Por Parabólica
Em 08/02/2019

Bom dia,

INDÍCIOS?

Fontes da Parabólica dizem que na próxima semana o governador Antonio Denarium (PSL) e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputado estadual Jalser Renier (SD), devem anunciar um acordo político em nome da governabilidade do Estado que, na visão dos dois, está em crise profunda. Esse acordo vai se refletir na redistribuição das verbas orçamentárias entre todos os Poderes e órgãos do Estado. A presença de Jalser Renier na entrevista coletiva do governador no começo da noite de ontem, quando foi anunciado o cancelamento do cancelamento de dois concursos, parece ser indício de que o acordo está realmente sendo costurado.

FORTE

As fontes da Parabólica dizem que se for feito mesmo o acordo Jalser x Denarium, o presidente da Assembleia Legislativa deve levar para o barco governista outros dez parlamentares estaduais de sua base de apoio. Como se especula que a base governista já conta atualmente com o apoio de oito deputados e deputadas, o governo passaria a ter uma bancada de 19 parlamentares, o que lhe daria condições inclusive de realizar mudanças na Constituição Estadual. E poderia ser ainda maior, afinal, dos cinco restantes, alguns também podem pular para o barco de Denarium.

COMO?

Jalser e Antonio Denarium já decidiram que as discussões em torno da aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2019 partirão da proposta encaminhada pela ex-governadora Suely Campos (PP) que já está em tramitação na ALE. A nova repactuação para destinar recursos para os Poderes e órgãos vai ser feita através de emendas ao orçamento apresentadas pelo líder do governo, o deputado estadual Coronel Gerson Chagas (PRTB). Com maioria no plenário, caso seja costurado o acordo Jalser X Denarium, os governistas aprovarão as emendas, mesmo que os demais Poderes e órgãos venham discordar.

GRANA

Conforme a Parabólica adiantou noutro dia, as emendas à Lei Orçamentária Anual, que seriam apresentadas pelo líder do governo na ALE partiria de um valor próximo da R$ 72 milhões -a facada nos demais Poderes poderá ser até maior-, que sairia dos outros Poderes -inclusive do próprio Legislativo-, para o Executivo. Essas verbas drenadas para os cofres do governo estadual seriam destinadas a financiar projetos estratégicos indicados pelo governador Antonio Denarium. Tá tudo certo, mas só para lembrar o genial Mané Garrincha: será que esses entendimentos foram combinados com os russos?

GUERRA

Como em todo governo, o de Antonio Denarium não escapa à guerra de bastidores entre alguns de seus integrantes. Bochichos vindos dos bastidores palacianos andam dizendo da possibilidade de mudanças, em curto prazo, na equipe do primeiro escalão. Gente influente no governo já revelou abertamente da possibilidade dessas mudanças. Ontem, no entanto, o governador Antonio Denarium negou peremptoriamente qualquer mudança em sua equipe. É esperar para ver.

CANDIDATOS

Ainda falta muito tempo para as eleições municipais de 2020. De qualquer forma, muita gente já anda se movimentando para se viabilizar como candidato à Prefeitura Municipal de Boa Vista. Para a Parabólica, foram aventados alguns candidatos a candidatos: Haroldo Cathedral (deputado federal e possível candidato da atual prefeita Teresa Surita); Jhonatan de Jesus (deputado federal) e Mozarildo Cavalcanti (ex-senador da República). A lista tende a aumentar com o passar do tempo. E tempo passa muito rápido em matéria de política.

EMBORA

Embora o governador Antonio Denarium tenha negado ontem, quinta-feira (07.02), possibilidade de mudanças em sua equipe de governo, um parlamentar garantiu ter participado de uma reunião em que foi anunciada a saída, para o dia 15 de fevereiro, do até aqui homem forte do governo: o general de divisão Eduardo Pazuello. O militar não poderia mais continuar em atividades civis, sob pena de comprometer a carreira militar que está muito próxima do ápice.

VISITAS

O governador tem utilizado muito as redes sociais para divulgar a visita de empresários de outros Estados ao Palácio Senador Hélio Campos que se dizem interessados em investir em Roraima. Embora todos nós torçamos para que eles realmente venham a concretizar o intento, tem sido normal governos em início de administração utilizarem dessa mesma prática motivacional. No final das contas, poucas dessas intenções se concretizam pelas razões que todos nós conhecemos, afinal, sem resolver as questões estruturais do Estado (energia, segurança jurídica, escoamento e regularização fundiária urbana e rural) tudo não passará de boas intenções.

COREANOS

Quem não se lembra daquele grupo de grandes empresários coreanos que vieram visitar várias vezes Roraima no começo do governo Suely Campos (PP)?. Eles chegaram a acenar com investimentos de R$ 500 milhões nas áreas de energias alternativas, da agroindústria e do agronegócio. Era gente com grande capacidade de investimento, mas depois de várias viagens, sondagens e estudos- chegaram a instalar um escritório de negócios por aqui-, desistiram de vir para Roraima. Não havia segurança jurídica e de mercado que justificasse tanto risco.

ALC

Na verdade, o que tem atraído a vinda de alguns grupos empresariais para Roraima, especialmente na área do comércio, nos últimos anos são os incentivos criados pela Área de Livre Comércio de Boa Vista. Que tem sido igualmente a mola propulsora do crescimento econômico de alguns bons empresários locais. E seus efeitos não são ainda maiores pela incompetência de nossos políticos que não exigem do governo federal sua efetiva implantação, como por exemplo, a criação de armazéns alfandegários.  

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
dr.romulo disse: Em 08/02/2019 às 12:21:49

"A LOAS vai ficar como A Grande Governadora Suely Campos Costurou , e ainda falam mal da mesma.Todos sabem que quem destruiu o estado foi o saudoso Anchieta ex: Cadê as verbas do Canarinho 2013 ,hospital universitário e do empréstimo de 600 milhões?"

Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica