Por Denise Rohnelt Araujo
Em 19/09/2020

ENTRADA
Olá queridos leitores!
A Pandemia já dura seis meses e muitos restaurantes e bares encerraram suas
atividades em todo o país. Foi o setor mais afetado, mas agora que muitos estados
estão permitindo a volta dos serviços do setor, estamos assistindo a inauguração de
muitos restaurantes, principalmente em São Paulo.
O chef francês Claude Troisgros abriu essa semana o Chez Claude SP, @ no bairro do
Itaim Bibi, também no mesmo bairro o fiel escudeiro do chef Claude - @chez.claudesp;
Batista, abriu o seu delivery Do Batista - @do.batista.
Ainda em Sampa, o projeto Ocupa Rua, que visa instalar terraços ajardinados no
asfalto em parceria com a prefeitura. O piloto Ocupa Rua é uma iniciativa da jornalista
Alexandra Forbes com os chefs Jefferson e Janaína Rueda, é a primeira calçada
inaugurada do projeto foi do restaurante A Casa do Porco Bar no centro paulista.
Essas são algumas das novidades paulistas, mas aqui na capital do extremo norte, o
restaurante Beira Rio, que fica na Rua Marina do Rio Branco, trouxe para renovar o
cardápio o chef amazonense Willian Katô. O restaurante funciona de quarta a
domingo das 11h às 23h, com um menu de peixes variados e uma carne de sol feita
pelo chef Katô
A receita de hoje é da chef Carla Pernambuco que fez vários pratos para a campanha
Amazônia em Casa, Floresta em Pé, que é de um coletivo de organizações que
reuniram vários produtos, ingredientes e artesanatos da Amazônia para serem
vendidos durante o mês de setembro na paltaforma Mercado Livre.
A chef Carla fez uma versão do prato paraense Pato no Tucupi feito com tucupi preto
da marca Manioca. Informações e produtos através do site:
https://ofertas.mercadolivre.com.br/produtos-sustentaveis-sociais

PRATO DO DIA


Pato no tucupi preto
Por Carla Pernambuco e time do Carlota
Pato confit
Ingredientes:
01 coxa de pato
Gordura de pato – o suficiente para cobrir a coxa e
1/2 xícara de óleo de soja para “lavar” a cura da coxa
Cura:
7,5 g de sal
7,5 g de açúcar mascavo
2g de zest de laranja
1 colher de sopa de tempero mix de ervas Amazônica
1 folha de louro
12 ml de conhaque
Modo de fazer a cura: misturar todos os ingredientes e reservar.

Modo de preparo:
Passe a cura na coxa e sobrecoxa, coloque em um saco plástico amarrado e deixe 24
horas na geladeira, ir virando os lados pra cura atingir todos os lados da carne. No dia
seguinte, lave a coxa com o óleo de soja e retire a cura. Em uma assadeira coloque a
gordura de pato e a coxa de pato. Leve para o forno pré-aquecido a 120°c por
aproximadamente 3 horas ou até que a carne esteja macia – Deixe esfriar na gordura.
Caldo de pato
Ingredientes:
1 carcaça de pato
1 cebola em cubos
1 cenoura em rodelas
1 alho-poró em rodelas
1 talo de salsão em cubos
1 ramo de tomilho
1 litro de água
80 ml de óleo
Modo de preparo do caldo de pato
Asse a carcaça de pato no forno em 200°c, até ficar dourada (cerca de 10 minutos). Em
uma panela grande, refogue com o óleo a cebola, a cenoura, o alhoporó, o salsão e o
tomilho. Junte no refogado a carcaça de pato assada e cubra com a água. Deixe
cozinhar em fogo baixo por 1 hora. Coe, reserve a quantidade indicada e mantenha
congelado o restante, que pode ser congelado por 3 meses.
Molho de Tucupi preto


Ingredientes:
200 ml de Tucupi preto
200 ml de caldo de pato
½ cebola roxa
1 folha de louro
2 dentes de alho
Ramos de tomilho
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de mix de ervas Amazônica
Sal e pimenta do reino moída na hora à gosto
6 folhas de Jambu
1 colher de sopa de mel
Modo de preparo:
Em uma panela aquecida, coloque a manteiga e refogue a cebola roxa picada, o alho, o
tomilho, o louro, o Jambu e o mix de ervas Amazônica. Entre com a farinha de trigo e
misture bem até ela começar a dourar. Adicione o caldo de pato e o Tucupi preto e
mexa bem até encorpar. Ajuste o sabor com mel, sal e pimenta do reino moída na
hora. Coe tudo em uma peneira fina e reserve.
Vinagrete de feijão manteiguinha de Santarém
Ingredientes:
50 g de feijão manteiguinha cozido
½ cebola roxa picadinha
1 pimenta Cambuci picadinha

1 pimenta dedo-de-moça
1 colher de sopa de coentro picadinho
30 ml de azeite
30 ml de vinagre de vinho tinto
1 colher de chá de mix de ervas Amazônica
Sal e pimenta do reino
Crocante de tapioca
Ingredientes:
1 xícara de tapioca granulada
3 xícaras de água fervente
Modo de preparo
Em uma panela com água fervente, coloque as tapiocas e deixe cozinhar até ficar
transparente, escorra bem em água corrente.Distribua em um Silpat e leve ao forno
em temperatura baixa por 40 minutos. Forno 100°c. Fritar em imersão
Verduritas orgânicas na brasa
Ingredientes:
4 folhas de Cavolo Nero ou couve toscana
½ Repolho
½ Acelga
½ Couve-flor roxo
1 Radicchio
Azeite, sal e pimenta 

AVALIAÇÃO NACIONAL DE VINHOS SAFRA 2020
SERÁ ONLINE E ESTARÃO À VENDA KIT DE
DEGUSTAÇÃO A PARTIR DO DIA 23 

Todos poderão assistir a transmissão ao vivo da Avaliação Nacional de Vinhos – Safra
2020 pelo Facebook, Instagram e Youtube da Associação Brasileira de Enologia (ABE),
no dia 7 de novembro, a partir das 17h, direto do SPA do Vinho, no Vale dos Vinhedos,
única região do Brasil com Denominação de Origem de Vinhos. E quem quiser também
poderá receber em casa o kit com as 16 amostras representativas da Safra 2020,
degustando e acompanhando o evento no aconchego do lar, mas deverá ficar atento e
adquirir o kit pelo www.enologia.org.br a partir das 8h30min do dia 23 de setembro,
próxima quarta-feira. Serão oferecidos 700 kits, cada um podendo ser degustado por
até três pessoas. O valor para associado é R$ 450 e não associado R$ 580.
Cada kit conterá 16 garrafas baby (187 ml), o que permitirá que a amostra seja
degustada por duas ou até três pessoas. O conjunto inclui, ainda, duas taças
personalizadas de cristal para vinho, além das Fichas de Degustação e da Revista
Brasileira de Viticultura e Enologia. O envio será feito pela ABE por transporte privado.
Todo material será embalado numa caixa personalizada de papelão com isopor para
melhor acondicionar as garrafas, todas com rótulo do evento e devidamente
identificadas. O envio será feito pela ABE através de transporte privado.“Quando 2020 começou, não imaginávamos que atravessaríamos uma pandemia
global. Vivemos a ‘Safra das Safras’ com tanto entusiasmo que nós, enólogos do Brasil,
fomos desafiados a fazer o melhor vinho de nossas vidas. A expectativa é imensa, mas
os cuidados diante de um vírus mortal, nos obrigou a reinventar a nossa ‘menina dos
olhos’”, destaca o presidente da ABE, enólogo Daniel Salvador. Grupos em diversos
estados brasileiros já estão se mobilizando para viver a maior degustação de vinhos de
uma safra do mundo. Confrarias, amigos, colegas de trabalho, enfim, todos que
compartilham do gosto pelo vinho. Até vinícolas estão se preparando para instalar
telões e transmitir o evento, oferecendo assim mais uma experiência única aos seus
clientes. “A ideia do kit em garrafas de 187 ml permite que até três pessoas degustem
a mesma amostra. Assim, além de facilitar a aquisição, também estamos ampliando o
número de pessoas que serão impactadas e que terão o privilégio de degustar as 16
amostras representativas da Safra 2020”, comemora. Com este formato, mais de 1,4
mil pessoas poderão degustar as amostras, mas a estimativa é de que muito mais
pessoas acompanhem o evento, inclusive de outros países.
Numa edição histórica, a Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2020 poderá ser
assistida ao vivo por qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo. Será histórica por
três motivos: é a ‘Safra das Safras’, ou seja, a melhor safra que o Brasil já registrou;
motivado pelo primeiro, por bater recorde no número de amostras com a inscrição de
395 vinhos de 56 vinícolas; e por fim, certamente o mais impactante, é a mudança de
formato que sai do presencial e vai para o on-line, em razão da pandemia da Covid-19.
A emoção do encontro será substituída por um espetáculo que poderá ser assistido no
mundo todo via Facebook, Instagram e Youtube da ABE. No local do evento, somente a
presença de comentaristas convidados e equipe de organização e transmissão,
seguindo um amplo e rigoroso protocolo de segurança conforme regras do Ministério
da Saúde. Não haverá espaço para participação presencial.

Continuem se cuidando a pandemia não acabou e o vírus não sumiu. Usem máscara,
álcool em gel, distanciamento e se puder, fiquem em casa. 
Até a próxima semana!

Denise Rohnelt Araujo
jornalista@teste.com.br
http://meusite.com.br
Aqui ficará as informações sobre o colunista e a coluna.
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Letras Saborosas
+ Ler mais artigos de Letras Saborosas