Por Denise Rohnelt Araujo
Em 13/07/2019

ENTRADA

Hoje a coluna está em festa com o convite para participar do evento Fartura SP nos dias 3 e 4 de agosto representando Roraima. Participarei pela primeira vez do espaço Cozinha ao Vivo, onde vou cozinhar um arroz com costela de porco no tucupi negro e pimenta de cheiro para oitenta pessoas. Claro que irei registrar tudo em fotos e vídeos e trarei para vocês aqui na coluna e para o programa Letras Saborosas da TV Folha BV.

A receita de hoje recebi da Namu Cursos,  primeira plataforma de vídeoaulas voltadas exclusivamente para o bem-estar.

Como o dia 10 foi o Dia Internacional da Pizza, a chef Renata Monteiro, professora do curso “Massas frescas sem glúten”, enviou esta receita deliciosa feita com batata. 

De acordo com Renata, existem inúmeras possibilidades de preparar uma pizza saudável e saborosa, utilizando apenas ingredientes do bem. Para isso, é preciso diminuir a quantidade de carboidratos da massa e optar por recheios mais leves. “Substitua a tradicional farinha de trigo por farinhas sem glúten e dê preferência para as que possuem teores de fibras e proteínas mais elevados”, sugere a chef. “Na preparação da pizza, utilize gorduras boas como óleo de coco e azeite de oliva, e para as coberturas, selecione legumes, cogumelos e diferentes tipos de queijos vegetais. Finalize com molho vermelho feito em casa, sem adição de conservantes, corantes e outros ingredientes que são prejudiciais à saúde”, completa.

A chef Renata Monteiro é Mestre em gastronomia formada pela FCT/UNL Lisboa e especialista em cozinha inclusiva pelo ICIF Itália. Foi uma das participantes da edição do Masterchef Portugal 2015,  e é mãe de três crianças alérgicas a leite, ovos e trigo. 

Como tenho um filho alérgico ao leite, sempre estou atenta às receitas saudáveis como essa.

Na próxima semana tem Feira da Lua na Plataforma 8, nos dias 16 e 17,  a partir das 17 horas. Se quiserem conhecer a minha cozinha, compareçam. 

Até o próximo sábado!

PRATO DO DIA

Pizza com base de batata e farinhas
Chef Renata Monteiro

INGREDIENTES:

500 g de purê de batata
80 g de farinha de arroz
80 g de amido de milho
02 colheres de chá de azeite
Sal
01 colher de chá de fermento para bolo

MODO DE PREPARO:

Cozinhe a batata com casca em água; remova a casca e amasse até ponto de purê.

Reserve o purê para esfriar.

Misture o sal, o azeite, um pouco da farina de arroz e um pouco do amido de milho com o purê. Após misturar os ingredientes um pouco, despeje o fermento químico (de bolo) e misture; passe a massa para uma forma furada, espalhe a massa na forma.

Lave a mão para retirar o excesso de massa; molhe as mãos com azeite e espalhe com batidinhas o azeite na massa.

Leve ao forno até a massa ficar dourada por cerca de 25/30 minutos.

Adicione e espalhe uma pequena quantidade de molho para que a massa não amoleça; adicione o queijo, tomate fresco e orégano seco; finalize com azeite e sal.

MUNDO GASTRONÔMICO PET, QUEM CONHECE?

Estive recentemente em São Paulo e me deparei com uma padaria diferente numa esquina da Oscar Freire nos Jardins, era a Padaria Pet.

Uma padaria e petiscaria feita para os nossos amiguinhos peludos, onde eles oferecem comidinhas diferenciadas e saudáveis. Lá tem sorvete, refrigerante, sucos, cookies, tiras de carne, bolo, muffin, brigadeiro, bombom e até cerveja.

A loja foi idealizada em 2011 pelos irmãos e sócios Ricardo e Rodrigo Chen, e hoje se tornou uma franquia com três lojas em São Paulo, uma em Belo Horizonte (MG) e uma em Vila Velha (ES). 

A Padaria Pet tem como missão oferecer aos melhores amigos do homem, um novo conceito alimentício e um local gourmet para saborear, com a preocupação na saúde do seu pet.

Segundo as atendentes, tudo é feito com ingredientes selecionados, sem corantes ou conservantes, são integrais e artesanais.

A loja também possui uma boutique bem diferenciada que vende comedouros, roupas, canecas, capa de celular, dentre outros. Produtos diferenciados ou podem ser personalizados com a foto do seu melhor amigo. Em parceria com ONGs, estes presentes ainda ajudam em projetos e na manutenção destas instituições.

Outro serviço oferecido pela Padaria Pet é o buffet de festas para comemorar o aniversário ou evento do seu melhor amigo(a) ou do seu filho(a). Para a festinha do seu cãozinho com tudo o que ele tem direito (bolo, parabéns e convite para os amigos dele), memorizando este momento único que o seu bichinho merece.

Querem saber mais sobre a Padaria Pet? Acessem o site: http://www.padariapet.com.br/

BELO HORIZONTE RECEBE A TERCEIRA EDIÇÃO DO FESTIVAL DO QUEIJO MINAS ARTESANAL

Os Produtores das sete regiões reconhecidas pelo Estado participarão do evento, que contará com oficinas, cursos, degustações e rodadas de negócios.

A terceira edição do Festival do Queijo Minas Artesanal, traz a diversidade de sabores, aromas e texturas de um dos protagonistas da gastronomia mineira.

O evento será nos dias 27 e 28 de julho, na Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte, e vai reunir produtores das sete regiões reconhecidas pelo Estado de Minas Gerais: Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo.

Durante o festival, sete chefs mineiros vão apresentar pratos elaborados com a iguaria, que já conquistou premiações internacionais. Cada chef representará uma região produtora. Tanto os pratos quanto os queijos estarão à venda no evento. Também haverá cursos e oficinas sobre a conservação correta do produto, harmonização com outros alimentos e como identificar o legítimo Queijo Minas Artesanal de leite cru.

Outros produtos mineiros de alta qualidade, como cafés, azeites, cervejas artesanais, cachaças, vinhos e mel poderão ser degustados e comprados pelo público. A programação inclui rodadas de negócios e apresentações musicais, dentre outras atrações. O festival é uma realização do Sistema FAEMG e do SEBRAE Minas.

Minas Gerais sempre foi reconhecida pela qualidade dos queijos artesanais, os estabelecimentos especializados têm investido cada vez mais em queijos artesanais para atrair a clientela. Fortalecer a identidade dos queijos mineiros, agregando valor e impedindo que outros produtos de características semelhantes sejam vendidos como se fossem produzidos nas regiões de origem é a estratégia do SEBRAE mineiro para garantir melhor posicionamento para os pequenos produtores no mercado.

Recentemente o Queijo Minas Artesanal participou da quarta edição do Mondial du Fromage, o Mundial do Queijo, realizado na cidade de Tours, na França, e esteve entre os melhores queijos do mundo. Os produtores mineiros levaram para casa 51 medalhas, sendo três medalhas super ouro, quatro de ouro, 20 de prata e 22 de bronze, número muito superior ao de medalhas conquistadas em 2017: uma super ouro, uma de ouro, sete de prata e três de bronze.

O processo de preparo do Queijo Minas Artesanal tem sido transmitido entre gerações desde o século XVIII. A tradição surgiu no ciclo do ouro, quando não era possível aproveitar toda a produção do leite in natura, uma vez que não havia sistemas de refrigeração e a logística era precária. Para conservar o leite, os produtores começaram a fabricar o queijo. No início, os queijos eram produzidos apenas para consumo familiar. A melhoria genética do rebanho resultou em aumento da produção e as sobras começaram a ser vendidas. Com o tempo, o produto se tornou indispensável ao comércio local. O modo artesanal de fabricação do queijo à base de leite cru nas regiões da Serra da Canastra, Serro e Serra do Salitre foi registrado, desde 2008, como patrimônio imaterial brasileiro. O reconhecimento foi concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) a partir de uma demanda levantada pelos próprios produtores, em 2001.

Outras informações: https://www.festivalqma.com.br/

Denise Rohnelt Araujo
jornalista@teste.com.br
http://meusite.com.br
Aqui ficará as informações sobre o colunista e a coluna.
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Letras Saborosas
+ Ler mais artigos de Letras Saborosas