Por Opinião
Em 01/09/2020

NÃO É BOM QUE O HOMEM ESTEJA SÓ

Walber Aguiar*

Dia feliz de um rapaz, sonhos de amor da menina (Guilherme Kerr)

E eram dois. Aliás, obviamente, eram dois. Pois a felicidade não pode prescindir da duplicidade. De que se aqueçam juntos e um levante o outro no momento da queda, do claudicar, das intempéries do existir. Dois mundos, duas vidas, um só corpo, um só caminho.

Mas, se a felicidade mora dentro de cada um, há necessidade de que a complementariedade nos invada o ser em movimento, em busca de algo que o preencha sutil e intensamente. O futebol tem que ter a bola, a asa é imprescindível ao pássaro metálico que nos transporta, bem como o palhaço ao circo e sua fascinante lona de estrelas.

Mas, se eram dois, no sadio exercício da conjugalidade, um dia, mesmo perdidos na complexidade de um universo frio, mudo e assustador, já existiram e existem sob o signo da individualidade. Até porque, nascemos sozinhos e vamos partir absolutamente entregues a nós mesmos, feito elefantes que se afastam para morrer.

Mas, aqui não há espaço para a morte. A vida brota do deserto da solidão e o espinho se une à pétala, num inevitável desejo de pertencer e ser pertencido.

Rosemberg Barbosa Lira de Souza, filho de José Barbosa de Souza Júnior e Idiney Souza de Lira (in memoriam), se viu e se percebeu sozinho no mundo. Percorreu as léguas do tempo e a distância das horas até encontrar-se consigo mesmo, com a vida lá fora, com a estranheza do mundo, com o outro. Ingra Castelo Branco, de sobrenome nobremente conhecido, filha de Roberval Mendes de Souza e de Gesid Matos Castelo Branco, faz vir à tona o “metal contra as nuvens, da Legião Urbana, onde a princesa parece perder-se do seu cavaleiro medieval, do seu castelo nem sempre encantado que é a vida.

Enfim, Romeu encontrou o maior sentido do existir, ao encontrar Julieta, sua companheira, seu elo de ligação, seu vínculo; nesse tempo em que o indivíduo trilha um caminho cheio de aridez, ao perseguir e ser perseguido pela solidão. O porco espinho da aproximação sempre precisou correr o risco da chegada, do estar junto, embora se perceba os arranhões, a ferida da proximidade. Parece valer o risco da conjugalidade, diante da frieza da distância, do narcísico mundo solitário.

Dia feliz de um rapaz, sonho de amor da menina. De um que virou dois, de dois que virou três, pois o sonho sempre traz o risco da realidade, que, durante o percurso cotidiano, volta a encarnar o exercício quimérico de ser. Se, por acaso, acabar-se o vinho da festa, um dia, sempre haverá um convidado especial, aquele que vai transformar o imanente chão do existir em algo que transcenda os dias, que vá além do ordinário da vida; ensinando-nos que a água pode ser transformada em vinho ainda melhor, um arquétipo, um símbolo inevitável da alegria de viver a dois. Ainda mais, quando um terceiro está a caminho e seguirá conosco para sempre...

Parabéns aos noivos, aos pais e filhos, irmãos e irmãs, por terem a coragem, a galhardia e a fé de que vale a pena conviver, de que a vida pode recomeçar sempre...

*Poeta, advogado, historiador, professor de filosofia, membro do Conselho Estadual de Cultura e membro da Academia Roraimense de Letras

E-mail: wd.aguiar@gmail.com

O ANTICRISTO VIRÁ 

Marlene de Andrade* 

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” (João 14:6

O anticristo ainda não está na terra e sim os seus precursores e vários deles já reinaram em nosso planeta como, por exemplo, Mussoline, e entre outros, Adolf Hitler e de maneira escancaradamente perversa. Eles agiram e agem de forma extremamente impiedosa sem nenhum sentimento de culpa

Esses precursores estão montando a estratégia para o anticristo reinar desmontando numa velocidade impressionante todos os conceitos judaico-cristãos, aceitando, em certos países, casamento de crianças com adultos, casamento com animais, pedofilia, tráfico de pessoas e de drogas em grande escala, liberação do aborto, pansexualidade, destruição da família conservadora e entre outras barbáries, os corruptos estão sendo considerados inocentes, enquanto os inocentes estão sendo perseguidos e presos. Só não enxerga tudo isso quem está doutrinado pela filosofia relativista e liberal, a qual defende a destruição generalizada do cristianismo e consequentemente o da família.  

E qual será o sinal mais visível que nos mostrará que o anticristo está próximo de reinar? Quando a apostasia se generalizar, ou seja, quando ocorrer uma renúncia generalizada da fé cristã e isto já começou ocorrer, pois a Europa, o berço da reforma protestante, hoje colocou o cristianismo no lixo e isso é clara evidência de apostasia. 

Quanto a América do Norte, lá a situação não é muito diferente, visto que o liberalismo predomina nas igrejas ditas evangélicas e o relativismo tem sido a base dos ensinos “evangélicos” e o que causa espanto é que os professores dos seminários dos Estados Unidos, em sua grande maioria, são liberais e as igrejas históricas estão, cada vez mais, perdendo seus membros, ano após anos. 

E a América do Sul? De um lado lidera o liberalismo e de outro o secretismo. Quanto ao Oriente, por lá o islamismo é predominantemente contrário ao cristianismo, ou seja, rejeitam Jesus e o que é isso senão apostasia que vem aos poucos se generalizando? 

E bom que fique claro que o anticristo é uma pessoa que vai ser adorada como se fosse o próprio Deus. Inclusive ele vai realizar falsos milagres para atrair multidões e essa vai ser a estratégia do anticristo, pior do que muitas igrejas que hoje prometem milagres em troca de dinheiro. Ele vai fazer guerra contra o povo de Deus matando-os, impiedosamente, e será proibido ser cristão e hoje, isso já está começando ocorrer em alguns países. 

Infelizmente, o anticristo já tem muitos adeptos neste planeta e aqui no Brasil eles estão crescendo a todo vapor, principalmente no mundo político. Corrupção. Além disso, no Brasil já existe a tramitação de projeto para legalizar o aborto e segundo comentários pela internet o desejo de que seja lícito o casamento entre crianças e adultos. O que é isso, senão sinal de que o anticristo está chegando?  

*Médica Especialista em Medicina do Trabalho/ANAMT-AMB-CFM 

CRM-RR339 RQE-431 

A POLÍTICA E A ATÉ

Afonso Rodrigues de Oliveira*

“A arte na política, nas democracias, consiste em fazer crer ao povo que é ele quem governa.” (Louis Latzarus)

E como ainda não temos uma democracia de fato e de direito, vamos remendando na ilusão. O George Burns também disse: “Pena que todas as pessoas que sabem como governar o país estejam ocupadas a dirigir táxis ou cortar cabelos.” Que é o que vemos, Brasil afora. Até quando vamos continuar assim, não sabemos. Mas sabemos que não seremos uma democracia enquanto não formos um povo politicamente educado. Ainda riem quando dizemos que não há democracia com a obrigatoriedade no voto. Só quando estivermos conscientes de que precisamos nos educar para merecermos o voto facultativo, estaremos preparados para a democracia.

O coronavírus começou a aprontar as malas para dar o fora, e é aí que vamos nos “prepararmos” para as próximas eleições. Aposto como já temos mascarados pelos Bairros, tentando, sem necessidade, mostrar para o “cidadão”, que é ele quem manda na casa. Enquanto isso vamos continuar elegendo políticos que nunca serão políticos. Que continuarão fazendo da política o maior e melhor meio de enriquecimento ilícito.

Vamos refletir sobre nossa responsabilidade no amadurecimento e crescimento do nosso querido Brasil. E o real desenvolvimento começa pelos municípios. Ou nos conscientizaremos disso ou continuaremos sendo os segundos ou terceiros. O que nos diz que somos nós, eleitores, os responsáveis pelo que temos na política. O Ministro Joaquim Barbosa já nos disse: “Somos o único país que os condenados por corrupção legislam contra os juízes que ao condenaram.” 

E continuamos brincando nessa gangorra da desinformação. Vamos nos educar, já que não nos educam. Vamos fazer nossa parte, na tentativa de acordar para podermos ser cidadãos brasileiros, porque ainda não somos. Reflita sobre isso. Mas com reflexões, e não com arrufos. E não conseguiremos isso enquanto não tivermos consciência do que realmente somos.

Valorize-se no que você é. E não deixe de crescer. O dia de hoje é apenas um período de aprendizado para o dia de amanhã. Somos todos aprendizes. E é com o resultado do que aprendemos hoje, que progrediremos no próximo retorno. E ninguém pode fugir dessa verdade racional. E como somos todos da mesma origem, vamos nos respeitar uns aos outros, para que possamos progredir. E não progrediremos sem o devido respeito ao progresso. Valorize-se no que é, para poder ser o que não é, mas sem deixar de ser o que é. E, embora isso possa lhe parecer repetitivo, não esqueça de que só você tem o poder de fazer isso por você mesmo, ou mesma. Pense nisso.

*Articulista

Email: afonso_rr@hotmail.com

(95) 99121-1460         

Opinião
fale@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!