Por Denise Rohnelt Araujo
Em 20/09/2019

ENTRADA

Na próxima semana acompanhem as redes sociais da coluna, pois estarei em Manaus para dois eventos importantes.

O primeiro é a II Edição do PRAEMIUM INTERNATIONALLI AMÍLCAR DE AZEVEDO,  um prêmio promovido pela Casa de Cultura Amílcar de Azevedo, que premia pessoas pelo seu talento, conhecimento  e valores à serviço do reconhecimento meritocrático.   

Irei receber o prêmio denominado CAPITIS CULINA LUX - CHEF DA COZINHA DE LUZ, por estar contribuindo com a divulgação e promoção da gastronomia da Amazônia.

E a partir da terça feira inicia a Feira Internacional de Gastronomia Amazônica – FIGA com a chegada dos chefs e jornalistas convidados. Como Curadora pela terceira vez desse evento, sempre acompanho os convidados para conhecerem a gastronomia, cultura e lugares turísticos de Manaus. O evento começa no dia 26 de setembro, com aulas, feira e a participação de municípios do Amazonas, com encerramento no dia 28. Estarão presentes os chefs: Saulo Jennings (Casa do Saulo –PA), Janaina Rueda (Dona Onça- SP), Danielle Dahoui (Ruella-SP), Angélica Vitali (Gastrô Brasil-SP), Fábio de Pádua (Senac Águas de São Pedro – SP), Denise Rohnelt (Cozinha Letras Saborosas-RR), o jornalista Arnaldo Lorençato (editor da Veja SP) e o cientista gastronômico espanhol Pere Castels (Espanha). Além dos convidados de outros estados, teremos aulas com os chefs de Manaus: Hiroya Takano (Shin Suzuran), Talita Avelino (Atelier Talita Avelino), Erick Alcantara (Fametro) e prof. Michel Brito (SENAC); além de palestras no Salão do Saber.

Fiquem atentos às redes sociais da coluna Letras Saborosas.

A receita de hoje foi enviada pela rede Divino Fogão: uma Lasanha com espinafre e queijo para esse final de semana.

Até o próximo sábado!

PRATO DO DIA

Lasanha com espinafre e queijo

Divino Fogão

INGREDIENTES:

500g de massa para lasanha pré-cozida
5g de sal
100g de cebola
100 ml de óleo de soja
2 litros de molho branco
500g de espinafre
500g de queijo ralado

MODO DE PREPARO:

Corte a cebola em cubos. Cozinhe o espinafre até murchar. Reserve. Aqueça o óleo e refogue a cebola, o sal e o espinafre. Reserve. Monte a lasanha intercalando a massa, o molho branco, o espinafre refogado e o queijo ralado em um total de três camadas. Finalize com molho branco, salpique o queijo ralado e leve ao forno a 170ºC por 10 minutos.  Sirva em seguida. 

PRIMEIR0 FESTIVAL GASTRONÔMICO INDÍGENA  QUER INCENTIVAR O ETNOTURISMO NA COMUNIDADE NOVA ESPERANÇA

No final da semana passada aconteceu na Comunidade Nova Esperança, que fica na Serra de Pacaraima, o primeiro festival gastronômico das etnias Wapixana, Macuxi e Taurepang, organizado pelo professor Alfredo Silva e sua esposa Janete.

O evento teve apoio de toda a comunidade, do Tuchaua João Silva e contou com a presença do diretor de turismo do estado Bruno Dantas, com representantes da secretaria do índio do estado, da prefeitura de Pacaraima, entre outros.

Foi lindo ver que a comunidade quer trabalhar com turismo sustentável como forma de melhorar a qualidade de vida de todos. O etnoturismo responsável feito de forma organizada, obedecendo as normas de bom convívio com a comunidade indígena, é uma forma de gerar renda através da riqueza cultural, da arte, do artesanato, da cultura alimentar e das belezas naturais.

Tivemos pratos maravilhosos apresentados pelas senhoras da comunidade de cada etnia e como provei todos, posso dizer que a cultura alimentar é muito rica.

O evento teve damorida de peixe, e de costela de boi com macaxeira; teve galinha caipira com pimenta e cariru, peixe moqueado, paca cozida, beiju, farinha de mandioca e as bebidas Aluá de milho que não fermenta, o caxiri de mandioca com batata doce que dá um tom rosa à bebida, e o pajuaru feito do beiju, que pela fermentação acaba tendo um teor alcoólico considerado.

Fui convidada para falar sobre a minha pesquisa de tucupi negro e mostrar vários tipos que encontrei durante esses anos de pesquisa neste estado, no Amazonas, no Pará, no Peru, na Venezuela e na Guiana. E aproveitei para servir um prato feito com porco, tucupi negro, arroz e pimenta de cheiro, que foi apreciado por todos.

Entre os artesanatos que estavam à venda, a lembrança do festival feito com cogumelo encontrado na comunidade foi muito criativa.

No próximo ano, em abril, vai acontecer o segundo batismo indígena que terá uma extensa programação, onde não índios serão batizados com nomes indígenas de cada etnia.

Assistam o programa Letras Saborosas na TV Folha BV, acessando o site www.folhabv.com.br/play e vejam imagens do evento.

                                                                                   

Denise Rohnelt Araujo
jornalista@teste.com.br
http://meusite.com.br
Aqui ficará as informações sobre o colunista e a coluna.
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Letras Saborosas
+ Ler mais artigos de Letras Saborosas