Por Francisco Cândido
Em 22/05/2019

AVENIDA DOM APPARECIDO JOSÉ DIAS
Ex-Bispo da Diocese de Roraima 


A Diocese de Roraima foi criada em 16 de outubro de 1979, pelo Papa João Paulo II, através da Bula Cum Praelaturae, e instalada no dia 25 de março de 1980.

O Bispo Dom Apparecido, em sua gestão, procurou conciliar a paz e a concórdia entre os povos. Um exemplo disso é quanto à questão Raposa/Serra do Sol, onde ele demonstrou firmeza de caráter na defesa dos direitos dos povos indígenas, mas sem deixar de ouvir todos os outros segmentos interessados na questão. Ele estimulou o diálogo, a harmonia e o convívio sadio baseado na tolerância e na máxima: “Amai o próximo como a ti mesmo”.

Analisando o seu trabalho evangelizador em Roraima, chega-se a seguinte conclusão: o que superioriza o caráter de um homem é a firmeza dos seus princípios. Ser útil o obriga a ser bom; ser bom o leva a ser firme; ser firme significa ser forte. E, nesse instante histórico em que se rareiam as abnegações pessoais, é confortador recordar a vida de Dom Apparecido.

Dom Apparecido José Dias, nasceu em Itajobi/São Paulo, em 28 de dezembro de 1931. Filho de Hermelino José Dias e Letícia Maria das Flores Dias. Ingressou na Congregação do Verbo Divino, e cursou Filosofia e Teologia no Seminário do Espírito Santo, em Santo Amaro/SP, de 1951 a 1959. Fez o 5º Ano de Teologia Pastoral, em 1959, na Paróquia de Cristo Rei, no Tauapé/SP.

Era pároco do Santuário do Bom Jesus de Iguape/SP, quando no dia 31 de dezembro de 1974, o Papa Paulo VI, o escolheu para ser o primeiro Bispo da Diocese da cidade de Registro, em São Paulo. A ordenação aconteceu no dia 16 de fevereiro de 1975. Ele escolheu como lema do seu episcopado, a frase do apóstolo Pedro: “ Por tuas palavras, lançarei as redes” (Le 5 – 5). Trabalhou nessa Diocese por longos 21 anos.

Em 26 de junho de 1996, a convite do Papa João Paulo II, foi designado para ser Bispo da Igreja de Roraima, assumindo o pastoreio no dia 15 de setembro de 1996, sucedendo ao bispo Dom Aldo Mongiano.

Dom Apparecido, além de responsável pela implantação de uma emissora de rádio (A Rádio FM Monte Roraima – 107.9), também fez diversas obras evangélicas neste Estado; incentivou as novas congregações, estimulou o movimento da Renovação Carismática e promoveu novas ordenações católicas.

Acometido de problemas de saúde, ocasionada por ingestão de um alimento que ocasionou obstrução intestinal com múltiplas aderências, Dom Apparecido José Dias faleceu no dia 29 de maio de 2004 em Boa Vista, às 20h30, no Hospital Geral Dr. Francisco Elesbão. Ele tinha 72 anos de idade.

Seu corpo, inicialmente, foi velado na Catedral Cristo Redentor (no Centro Cívico), e depois realizada a missa de corpo presente no Ginásio Totozão. Em seguida foi trasladado para a cidade de Registro/SP (onde havia exercido o epicospado no período de 1975 a 1996), sendo sepultado na Catedral São Francisco Xavier, naquela cidade.

Quando de sua morte, o Conselho Indígena de Roraima assim se manifestou: “Dom Apparecido, obrigado por ter-nos amado, por ter estendido as mãos aos povos indígenas, aos pequenos e aos mais necessitados”.

O senador Augusto Botelho apresentou o Requerimento nº 0670/2004 no Senado Federal, para que fosse inserido em Ata, voto de pesar pelo falecimento de Dom Apparecido José Dias e, apresentação de condolências à Diocese de Roraima, na pessoa de seu Bispo e à sua família.

A vereadora, à época, Maria de Lourdes Pinheiro, apresentou em 04/06/2004 na Câmara Municipal de Boa Vista, uma Moção de Pesar dirigida à Diocese de Roraima e a ilustre família de Dom Apparecido José Dias. 

Em homenagem póstuma ao Bispo Dom Apparecido José Dias, a Câmara Municipal aprovou um Projeto de Lei e a Prefeitura acatou, denominando a principal avenida do Bairro Cidade Satélite, com o nome de: “Avenida Dom Apparecido”.

O atual Bispo é dom Mário Antônio da Silva (9º da história da Diocese de Roraima). Tomou posse como Bispo no dia 18/09/2016, durante missa ocorrida na Catedral Cristo Redentor, situada no Centro Cívico de Boa Vista. Ele sucedeu o bispo Dom Roque Paloschi, que em dezembro de 2015 foi transferido para a Arquidiocese de Rondônia.

Dom Mário foi eleito no dia 6 de maio deste ano de 2019, para o cargo de segundo vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). 

Francisco Cândido
franciscocandido992@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Minha Rua Fala
+ Ler mais artigos de Minha Rua Fala