Por Parabólica
Em 05/09/2019

Bom dia,

LIBERAÇÃO

A informação vem do deputado federal Haroldo Cathedral (PSD): Até esta sexta-feira, dia 6 de setembro, será publicada no Diário Oficial da União (DOU) resolução do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) que reabrirá a exportação de frutas – consideradas hospedeiras da Mosca da Carambola – de Roraima para outras unidades (estados e municípios) da federação brasileira. “A reabertura das exportações de frutas significa uma grande conquista para os fruticultores de Roraima. É importante destacar a atuação de toda Bancada Federal, e em especial do senador Telmário Mota (Pros-RR), para a suspensão da resolução que impediu a comercialização de frutos hospedeiros. Esta decisão beneficia mais de 20 mil produtores regionais e fortalece nossa economia, garantindo mais emprego e renda à população", diz Haroldo Cathedral.

ERA TEMPO

Se essa reabertura das exportações vier mesmo até o final desta semana, chegará em boa hora. Pequenos agricultores e sitiantes estão passando vexames e amargando prejuízo depois que a Agência de Defesa Agropecuária (ADERR) deslocou a barreira sanitária para o igarapé do Murupu. Um pequeno agricultor do Amajari esteve, ontem, na redação da Folha para dizer de sua revolta pela apreensão de algumas frutas que ele trazia para a família e, até mesmo, a tentativa de apreensão pelos fiscais de três sacos de farinha que ele trazia para vender. Ele, o homem de mais de 60 anos, estava decididamente indignado.

GRANA ALTA

Ontem, no programa “Quem é Quem”, da Rádio Folha FM 100.3, apresentado pela jornalista Cida Lacerda, o senador Mecias de Jesus (PRB) telefonou de Brasília para informar que o Senado Federal aprovara uma lei que disciplina a distribuição de recursos para estados e municípios, provenientes da cessão onerosa do mega leilão do pré-sal, que será realizado no próximo mês de outubro. Pelos critérios aprovados, o governo de Roraima receberá algo em torno R$ 398 milhões. Mecias disse também à jornalista Cida Lacerda que decidiu destinar uma emenda ao orçamento da União no valor de R$ 10 milhões para a reestruturação do Distrito Industrial de Boa Vista. 

VIRÁ

Essa montanha de dinheiro de quase R$ 400 milhões poderá chegar aos cofres do governo estadual ainda neste corrente ano de 2019. Mas, se não for assim, com certeza chegará no começo de 2020. A dúvida sobre a data é por conta do tempo que vai ser necessário para que os vencedores dos lances no mega leilão do Pré-Sal assinem os contratos de concessão e faça o pagamento dos lances oferecidos. “É grana prá Dedéu”, diria nosso mestre Afonso Rodrigues, que está morando na bela Ilha Comprida, em São Paulo.

INJUSTIFICÁVEL

É compreensível, mas injustificável, a conduta da deputada Betânia Medeiros (PV), que depois de fazer declaração pública - e com registro da repórter Paola Carvalho, cá da Folha – disse, que não disse, o que disse. É compreensível por ser uma parlamentar no início de seu primeiro mandato, e também por ter sido preterida na escolha para presidir a CPI da Saúde depois de ter sido uma das parlamentares que mais lutou por sua criação. Por aqui, damos a polêmica por encerrada. A Parabólica agradece aos deputados que defenderam a linha editorial da Folha. 
      
ROMPIMENTO 1
 
O rompimento do vice-governador Frutuoso Lins com o governador Antonio Denarium foi alvo de uma polêmica nota na coluna Radar da revista Veja. Com a manchete “Vice rompe com governador de RR por causa de favorecimento a ruralistas”, a coluna afirma que o rompimento formal foi causado pelo fato do foco de Denarium, no agronegócio, atrapalhar a prestação de serviços básicos. “O governador que mudou a opinião dele. Eu continuo com o mesmo pensamento da campanha. Não posso concordar quando usamos a força governamental apenas para um grupo, como está acontecendo. Quem precisa dos pilares do Estado é a população”, disse Lins.

ROMPIMENTO 2

Por falar em rompimento, logo após Frutuoso romper com Denarium, o Diário Oficial do Estado (DOE) publicou um decreto remanejando um cargo comissionado de consultor técnico da estrutura da vice-governadoria para a Casa Civil. Todos sabem que a vice-governadoria é uma das áreas do governo que menos tem assessores, de modo geral, e, ao que parece, Frutuoso Lins, que mesmo rompido permanece vice no governo, perderá os poucos os que tem.

AUDITORIA 
 
Na sessão desta quarta-feira, no Tribunal de Contas de Roraima, foi julgado processo referente à auditoria que analisou possíveis incidentes com armas da marca Taurus, causados em razão de vícios de fabricação, em especial pistolas e carabinas calibre ponto 40, adquiridas pelo Governo do Estado de Roraima por meio de convênios firmados com o Ministério da Justiça. De acordo com o voto do relator, conselheiro Manoel Dantas, o resultado da análise da documentação constatou que de fato ocorreram algumas falhas, as quais, no entanto, não estão associadas ao armamento objeto da auditoria, razão pela qual o processo foi arquivado.

NEM TANTO

Vez por outra alguns secretários estaduais reclamam que não podem mandar seus técnicos para o interior pela falta de verba para pagar diárias. Ao que parece, a austeridade adotada em nome da crise financeira não se estende para todas as pastas. Um extrato de contrato, publicado no Diário Oficial, mostra a contratação de uma empresa pela Secretaria de Educação do Estado, para prestação de Serviços de Agenciamento de Viagens nacionais e internacionais no valor de R$ 3,9 milhões.

REFORMA
 
O texto principal da reforma da Previdência foi aprovado nesta quarta-feira na Comissão de Constituição de Cidadania e Justiça (CCJ) do Senado por 18 votos a sete. Um dos votos favoráveis é do senador Mecias de Jesus (Republicanos), único de Roraima a participar daquela comissão. A próxima etapa será a votação no Plenário, onde será necessário o apoio de ao menos 49 dos 81 senadores, em dois turnos. Se aprovada pela maioria dos senadores, a emenda seguirá para promulgação.

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica