Por Opinião
Em 14/09/2019

Três Sonetos - Sebastião Pereira do Nascimento*


Inferno Verde

Tua imensa biota onde jaz tão perfeita
Pois, que não é mais só amazoniana...
Levaram tuas águas para saciar o desejo
E tuas folhas (verdes) para ornar o futuro.

Teus gritos já não ecoam como antes
Teus fortes caboclos já não são capazes
Tuas aves cantantes, hoje agonizantes...
Tal como tuas lendas, hoje arrepiantes.

Teus bichos autóctones foram maculados,
Ultrajados e pisoteados à revelia...
Ceifaram teus guias, mutilaram tuas crias.

Mas, tu persistes nessas vias medonhas
Partilhando a tua história...
De derrotas e vitórias (enfadonhas).


Tempo Nefasto

Tudo acabou!
Não existe dor
Não existe som
Não existe cor.

Tudo negro!
Não existe grito
Não existe riso
Não existe dor.

Tudo mudou!
Não existe rito
Não existe flor.

Tudo medo!
Não existe mito
Não existe amor.


Ópera na Floresta

Do começo antes do começo
É a cênica do resumo da ópera...
Do versátil Barbeiro de Sevilha
Ao Fígaro... E do anel de Nibelungo.

Do largo de São Sebastião
Vejo a epopeia antes de dessana,
Além do libreto da ópera, Malazarte
E as poesias de Carmina Burana.

D'arte de Valquíria, d'ouro do Reno,
Ao crepúsculo dos deuses (sopranos)
A trilogia composta por mitos,

Como a cosmogonia de Yabá-Betó e,
O grito verde da dança (profana)
D'alma lírica da Amazônia ignota.


*Poeta e Filósofo
sepenascimento@gmail.com


O que é a síndrome das pernas inquietas - Ana Paula Simões*

Existem muitas causas para a agitação das pernas ou tremores nas pernas. A inquietude pode se desenvolver devido à uma doença do sistema nervoso central ou devido a problemas na glândula tireoide, ou a ingestão excessiva de álcool ou café. Certos medicamentos também podem causar tremores das pernas e, por vezes, a causa para os tremores não pode ser identificada pelos médicos. Quando um indivíduo experimenta agitação ou tremores nas pernas, suas pernas começam a tremer levemente ou incontrolavelmente. Uma ou ambas as pernas podem ser afetadas. Tremores também podem afetar várias partes do corpo ou apenas uma perna. Indivíduos que tenham atingido a idade adulta e os idosos são mais afetados; no entanto, eles podem afetar qualquer pessoa, de qualquer sexo, em qualquer idade.

Algumas condições que causam agitação das pernas ou tremores nas pernas são: a doença de Parkinson (DP), tremor essencial e tremor ortostático. Os pacientes que têm início precoce da doença de Parkinson são mais propensos a ter tremores nas pernas. A agitação das pernas ou tremores nas pernas podem estar presentes quando o indivíduo está em pé, sentado ou deitado. O tremor de "descanso" que comumente ocorre com a doença de Parkinson (DP) é também acompanhada por outros sintomas de Parkinson, tais como bradicinesia, rigidez dos músculos e dificuldades com a marcha e postura. Uma das formas mais incapacitantes da agitação das pernas é o tremor ortostático (tremor parado).

Tremor incontrolável das pernas: Tremores nas pernas ao dormir

As pernas trêmulas podem ser confundidas com a "síndrome das pernas inquietas ou SPI", que é bastante comum. Algumas pessoas acusam erroneamente a ansiedade como causa da síndrome das pernas inquietas. Mas a síndrome das pernas inquietas pode ser hereditária ou pode ocorrer como uma complicação da doença de Parkinson (PD) e outras neuropatias periféricas. Síndrome de pernas inquietas ou SPI comumente afeta as pernas ou os membros inferiores; no entanto, outras partes do corpo também podem estar envolvidos.

Os sintomas incluem agitação, sensação de formigamento e "alfinetes e agulhas" (parestesias). Os sintomas geralmente ocorrem durante a noite, mas também podem estar presentes durante o dia. Se o paciente sofre de inquietação durante o dia, ele não é capaz de sentar-se em longas viagens de carro ou avião.

Quase todos os pacientes que sofrem de síndrome das pernas inquietas também têm movimentos periódicos dos membros durante o sono, ou seja, eles se mantêm contraindo (movimentos de chute) suas pernas, e pode ocorrer uma a quatro vezes em um segundo. O desconforto das pernas e sentimentos de inquietação podem ser aliviados temporariamente por massagens ou alongamento dos músculos, caminhando e fazendo outros exercícios de perna.

Classificação e tipos de tremores

Tremores cerebelar (tremor sem Intenção) – Pode ocorrer em qualquer parte do corpo. A causa é danos ao cerebelo devido a um acidente vascular cerebral ou consumo excessivo de álcool ou abstinência. Abuso de certos medicamentos também podem causar esse tremor.

Tremores distônicos: Este tremor comumente afeta os indivíduos que sofrem de distonia e pode ser aliviado pelo repouso e medicamentos.

Tremores essenciais: Um dos tipos mais comuns. Eles podem ser progressivos ou não progressivos e comumente afeta as mãos; no entanto, outras partes do corpo, como a cabeça, troncos, pernas, voz e língua também pode ser afetado.

Tremores ortostáticos: Como o próprio nome sugere, estes tremores ocorrem imediatamente depois que uma pessoa se levanta abruptamente. Pernas e tronco são comumente afetados por esses tremores. É difícil de diagnosticar e tratar esses tremores porque eles não possuem sinais ou sintomas.

Tremores parkinsonianos: Estes tremores ocorrem como resultado de qualquer dano ou lesão no cérebro e comumente afeta os indivíduos que sofrem da doença de Parkinson.

Tremores fisiológicos: Todos experimentam estes tremores. Eles não são óbvios ou visíveis aos olhos e pode ser agravado por fadiga, emoções fortes, hipertireoidismo, baixa de açúcar no sangue ou a retirada abrupta de álcool ou café.

Tremores psicogênicos: Esses tremores são repentinos na natureza e pode afetar qualquer parte do corpo. Tremores psicogênicas são uma mistura de ação, postural e tremores em repouso e diminuem quando o paciente é distraído.

Causas comuns de agitação das pernas ou tremores nas pernas:

– Doenças que afetam o sistema nervoso central, por exemplo, doença de Parkinson.
– Danos aos nervos.
– Certos medicamentos, tais como medicamentos para a asma, lítio, certos antidepressivos e medicamentos anti-convulsivos podem causar tremores.
– Tremores podem ser hereditários.

Por vezes, pode haver uma condição médica não relacionada para os tremores, tais como problemas com a glândula tireoide. Às vezes, a causa não pode ser identificada.

Existem algumas condições que podem não exatamente causar agitação das pernas ou tremores nas pernas, mas eles podem piorar os tremores já existentes, tais como: Fadiga, Estresse, Ingestão de cafeína

excessiva ou abstinência de cafeína abrupta e Consumo excessivo de álcool ou abstinência de álcool abrupta.

Testes para diagnosticar agitação das pernas ou tremores nas pernas: Exames de sangue, Tomografia computadorizada, Exame de ressonância magnética e ENMG

Saiba como tratar a agitação das pernas ou tremores nas pernas

O tratamento vai depender da causa dos tremores. Evitar os gatilhos que fazem com que as pernas comecem a tremer ou causar tremores. Em outros casos, medicamentos, tais como bloqueadores beta podem ser usados para controlar os tremores. Alguns medicamentos naturais ajudam no tratamento do Tremor Essencial e proporciona alívio das mãos trêmulas, braço, perna e tremores de voz.

Para aliviar os sintomas da síndrome das pernas inquietas, medicamentos, tais como levodopa, agonistas da dopamina, benzodiazepinas são úteis.

Meditação, relaxamento e tentando levar uma vida livre de estresse também ajuda.

Para fortes tremores, estimulação cerebral profunda ou cirurgia podem ser necessárias.

Atividade física e esporte ajudam, portanto...bons treinos!

*Professora Instrutora da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Mestre em Medicina, Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. É Membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé, da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte; e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. www.anapaulasimoes.com.br


Procure em você - Afonso Rodrigues de Oliveira*

“Não procure nunca uma motivação fora de si mesmo, dos seus desejos. Tudo está dentro de você, nos seus sonhos.” (André Blanchard)

O importante na vida é que saibamos viver. O que parece redundância, mas não é. Infelizmente, a maioria da população da Terra passa pela vida sem viver. Está um eterno ir e vir, sem nem mesmo perceber. Então vamos sair de balaio. Vamos nos conscientizar do que realmente somos, e do poder que temos para viver a vida como ela deve ser vivida. E ela deve ser vivida com felicidade. E esta está dentro de cada um de nós. A escolha está em cada um. É quando aprendemos a viver em nós que aprendemos a viver para nós. Que é o que devemos fazer. Só quando vivemos para nós podemos dar de nós o que realmente queremos para a felicidade dos outros. E sem contribuir para a felicidade da humanidade, nunca seremos felizes.

Vamos em frente. Nada de ficar olhando para traz, preocupados e aborrecidos com o passado. Relembrar o passado é revivê-lo. E nem todos os momentos do passado devem ser relembrados. Apenas os que moram na saudade devem vir, periodicamente, à nossa memória. Mas nem sempre. Não há por que ficar perdendo o tempo que deveria ser aproveitado na caminhada para o futuro. Caminhe sempre olhando para frente, mesmo que você esteja parado fisicamente. Repita isso sempre para o seu pensamento. Ninguém tem o poder de fazer você se sentir feliz. Só você mesmo, ou mesma, tem esse poder. Então o aproveite em benefício do seu futuro. E este está no amanhã de hoje.

O tempo está passando tão rapidamente que nem percebemos. E porque não percebemos, pomos a culpa na azáfama que, por si mesma, é resultado do aceleramento do tempo. A Astrologia Espacial nos diz que a aceleração no tempo é causada pela inclinação do eixo da Terra. E quem está preocupado com isso? Mas mais preocupante é o resultado disso que virá, queiramos ou não, com a inclinação. E se é assim, por que ficar perdendo tempo, quando deveríamos aproveitá-lo, dentro da racionalidade do viver feliz? Vamos em frente. E é simples pra dedéu.

O encontro com a felicidade só existe no seu interior. Tudo vai depender da forma de você ver a beleza. Porque ela não está no objeto, mas na maneira de como você o vê. Então vamos nos aprimorar no nosso olhar. Ser mais racional no entender a vida para poder vivê-la como ela deve ser vivida. Amor, respeito, admiração, sinceridade, são componentes indispensáveis para o cadinho da felicidade. E é aí que fundimos a argamassa da nossa vida. Cada um de nós é seu próprio artista. Então se esculpa no que você realmente é. E você é o que quer ser. Pense nisso.

*Articulista
afonso_rr@hotmail.com
99121-1460

Opinião
fale@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Opiniao
+ Ler mais artigos de Opiniao