Por Parabólica
Em 03/07/2020

Bom dia,

Hoje é sexta-feira (03.07). Vamos terminar a semana com as estatísticas oficiais locais, indicando que até a próxima segunda-feira (06.07), mais de 400 pessoas terão morrido por conta da Covid-19. E vamos chegar a esse número sem que a população tenha informações, e assistência assegurada, de que os órgãos públicos conseguiram dotar suas unidades de materiais, equipamentos e de pessoal especializado para tratar aqueles, ou aquelas, que por infelicidade tenham que enfrenta o vírus, que sabemos poder ser mortal.

Fontes da Parabólica informam que até mesmo no hospital de campanha, da Operação Acolhida, também conhecido como Área de Proteção e Cuidados (APC), os problemas relativos à contratação de médicos ainda impedem que se amplie o número de leitos à disposição dos infectados. E neste caso, apesar os esforços tanto do Exército, quanto do governo estadual, o problema não é resolvido pela resistência dos médicos locais, com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), que não aceitam as condições de horário e de remuneração ofertadas pelas autoridades. Pena que os interesses corporativos continuem prevalecendo sobre o sofrimento explícito da população.

RESISTÊNCIA

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), acredita que foi eleito catapultado pelas redes sociais, que lhe renderam quase 57 milhões de votos. Por conta disso é um defensor ativo da liberdade total sobre o conteúdo que nelas transita, mesmo com o enorme risco, já sobejamente provado, de Fake News. Por conta disso, ele já mandou recado aos deputados federais – o Projeto de Lei contra a prática de criar, e espalhar, mentiras pelas redes sociais está na Câmara do Deputados, depois de aprovado no Senado Federal-, de que vetará grande parte dos dispositivos, que na visão dele atentem contra a liberdade de expressão.

DE VERSÃO

Ora, os recursos tecnológicos à disposição dos internautas de má fé são, hoje, quase ilimitados, proporcionando que uma mentira seja propagada numa velocidade e extensão capazes de transformá-lo num fato acreditado por milhões de pessoas, e com consequências irreparáveis. Como no caso das estratégias para combater a pandemia da Covid-19, o presidente precisa ouvir os especialistas em comunicação, os advogados e os verdadeiramente democratas que acreditam na prevalência da vontade das maiorias, e não na ditadura das mentiras criadas pelos grupos de interesse com poder para transformá-las em verdade.

CLOROQUINA

Pois é, o Ministério Público Federal quer investigar a possível distribuição de cloroquina para as comunidades indígenas roraimenses pelas autoridades federais. Acontece que este remédio, que tem sua eficácia contestada por muita gente especializada, mas que também tem a defesa de sua utilização apoiada por profissionais de reputação reconhecida, faz parte do protocolo definido pelo Ministério da Saúde. Este protocolo continua válido e, se a cloroquina foi realmente distribuída entre os indígenas locais, está legalmente assegurada. De qualquer forma, é bom esperar o banzeiro que vai ser feito em torno dessa investigação.

VOLTA

Segundo fontes da Parabólica, o grupo de trabalho criado pelo reitor Geraldo Ticianelli, para tratar do retorno das aulas presenciais na Universidade Federal de Roraima (UFRR), tende a decidir pela volta dos alunos e professores às salas nos primeiros dias de agosto próximo. Ainda não estão definidos os protocolos que deverão ser seguidos sobre distanciamento de alunos/professores, práticas de desinfecções; além do uso obrigatório de máscaras. Nos próximos dias essas normas deverão ficar definidas.

RÁPIDAS

Os pré-candidatos a prefeitos/prefeitas já correm contra o tempo para fechar coligações, conversar com pré-candidatos de outros partidos, pré-candidatos a vereador/vereadora e estruturar suas campanhas, que deverão ser essencialmente virtuais nestas eleições marcadas pelo fantasma da Covid-19. ### Alguns dos pré-candidatos já contrataram, inclusive, seus marketeiros para sair na frente da disputa. Virtualmente os candidatos poderão utilizar-se de engodo. O olhar de frente, olho no olho, entre o candidato/candidata e o eleitor/eleitora, inibe a cara-de-pau de muitos deles. ### Aliás, a Radio Folha FM 100.3 (Programa Agenda da Semana) vai entrevistar, no próximo domingo (05.07), mais três pré-candidatos à Prefeitura Municipal de Boa Vista (PMBV). ### Pelas projeções dos principais economistas, o tombo da economia brasileira em 2020 pode chegar próximo a 9%. Se elas estiveram, mais ou menos, no rumo, quando chegar ao final do corrente ano, estaremos com o Produto Interno Bruto (PIB) do tamanho daquele alcançado no já longínquo ano de 2010. É, literalmente, uma década perdida. Até segunda-feira.

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica