Por Parabólica
Em 30/07/2020

Bom dia,

Hoje é quinta-feira (30.07). Morreu ontem, vítima de infarto, o funcionário público estadual Hamilton Castro, que disputou o governo estadual nas eleições de 2014. E por que estamos lembrando essa história? Pela simples razão de que é preciso lembrar como os eleitores dão pouca importância às propostas que partem de pessoas simples, mesmo que elas sejam as melhores. Hamilton Castro era roraimense, filho de família de servidores púbicos, e viveu alguns anos em São Paulo. Voltou para sua terra e como servidor público militou como sindicalista, sendo presidente do sindicato dos servidores públicos estaduais de Roraima.

Em 2014, a proposta de governo defendida por Hamilton Castro era, sem lugar à dúvida, o melhor de todos os apresentados pelos demais candidatos. Tinha dois vetores básicos: de um lado, ele dizia que o grande problema de Roraima era não ter um plano de governo bem elaborado; e o pior, sequer o orçamento aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado era seguido oque tornava o governo estadual errático e sem objetivos e metas a serem alcançados. Castro defendia um planejamento rigoroso dos gastos públicos e a utilização da informática para acompanhá-los, evitando desperdícios. Nenhum dos demais concorrentes apresentou qualquer solução clara para tornar o governo estadual uma instituição verdadeiramente moderna.

Hamilton Castro também fez uma proposta clara sobre os servidores públicos estaduais. Defendia concursos públicos em todos os níveis, mas definiu cirurgicamente a diferença entre as funções gratificadas -destinadas sempre a servidores públicos concursados-, e cargos comissionados que poderiam ser ocupados por pessoas com formação técnica e experiência comprovada -sempre em número muito limitado-, recrutadas de fora do quadro permanente dos servidores públicos estaduais.

Como seu partido, o PC do B, tinha pouco tempo de propaganda gratuita no rádio e na tv; e por não ter dinheiro para fazer reuniões mais ampliadas onde poderia discutir suas propostas, pouca gente prestou a atenção ao que ele falava. A julgar pelos minguados votos que recebeu naquele pleito a esmagadora maioria dos eleitores roraimenses simplesmente ignorou aquelas acertadas propostas. Pena, que pouca gente dá importância a quem faz política com seriedade. Os eleitores preferem, ou vender o voto, ou seguir votando em gente que sabidamente vão enganá-los. É uma pena, por isso resolvemos hoje homenagear Hamilton Castro.

NA DÚVIDA
Com exame positivo para a Covid-19 -que não seria um grande problema para impedir sua participação na disputa pela Prefeitura Municipal de Boa Vista (PMBV)-, a deputada federal Sheridan Oliveira (PSDB) tem outro imbróglio para decidir quanto a sua futura candidatura. Casada recentemente com um deputado federal do estado do Tocantins, que é candidato favorito à Prefeitura de Palmas, a capital daquele estado, a deputada federal roraimense deverá enfrentar o dilema entre disputar a PMBV ou ajudar na eleição quase certa do marido. Fontes ouvidas pela Parabólica dizem que ela deverá decidir ainda esta semana.


ENDIVIDAMENTO 
O número de pessoas endividadas caiu 3,4% em Roraima, quebrando assim uma sequência de quatro meses seguidos de aumento e indo de encontro ao índice nacional que mostra crescimento no endividamento do brasileiro no restante do país. Mas, ainda não dá para comemorar. Aqui no estado, são 57.600 famílias que não têm condições de pagar nenhuma de suas dívidas. É o mais alto índice de nossa história e isso tende depois de terminada a ajuda emergencial do governo, agravado pelo aumento de energia que virá em outubro próximo; e pelo pagamento de impostos que chega agora neste segundo semestre.

RÁPIDAS
O governador Antonio Denarium (sem partido) que garante neutralidade no primeiro turno das eleições para prefeito de Boa Vista, tem comportamento diferente quando se trata de municípios interioranos. No caso do Cantá, ele declarou explicitamente que seu candidato é João do Trigo, que é filiado ao Solidariedade, do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputado estadual Jalser Renier. ### Lá no Cantá, o atual prefeito é Carlos Barbudo, candidato à reeleição e irmão de deputado estadual Jânio Xingu (PSB), que é primeiro vice-presidente da ALE. #### O povão quase sempre pensa pela barriga. Os últimos levantamentos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a pobreza absoluta no Brasil diminuiu substancialmente por conta da ajuda emergencial dada pelo governo Bolsonaro, para aliviar as dores da crise econômica causadas pela Covid-19. Logo, as pesquisas mostraram o atual presidente liderando as intenções de votos para 2022. ### Depois de quatro anos quase sem aparecer em destaque na administração municipal, o vice Arthur Henrique passou a ter falas e aspas em todos os releases enviados pela Prefeitura de Boa Vista para a imprensa. ### Até amanhã.        
     
               

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!