Por Gildo Júnior
Em 24/09/2020

EDITORIAL

Quando ouvimos falar sobre a serra do Tepequém, sempre pensamos no platô, na cachoeira do Paiva, nos poções da área do Barata e ainda no Funil ou Cabo Sobral. Em nosso roteiro de hoje, te levaremos a um Tepequém diferente, com muitas novidades para você conhecer e visitar, um local pronto para você se apaixonar. Não esqueça de contratar um guia de turismo para lhe acompanhar, para que sua visita ocorra com segurança.  Conheça Roraima ao Extremo.

FICA A DICA

                Repelente em creme contra inseto, pois caso tenha se ralado o repelente tipo spray causará ardor, protetor solar, calça longa e leve, que possa ser molhada, nenhuma roupa que seja preta porque atrai aos mosquitos, boné ou chapéu, medicamentos pessoais e caso tenha alergia a algo, avisar ao guia de turismo ou alguém que estará acompanhando na viagem, tênis ou bota, a pessoas que preferem ir de sandália tipo japonesa e meia, rede, levar uma sacola grande para colocar objetos que não podem ser molhados caso chova no percurso. Leve câmera fotográfica, filmadora e celular, para registrarem tudo pelo caminho.

Procure agências de turismo comoa Clube Native pelo fone 95 98102-0913 ou a Caburaí Adventure pelo fone 95 9162-0210, onde poderá encontrar este e outros pacotes de turismo.

EXPEDIÇÃO AO NOVO TEPEQUÉM

Tepequém significa "Deus do Fogo" segundo a lenda do lugar que diz ali ser um vulcão adormecido. Localizada a aproximadamente 210km da capital Boa Vista, em um platô de 1.022m de altitude em média, a chapada do Tepequém oferece uma rica e importante história para o desenvolvimento do estado de Roraima. Vegetação especial com diversidade de orquídeas e bromélias. O roteiro Expedição Novo Tepequém traz a proposta de visita a lugares menos conhecidos através de caminhadas de intensidade mais forte.

Um desses lugares para chegar é na parte de baixo da cachoeira do Paiva, você pode continuar a descer e ir conhecendo o local, vale ressaltar que há pedras escorregadias e áreas com quedas muito altas, então não esqueça de contratar um condutor local ou pedir apoio ao guia de turismo que está acompanhado o seu grupo, pois como por ser uma área de risco, existe essa necessidade. Se continuar descendo irá chegar a uma pedra que parece ter sido colocada em cima de outras duas pedras, o que chama bastante a atenção dos turistas.

               Como estávamos com equipamentos de segurança e acompanhados pelo condutor local professor Sidney, continuamos descendo ainda mais, passando por dentro de cachoeiras, por precipícios nas encostas por onde descíamos e até mesmo por uma mata que toda via aparentava não ter sido explorada, até chegarmos ao ponto que estávamos buscando, uma coisa nova e na descida do Paiva, uma das cachoeiras mais altas do Tepequém, conhecida como Laje Verde, um local para aventureiros e pessoas que curtem a adrenalina.

                Outro local, muito interessante é o complexo dos Guimarães onde vamos encontrar a cachoeira do Igarapé Preto, com águas avermelhadas e uma região repleta de grutas para serem visitadas, de vários tamanhos e dificuldades para o acesso. Quando for ao Tepequém e quiser visitar as grutas, procure pelo condutor Ronny que com todo cuidado levará o grupo para conhecer o Complexo.

                E não poderíamos deixar de falar de uma pequena, mas romântica cachoeira, a do Miudinho, um ponto alto doTepequém para os casais, pois é uma cachoeira que está conservada, é distante da Vila do Paiva e bem escondida, procure pelo condutor Luiz Galdino para acompanhá-los até essa pequena, mas belíssima cachoeira.

Uma área muito conservada no Tepequém é a Enseada da Anta, refúgio de animais e plantas, um local que pode ser utilizado por ornitólogos para a prática de observação de aves e sem falar que é um local que quem o visita, para, senta nas encostas e pode sentir uma paz interior muito grande, algo que envolve o local.

Além das cachoeiras que falamos anteriormente, você também terá outras atrações como a cachoeira do Funil, mas antes de chegar até ela, você poderá conhecer o Tilin do Gringo, aproveitar as grutas na encosta do Platô e até mesmo o Platô, ponto mais alto do Tepequém, e assim ver o avião, ou melhor, restos dele, da época do garimpo. Observar aves e outros animais, como um sapo amarelo com preto e muito mais.

E para curtir as noites, além de poder fazer fotografia noturna, existem as lanchonetes e bares locais, com um clima mais frio (às vezes), remetendo à cidades do sul do Brasil.

Além das cachoeiras citadas acima, a Serra do Tepequém sempre trás novidades aos turistas, os condutores locais sempre buscam por novas atrações na região e além das cavernas (grutas) e da cachoeira da Lage Verde que já citamos, recentemente começou a se visitar a Mão de Deus, um local lindo e que atrai os turistas principalmente para observar o por do sol, seja para a fotografia, para curtir o momento e/ou até mesmo para uma excelente meditação. A Mão de Deus fica na área da cachoeira do Paiva, e pode ser acessada com apoio dos condutores locais.

Outra atração turística são os poções da região, e o mais famoso, maior e que tem uma coloração esverdeada e transparente é o Poção Esmeralda.

Para acessar ao poção, o turista deve entrar ao lado direito logo após a ponte que da acesso à Vila do Paiva, a entrada fica ao lado de uma parada de ônibus e é de areia branca. Segue sempre em frente e vai seguindo as placas até chegar a um local que tem uma cerca, ah, demora um pouco para chegar ai viu, então não pense que está perdido, é só um pouco longe mesmo.

Chegando lá, existe um condutor local que cuida do espaço para mantê-lo limpo e caso os turistas que não contrataram condutor local precisem de informações,e eles estão ali para ajudar, pedem apenas uma ajuda, que vai de cada um.

Nosso Roraima é lindo, e vale a pena você conhecer, sozinho, com família, amigos, colegas de trabalho, aproveite os finais de semana e feriados e conheça nosso Estado.

BORA DE TRIP

Aê pessoal, além de nossa coluna semanal, temos nosso blog www.boradetrip.com.br, que é uma extensão do que produzimos no Roraima ao Extremo, com vídeos, textos completos, muitas fotos e experiências que vivemos em nossas viagens por aí. O Bora de Trip tem conteúdo semanal, e já tem a matéria completa sobre como ir e o que fazer na Chapada Diamantina. Já está se preparando para sua próxima viagem? Passa por lá e pegue algumas dicas!

BORA VIAJAR

                Anota aí as próximas datas que teremos excursão para Tepequém, as datas são de 19 a 20 // 26 a 27 de setembro. Agora você já pode se preparar para curtir essa excursão com o Clube Native (@clubenative). Só vamos!Informações e reservas: 95 98102-0913

ONDE FICAR

                A PousadaPazini Falls é uma excelente opção de hospedagem na Serra do Tepequém. Com quartos tipo suitpara casal, famílias e amigos, acomodando até 6 pessoas numa habitação, todos com banheiro e chuveiro água quente ou fria, climatizados, Tv, Wifi. Mais informações contatar pelo Whatsapp(95) 99152-9267. Aproveite, acesse o perfil deles no Instagram e conheça um pouco mais da pousada em: instagram.com/pazinifalls.

                Ah, tem também o glamping, você não precisa montar barracas, dormir no chão ou carregar uma mochila imensa e pesada nas costas com tudo o que vai usar, por exemplo, e um banho relaxante com uma boa ducha quente está garantido. Oglamping, acomoda até 4 pessoas, é equipado com colchõesinfláveis de casal, ventilador, lençóis de cama e banho, banheiro, guarda-sol, mesa, lareira/churrasqueira de pedras, energia, iluminação.

                Entre em contato com nossa equipe pelo e-mail roraimaextremo@gmail.com ou visite nossa Fan Page www.facebook.com/roraimaaoextremo, enviando-nos suas sugestões. Um grande abraço e até a semana que vem, com muito mais turismo e aventura aqui no seu Roraima ao Extremo.

Gildo Júnior
Desde: 2000-01-01
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!