Por Francisco Cândido
Em 31/12/2018

ORLANDO MARINHO – UM MESTRE ALÉM DO SEU TEMPO

Orlando Marinho da Silva foi exemplo de vida digna, tanto profana, quanto maçônica. Dos seus 93 anos de idade, 65 anos foram dedicados à Maçonaria.

Orlando Marinho foi o primeiro Delegado da Receita Federal em Roraima. Exerceu o cargo por mais de 10 anos (1973 a 1984). E, entre suas realizações está à implantação da Agência da Receita em Caracaraí e dos Postos de Fiscalização em Pacaraima e Bonfim. Foi Secretário de Administração no governo de Getúlio Cruz (1985), continuou na administração dos Governadores Roberto Pinheiro Klein (1987) e de Romero Jucá Filho (1988).

Orlando nasceu na cidade de Atalaia do Norte/Alagoas, no dia 21/11/1925. Estudou na Escola do Comércio, na capital Maceió, e concluiu o Curso Superior em Ciências Contábeis. Participou em 1949 de Concurso Público, sendo aprovado para Fiscal de Rendas (da Receita Federal). Em 1952 foi designado para a cidade amazonense de Tefé, onde passou a trabalhar na função de Coletor Federal de Impostos. E, em 1959, foi convidado para candidatar-se, sendo eleito Prefeito Municipal da cidade de Tefé.

Passada a fase política, retornou às suas atividades no Ministério da Fazenda, sendo designado como Inspetor da Receita Federal na cidade de Tabatinga, na fronteira do Brasil, Colômbia e Peru. E, em 1973, foi designado para chefiar a Agência da Receita Federal em Boa Vista, Roraima. O prédio, à época, ainda estava em construção e a Receita funcionava na Avenida Jaime Brasil, no térreo do prédio da Associação Comercial e Industrial de Roraima – (Acir). A mudança de local da Receita para o prédio próprio (situado entre a Rua Agnello Bittencourt e a Avenida capitão Júlio Bezerra, no Centro Cívico), aconteceu em 1979, ano em que a Agência foi transformada em Delegacia da Receita Federal, e Orlando Marinho a chefiou até a sua aposentadoria por tempo de serviço.

Devido ao seu amplo conhecimento em administração pública, foi convidado para chefiar o Gabinete de vários governadores. Atualmente à sua dedicação é voltada à família e à Maçonaria. Orlando Marinho é casado com a senhora Tereza Norma Gonçalves da Silva, e tem um casal de filhos: Gisele da Silva Araújo e Hiran Manuel Gonçalves da Silva (médico-Oftalmologista e deputado federal).

MAÇONARIA: - No Simbolismo:

Foi o primeiro Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica de Roraima (20/08/1981) e Venerável Mestre da Loja Liberdade e Progresso nº 1, e da Loja Sylvio Lofêgo Botelho nº 3. Foi também o primeiro Soberano Grande Inspetor Litúrgico e fundador das Lojas Maçônicas: “13 de Maio” (em Caracaraí, 22/02/1975); “Sylvio Botelho” (em Boa Vista, 31/03/1980); e “Liberdade e Progresso nº 1” (em Boa Vista, 1981).

Orlando Marinho tinha em 93 anos de idade, dos quais 65 anos dedicados à Maçonaria. Iniciou na Loja Maçônica “Sá Peixoto”, no Município de Tefé, no Amazonas, no dia 18/12/1953. Foi Elevado ao Grau de Companheiro, em 23/01/1954; e Exaltado à Mestre no dia 22/05/1954. Há muitos anos completou todos os Graus (do 1 ao 33º). Ele era Grão Mestre “Ad-Vitam” da Grande Loja Maçônica do Estado de Roraima (Glomerr).

Nos Graus Superiores /chamados de Graus Filosóficos:

Orlando Marinho era Membro Emérito do Supremo Conselho do Grau 33 – do Rito Escocês Antigo e Aceito - da República Federativa do Brasil. Grão Mestre “Ad-Vitam” da Grande Loja Maçônica do Estado de Roraima

Iniciou no Grau 4, no dia 13 de junho de 1967.

Do 5 ao 8, no mesmo ano.

Do 9 ao 18 – em setembro Agosto de 1979.

Do 19 ao 30, em setembro de 1979.

Do 31 ao 32, em outubro de 1979.

Grau 33º -, foi investido no dia 14 de março de 1981.

Em 13/03/1983, tornou-se Membro Efetivo do Supremo Conselho do Grau 33º  (Rito Antigo e Aceito, para a República Federativa do Brasil).

Em 1987, fundou a Excelsa Loja de Perfeição Coronel Pinto (em Boa Vista).

Em 1988, fundou a Excelsa Loja de Perfeição Venâncio Igreja Lopes (em Mucajaí).

Em 1989, fundou a Excelsa Loja Crispim de Abreu  (em Caracaraí).

Em 1991, fundou o Capítulo Rosa-Cruz (em Boa Vista).

Em 1998, fundo o Conselho de Cavaleiros Kadoschi (em Boa Vista).

Em 1999 – fundou a Excelsa Loja de Perfeição Simón Bolívar.(em Pacaraima).

Em 2000 – fundou o Consistório Príncipes do Real Segredo (em Boa Vista).

Em 2001, assumiu a presidência da Loja de Perfeição Simón Bolivar, em Pacaraima.

Foi Soberano Grande Inspetor Litúrgico, para o Estado de Roraima, no período de 1990 até 2002.

Orlando Marinho da Silva, faleceu em Boa Vista, no dia 09/12/2018.

O Sereníssimo Grão-Mestre, Sérgio Cordeiro Santiago, através do Ato nº 254/2018, decretou Luto em todas as Lojas, por um período de 09 (nove) dia.

Francisco Cândido
franciscocandido992@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Minha Rua Fala
+ Ler mais artigos de Minha Rua Fala