OPINIÃO - Folha de Boa Vista
Por Opinião
Em 06/07/2021

Trombeteamentos


Walber Aguiar*


É que Narciso acha feio o que não é espelho.

Caetano Veloso


Máquinas fotográficas, celulares e câmeras entravam em ação. Era mais um movimento de doação, de entrega de benefícios. Cestas básicas eram retiradas do carro e entregues aos homens e mulheres absolutamente necessitados. Redes sociais estavam ali, prontas a capturar o cenário fisiologista da piedade, do verniz devocional, do externalismo farisaico.

Ora, a arte política estava em baixa. A economia enfrentava o caos e a corrupção, como que enterrada nos caixões baratos e nos cemitérios periféricos. Assim, o assistencialismo fazia brotar da aridez existencial e econômica minguados seiscentos reais para a patuléia que gemia e chorava diante do terror da fome, da solidão imposta pela quarentena, do vírus desgraçadamente invisível.

Não era o fim do mundo era apenas o escatológico frente ao delírio dos "evangélicos" sem graça e vazios; do povo que, espremido nos templos sem vida, fazia contabilidade de terremotos, mapas estatísticos da fome e da guerra, das pestes e catástrofes naturais. Ainda não era o fim , apenas um prenúncio, o começo do advento apocalíptico, a ponta do iceberg daquilo que estava por vir.

Destarte, no meio do cenário dantesco, alguns irmãos davam com a mão direita e fotogravam com a esquerda. Entregavam com um olhar piedoso, mas filmavam para postar no facebook , no instagram e nas diversas redes sociais. Aproveitavam o advento da pandemia para espalhar as cestas básicas do alarde e da divulgação . O que era pra ser simples, bom e secreto ganhou contornos de sofisticação, eloquência farisaica e toque estridente de trombetas, uma banda de música pronta para desfilar diante dos spots e do glamour assistido da miséria humana.

Assim, o sermão do monte, foi esquecido, deixado pra trás , trocado pelo brilho das telinhas, pelas mãos de Narciso, que, com o ego devidamente incensado, quebrava o princípio de Jesus, a ética do secreto e da discrição, entristecendo a Deus e ferindo de morte o espírito do evangelho.

Dar é uma graça que poucos desejam, um exercício praticado por aqueles que receberam de Deus o privilégio de derramar-se diante do próximo, de se doar ao outro, numa perspectiva de alteridade, esvaziando-se de todo salto alto e vaidade pessoal. Decerto, que a divulgação cabe nos projetos mais amplos, quando interessa a contribuição para alguém que está doente ou até mesmo para a compra de passagens ou feijoadas beneficentes. Ainda mais em ano eleitoral, quando a bondade se confunde com a propaganda dos candidatos.

Ora, percebemos mais grandeza e solidariedade humana no samaritano, naquele que não tinha nenhum compromisso com a religião, com a divulgação de um Jesus pálido e descontextualizado da vida. O samaritano pareceu ser o próximo do que fora vitimado pelos ladrões de estrada, pois agiu sem nenhum interesse, sem os condicionamentos legalistas do farisaísmo, sem as trombetas daqueles que estendem tapete diante da dor e da miséria humanas.

Assim, no dia em que você der algo a alguém, mesmo que seja um abraço ou um sorriso, não esqueça de Mateus 6:2-4. As mãos de Narciso carregam vaidade e aridez. O grande jardineiro rega as mãos que plantam a vida...


*Advogado, poeta, historiador, professor de filosofia e membro da Academia Roraimense de Letras wd.aguiar@gmail.com tel. 99144-9150




ACNE


Marlene de Andrade



Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade” (Salmos 46:1).



A causa principal da acne-espinha é o estímulo das glândulas sebáceas da pele produzidas por hormônios sexuais masculinos, os quais são elaborados tanto em homens quanto em mulheres, mas também tem muito a ver com a genética pessoal.


A acne pode ocorrer em qualquer idade, porém é mais comum na adolescência e a causa tem relação com a dificuldade de drenagem da secreção produzida pela glândula sebácea, a qual produz uma substância rica em gorduras denominadas de sebo. As glândulas sebáceas, quando inflamam, podem propiciar o crescimento de bactérias e pequenos tumores.


Esse problema de pele pode trazer grandes transtornos psicológicos aos adolescentes que passam até sofrer bullying. Nessa fase da vida, a aprovação social é extremamente importante para o adolescente e esse problema dermatológico poderá ser um empecilho nos seus portadores, os quais tenderão se isolar como uma saída para seus problemas emocionais e psicológicos.


Mas, há que ficar bem esclarecido que o problema psicológico e complexo de inferioridade não afetas somente adolescentes e sim também jovens e adultos em geral. Outro detalhe importante: a acne pode ser um gatilho para o desencadeamento da depressão, perda da autoconfiança e autoestima.


Hoje o tratamento da acne está muito avançado e quanto mais precoce for, melhor será a resposta, mas quem deve decidir atender o portador da acne deve ser é exclusivamente um especialista em dermatologia.


Em países tropicais, a acne tem a tendência de se desencadear muito mais do que em países frios e, por isso, se faz necessário, que a partir da adolescência, os pais fiquem atentos e procurem tratar seus filhos o mais rápido possível, pois a prevenção é a melhor solução.



Médica Especialista em Medicina do Trabalho - ANAMT/AMB/CFM


Pós-Graduada em Pericias Médicas/ Fundação UNIMED


Médica do Trabalho do Estado de Roraima/concursada


Técnica de Segurança no Trabalho – SENAI/IEL



Os chorões


Afonso Rodrigues de Oliveira


Saudade é um sentimento que quando não cabe no coração, escorrega pelos olhos”. (Bob Marley)


Você nunca chorou de saudade? Eu não. Mas tenho inveja de quem já chorou. Nada é mais gostos do que um momento de saudade. Mesmo porque só sente saudade quem foi feliz. E a felicidade quando chega, fica. E está sempre presente quando nos lembramos do motivo que nos fez feliz. Senti isso hoje. A dona Salete iniciou o dia me chateando com assuntos agradáveis, mas que me fizeram viajar pelas praias da Ilha Comprida. Um ambiente realmente paradisíaco.

Ainda não consegui distinguir se a dona Salete está preocupada ou alegre com a decisão do Alexandre, de voltar para a Ilha. Ela fica falando disso a todo instante. Acho que ela gostaria de voltar para aquelas praias extensas e saudáveis. A Ilha tem setenta e quatro quilômetros de extensão, em linha reta. E visitar as duas pontas da Ilha é um verdadeiro encanto. E o mais gosto é que as visitas enchem o coração da gente de uma felicidade que logo se transforma em saudade. É só a gente se afastar do ambiente.

Mas vamos parar com essa choradeira. Vamos procurar alguns momentos do dia, que nos acumule lembranças que possam se transformar em saudade. É sempre um benefício você procurar ser feliz. A felicidade nos traz vida. E viver é gostoso pra dedéu. Mas precisamos estar sempre atentos às diferenças entre viver e existir. Você vive ou existe? Se ainda não definiu o que quer na vida e da vida, comece a pensar na vida. Porque ela existe para ser vivida. Vá sempre em frente.

Pare um pouco e pense na importância da felicidade. E ela está dentro de você. Então de nada vale ficar esperando os acontecimentos para ser feliz. Faça acontecer. Você pode tanto ser feliz quanto infeliz. A escolha é sempre sua. Então treine sua mente para não ficar se preocupando com coisas ou acontecimentos que roubem sua felicidade. Não sei como você está vendo o dia, hoje. Mas sei como a dona Salete está. Talvez ela nem perceba, mas ela tem o dom de fazer as pessoas se sentirem feliz. E ela faz isso transmitindo a felicidade, com alegria. E o que mais me encanta nela, é o poder que ela tem de suportar um cara chato, como eu. E olha que ela faz isso há mais de setenta anos. Desde quando começamos a namorar.

Ontem eu limpava o quintal e a ouvia, contando a história do nosso namoro, a uma de nossas noras. Comecei a sorrir, admirando-me das lembranças que ela guarda como um arquivo de felicidade. E olha que nosso namoro se iniciou numa festa natalina, lá pelos idos de mil novecentos e cinquenta e dois. Faz tempo pra dedéu. O amor só constrói. Pense nisso.


Afonso_rr@hotmail.com

99121-1460



Opinião
fale@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
SANTOS disse: Em 06/07/2021 às 09:29:53

"TROMBETEAMENTO. - Meu nobre articulista Walber Aguiar. - A situação enfocada por Vossenhoria ocorre não só em Roraima, mas também em todo o País, graças à profissionalização da atividade política. - Nossa legislação não só permite como até incentiva o carreirismo político. Basta comparar a forma como é desempenhada os mandatos no Brasil e em alguns países como a Holanda, Suécia, Dinamarca e outros. - Some-se a isso o acumpliciamento existente entre diversos setores dos Poderes Constituídos da República, o que evidencia o apego ao poder para alcançar rápido, e muitas vezes ilícito, enriquecimento. -Daí, a necessidade do holofote e nenhum sistema de iluminação é melhor que as atividades sociais solidárias, nunca às custas dos polpudos subsídios dos carreiristas. - Festa com o chapéu alheio é mais animada."

Últimas de
Opiniao
+ Ler mais artigos de Opiniao