Por Parabólica
Em 20/05/2020

Bom dia!

Hoje é quarta-feira (20.05). Depois de muitos arengas, o Palácio do Planalto anuncia a vontade do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), de chamar para uma reunião os governadores do 26 estados e do Distrito Federal. Os assessores presidenciais ainda não sabem como será o formato desse encontro -que seguramente será virtual-, mas, a princípio ocorrerá a partir de amanhã quinta-feira (21.05), e poderá ser organizado por regiões, embora não esteja descartada a hipótese de reunir todos os governadores ao mesmo tempo.

O que se espera é que o encontro entre o presidente e os governadores seja para aparar arestas e discutir metodologias e estratégias comuns para o combate a Covid-19 que, no Brasil, parece não ter ainda atingido o pico de contaminação e de mortes. Se for para que governadores aproveitem da oportunidade para apenas pedir mais dinheiro; e para que alguns transformem o encontro em palco eletrônico para mero interesse eleitoral é melhor que não se realize para não aprofundar as divergências que já são grandes demais.

Experientes analistas políticos e econômicos brasileiros entendem que muito da falta de solução para os nossos problemas ocorre devido ao baixo nível das discussões que se estabelecem no país. Fica difícil encontrar caminhos quando o embate resta dominado por interesses econômicos das corporações -de todos os matizes-, e politiqueiros dos que protagonizam a vida nacional. No meio desse debate rasteiro, fica uma população dividida e desinformada, levada a toque de caixa pelas redes sociais, dominadas por raivosos, semianalfabetos e desocupados personagens.

SEM RESPOSTA

Faz mais de um mês que a prefeita Teresa Surita (MDB) encaminhou para a apreciação da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) o Decreto Municipal Nº 047-E, que estabelece o Estado de Calamidade no âmbito do Município de Boa Vista. Para que o decreto municipal posa ser eficaz é necessário que os deputados estaduais o reconheçam, sem o que os efeitos desejados pelo governo municipal de flexibilizar as exigências legais, especialmente da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), ficam sem amparo. Segundo assessores da prefeita Teresa Surita, de certa forma, a falta de apreciação por parte da ALE, do decreto de calamidade, tem dificultado a ação do município no combate da Covid-19. 

GUERRA

Embora os partidos e grupos políticos ainda não tenham completadas as listas de seus eventuais candidatos; e que os políticos ainda não tenham decidido o adiamento, ou não, do próximo pleito municipal, a guerra suja já começou. Blogueiros e outras figuras muito presentes nas redes sociais -quase todos pagos por patrocinadores-, já começam abrir fogo intenso contra eventuais candidatos, especialmente, à prefeitura Municipal de Boa Vista. Enquanto os legisladores não endurecerem as penas para punir essa escória, eles, e elas, continuarão impunemente atacando a honra alheia. Até quando?

RÁPIDAS

Parece que o presidente Jair Bolsonaro só vai sancionar o projeto de lei que estabelece tetos e regras para a ajuda federal aos estados e municípios no combate à pandemia da Covid-19, depois da reunião com os governadores. ### A expectativa é que, atendendo a recomendações do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro vete o dispositivo criado pelos deputados federais e senadores, que permite aos estados e municípios concederam reajustes salariais para algumas categorias de servidores públicos. ### Pessoas que já procuraram os serviços púbicos de saúde, tanto do estado quanto do município, garantiram à Parabólica que é enorme a distância entre o discurso das autoridades e a realidade vivida por quem teve a infelicidade de contrair o Novo Coronavírus. ### Aliás, tem tanto anúncio da vinda de dinheiro federal para Roraima a fim de combater a Covid-19, que é preciso pesquisar para calcular. Mais difícil ainda é saber para onde vai tanta grana. ### E hoje está programada uma paralisação de advertência dos enfermeiros da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), insatisfeitos com as condições de trabalho. ### Seria bom que o relatório do conselheiro Bismark, do Tribunal de Contas do Estado (TCE) -e que deve ser aprovado hoje pelo plenário do órgão-, sobre a situação na Sesau fosse lido com bastante atenção. ### O conselheiro afirma com todas as letras que naquela secretaria foi montada uma indústria de processos indenizatórios que são portas abertas para a corrupção. ### Ainda sobre o combate a Covid-19, em Roraima: alguém se aventura em prever uma data para a entrada em funcionamento do hospital de campanha do Exército? ### E quando a Secretaria de Trabalho e Bem Estar social (Setrabes) vai começar a entregar os cartões do Renda Cidadã? ### Ah! Sim. A Parabólica deixou de circular dois dias por problemas técnicos trazidos pela má qualidade da energia que nós é fornecida.

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica