e David Mauricio. Em seguida foram servidas dez entradas feitas pelos chefs: Laurent Suaudeau; Roberta Sudbrack; Erick Jacquin; Ana Bueno; Tatiana Szeles; Julio Buschinelli; Monica Rangel; Beto Pimentel; Ivo Faria e Ana Soares.

Foram oito pratos principais, servidos em pequenas porções pelos chefs: Alencar; Roberto Ravioli; Luciano Bosseggia; Celso Freire; Salvatore Loi; Carla Pernambuco; Danio Braga e Benny Novak. E ainda teve três sobremesas surpreendentes elaboradas com alguma parte do porco. A chef Flávia Quaresma serviu um pudim de toucinho com tangerina + sorvete de gengibre+ farofinha de especiarias; o chef Rodrigo Martins fez um sagu de tapioca com doce de leite, queijo canastra e bacon; e o mineiro Flavio Trombino serviu queijo da canastra, com goiabada cascão, farofa de torresmo e raspas de limão. Quero destacar a presença do chef e jornalista Silvio Lancellotti, que foi o responsável por eu ter ido estudar cozinha e confeitaria na escola argentina Mausi Sebess, uma inspiração e uma emoção estar ao seu lado nessa linda festa da gastronomia brasileira proporcionada pelo casal Jefferson e Janaina Rueda, e seu restaurante a Casa do Porco Bar, 39º melhor restaurante do mundo.

Algumas fotos foram cedidas pelo fotografo Nereu Junior de Belo Horizonte (MG).

Vejam as fotos do evento que celebrou a cozinha brasileira e a carne de porco. VIVA O PORCO!

                                                           

Denise Rohnelt Araujo
jornalista@teste.com.br
http://meusite.com.br
Aqui ficará as informações sobre o colunista e a coluna.
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Letras Saborosas
+ Ler mais artigos de Letras Saborosas