Por Francisco Cândido
Em 23/06/2015

BOA VISTA –125 Anos de História
CORONEL MOTA (João Capistrano da Silva Mota)


João Capistrano da Silva Mota, nasceu em 1837 na cidade de Capim no Estado do Pará.

Integrando uma Comissão da Delegacia Fiscal do Amazonas, encarregada de averiguar questões ligadas à Fazenda São Marcos, às margens do rio Uraricoera, aportou nesta terraem 1865, o sargento da Guarda Nacional João Capistrano da Silva Mota.

Ainda como militar, fundou a primeira escola e se constituiu seu primeiro professor. Ele ocupou todas as funções públicas a que um homem, à época, podia almejar: de professor a promotor. De Juiz a Prefeito (quatro vezes). Em todas essas funções desempenhou papel importante para a consolidação política-administrativa da cidade de Boa Vista.

No dia 09 de julho de 1890, João Capistrano da Silva Mota recebeu das mãos do capitão Fábio Barreto Leite – emissário do Governador do Amazonas Augusto Ximeno de Villeroy – o título de “Superintendente” -, tornando-se o primeiro prefeito de Boa Vista e aqui casou-se em segunda núpcias, com Josefa de Pinho Mota. Desse casamento nasceram 12 filhos, entre eles: Rogério da Silva Mota, Manoel Mota de Souza Cruz e Vitória Mota Cruz – hoje nome de uma escola no Bairro Paraviana.

João Capistrano da Silva – o Coronel Mota-, faleceu em 1941, com 104 anos de idade, deixando nesta terra a tradicional família Mota e o seu entrelaçamento com quase todas as famílias deste Estado.

Em homenagem ao seus feitos, foi agraciado com a patente honorária de Coronel da Guarda Nacional. Daí o sargento João Capistrano da Silva Mota, tornou-se o Coronel Mota.Hoje seu nome denomina uma Rua no centro de Boa Vista, um Hospital e uma Escola no interior do Estado.

Em 1943 o então Presidente da República Getúlio Vargas, criou por meio do Decreto-Lei n.° 5.812, de 13 de setembro de 1943, o Território Federal do Rio Branco. E, na década de 1950 o governo do Território criou a Divisão de Produção, Terra e Colonização (DPTC), que realizava pesquisas quanto aos recursos naturais do Território, cadastrava terras e organizava colônias agrícolas, entre outras funções. Foi nesta época que foram criadas as três primeiras Colônias Agrícolas do Território, uma delas recebeu o nome de: “Colônia Coronel Mota” (na região do Taiano/Alto Alegre). As outras duas, foram as Colônias: Braz de Aguiar (hoje o Cantá) e Fernando Costa (Mucajaí).
Na próxima terça-feira, daremos prosseguimento à esta história.

 

Francisco Cândido
franciscocandido992@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Minha Rua Fala
+ Ler mais artigos de Minha Rua Fala