Por Angélica Chaves
Em 20/02/2019

Olá! Já pensou em fazer uma boa ação hoje e ajudar nossos anjinhos de quatro patas? Vamos dar uma forcinha para essa galera que já sofreu demais nas ruas e agora só precisa de um lar cheio de amor.

Conheça nosso trabalho pelo Instagram @yawaraoficial.

Participe do nosso grupo no Facebook: YawaraAssociação de Proteção Animal.

Angélica Chaves - Voluntária Yawara

yawarapet@hotmail.com

Agradecemos por nos ajudar a salvar essas vidinhas.

Contas:

✔Banco Banco do Brasil, Agência: 0250-x, Conta 115175-4.

✔Banco CAIXA , Agência 0653, Op. 013, Conta 23759-3.

Yawara Associação de Proteção Animal – CNPJ 12.512.647/0001-81.

Aproveitando a criação do programa União pelos Animais, hoje vamos falar de controle populacional, adoção e criadores.

​Antes, gostaria de parabenizar as ONGs que estiveram a frente do movimento para abrir os olhos do poder público. A cidade estava precisando muito.

​É impressionante a quantidade de animais de rua que vemos todos os dias aqui em Boa Vista. E isso tem diferentes causas, mas todos poderiam ser mitigados se o poder público implementasse ações para mudança de mentalidade e fiscalização, por isso a importância desse programa, que busca sistemicamente um controle populacional. As ONGs se esforçam diariamente para que os cães de rua sejam adotados, e essas iniciativas também ajudam demais. Mas o que levou um cachorro a ser de rua? Bem, são algumas hipóteses: ele pode ter nascido na rua; pode ter sido a abandonado; ou pode ter fugido. Se ele nasceu na rua é responsabilidade do poder público resolver, e até pela ausência das ações deste que as ONGs realizam seus trabalhos. Abandono ou fuga fazem parte do tema do nosso último texto: RESPONSABILIDADE. Se seu cachorro fugiu, a responsabilidade é sua tutor, você que não deu a assistência necessária para isso (não) ocorrer. Se você o abandonou, parabéns, você é um criminoso, soa forte, e é de fato, abandono é considerado maus tratos e isso está tipificado em lei.

​Uma coisa é fato, a população de animais de rua deve ser controlada. A forma mais eficaz de fazer isso é a castração, olha o programa União pelos Animais num bom caminho novamente. Mas e os cães que já não tem casas? Ficam disponíveis para adoção. As ONGs não conseguem ficar com todos animais, não que elas não queiram, porque ficariam se pudessem tamanho é o amor das pessoas que ajudam nessas organizações. O problema é que por falta de conhecimento, na maioria das vezes, as famílias são resistentes em adotar um cãozinho de rua, muitos já adultos e não tão "fofinhos". Há até aqueles que criticam a adoção, dispensam até comentários.

​E por último, os criadores de raças específicas e "puras". Não vamos entrar no mérito do conhecimento deles para de fato zelar pelas características das raças. Mas você criador, aqui vão algumas perguntas: você está com seu canil ou com um cão para ganhar dinheiro ou por que ama esses animais e faz isso pela preservação íntegra da raça?  Você estuda as melhores e mais atuais técnicas e conceitos para criar seus animais? Ou você faz o que sempre foi feito utilizando o discurso de ser "raiz", uma desculpa para mediocridade e comodismo muitas das vezes? Você exige compromisso e comprovações legais daquelas pessoas que vão pegar um dos seus filhotes? Reflitam, pois se você respondeu não para algumas das perguntas e escolheu a primeira opção da primeira, você está contribuindo para o aumento populacional de cães de rua. O motivo com maior percentual na trágica estatística que leva pessoas abandonarem cães é o de desenvolvimento de problemas comportamentais

Na hora de comprarem um filhotinho, sejam “chatos”, pesquisem e perguntem muito. Visitem as instalações, conheçam os pais, veja como é a rotina daqueles animais e não pensem no preço. Não comprem de “criador fundo de quintal” que pouco se importa com o bem-estar dos seus cães e visam apenas lucro.

E mais uma vez, parabéns para todos os participantes do programa lançado essa semana pela prefeitura. Muito obrigado e até semana que vem!

Equipe Casa do AUmigo

Ei, você ai, tá pensando em nos ajudar e não sabe como? Anota ai!

¬Seja um voluntário!

Fazer o bem é um dos privilégios que a vida nos dá a chance. A sensação de fazer algo para mudar o mundo é recompensadora.

¬Seja um lar provisório!

Caso não possa acolher definitivamente com um animalzinho você pode servir como lar provisório, ou seja, abrigá-lo temporariamente até que ele seja adotado.

¬Apadrinhe um animal!

Se você quer ajudar um animal, mas não pode adotar, apadrinhar é uma ótima ideia! Você pode ser padrinho ou madrinha e ajudar com uma contribuição mensal. Independentemente do valor, ajuda muito a continuarmos nosso trabalho.

¬Adote um animal!

A adoção é um ato de amor e de responsabilidade. Para adotar, você precisa ter plena consciência de que está acolhendo uma vida que dependerá sempre de seus cuidados.

¬Doe!

Você pode fazer doações únicas ou mensais para a YAWARA contribuindo para as campanhas, projetos e nossos animais abrigados!

As doações podem ser feitas por depósito bancário.

¬Faça uma festa consciente da presente consciente!

No lugar de um presente comum, uma doação.

¬Ajude a divulgar!

Para procurar um lar definitivo para o animal que está para adoção ou para localizar um animal perdido devemos divulgar fotos do peludo na internet .

Ajudar a YAWARA é ajudar diversos animais em situações de abandono e risco.

Faça parte. Apoie.

AJUDA!

Você pode nos ajudar?

Precisamos de ajuda para mantermos a limpeza do abrigo. Se puder ajudar, é só entrar em contato. (95) 9115-5197

 -Desinfetante

-Sacos de lixo

-Baldes

-Detergente

-Panos de chão

-Sabão em pó

Seja um YAWARA!

Quer se juntar a nós? Então chega junto com essa turma animal!

Nosso time está pronto para recebê-lo! Não precisa de muito, basta ter vontade e disponibilidade de algumas horas durante a semana para ajudar. Nossas maiores necessidades são nos períodos matutino e vespertino.

Se interessou? Entre em contato e tire suas dúvidas.  (95) 9115-5197

 —

CLICK PET!

O click feito pela mamãe Silvana flagrou a Margot protegendo seu lanchinho da tarde. Fofa!

Joaquinzinho depois de um belo banho! Que fofura, né? Quem fez o click foi a mamãe Mariana

Angélica Chaves
mundopetyawara@gmail.com
Desde: 2010-01-01
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Mundo Pet
+ Ler mais artigos de Mundo Pet