Por Gildo Júnior
Em 19/09/2019

EDITORIAL

Além das informações que nossos fantásticos guias nos passavam, tive o apoio do Guia da Chapada Diamantina, que você encontra à venda pelo site, nas rodoviárias da Bahia e também em varias lojas pela Chapada Diamantina. É hora de transformar o sonho em realidade e viajar por esta terra de encantos e singularidades!

FICA A DICA

Nossa viagem nós fizemos com a empresa Chapada Soul, que é especializada em turismo de aventura na região da Chapada Diamantina, inclusive para quem curte fazer rapel, além do trekking.

Procure pela agência Chapada Soul que possui ótimos pacotes de turismo e aventura na Chapada Diamantina a um ótimo preço e também para a prática deste roteiro, pelo fone Telefone de Plantão: (75) 99940-6004 que também é whatsapp, ou pelo site.

Ah, além das informações que nossos fantásticos guias nos passavam, tive o apoio do Guia da Chapada Diamantina, que você encontra à venda pelo site, nas rodoviárias da Bahia, também em várias lojas pela Chapada Diamantina e/ou pelo site.

CHAPADA DIAMANTINA – ROTEIRO DOS POÇOS

E o segundo dia já amanheceu assim, com muito sol, e a vista da igreja, aproveitando o momento do café da manhã na pousada, e que café da manhã delicioso hein.

Após o café, o nosso guia Martins, da Chapada Soul, foi nos buscar para levar a um dos passeios que estava mais ansioso para fazer, o Poço Encantado e o Poço Azul.

Antes de seguir para o Poço Encantado, passamos pela barragem de Itaetê, onde pudemos ver a cor da água que sofre influência do tanino, e por isso tem a cor escura.

Aproveitamos para comprar alguns souvenires na barraca do Batman, ops, do Morcego e seguimos viagem até o Poço Encantado.

As grutas com poços de água cristalina são atrações muito singulares na Chapada Diamantina. A combinação entre as formações rochosas, a transparência da água e a incidência da luz solar criam uma atmosfera mágica, tornando o Poço Azul e o Poço Encantado, dois atrativos de tirar o fôlego de qualquer um.

Uma das coisas que mais impressiona nos poços é que, mesmo com a profundidade, com áreas que variam de 20 a 60 metros, é possível ver nitidamente tudo o que está no fundo, como pedras e troncos de árvores. À primeira vista, ainda é possível confundir onde termina a rocha e onde começa o meio aquático. Uma das justificativas para tanta limpidez é a existência de elementos como o carbonato de cálcio. De acordo com Ismael Júnior, “ele filtra a água, contribuindo para a sua transparência”.

O Poço Encantado tem sua água azulada e muito transparente, e no período de abril a setembro é iluminado por raios solares. É o local onde reside um bagre albino cego. Não é permitido a entrada para banho e a permanência no local por grupo é de até 15min.

O Poço Encantado é maior e mais profundo, com 98 metros de comprimento e 49 de largura. Neste, não é permitido entrar na água, mas vale a pena visitá-lo para contemplação. Já no Poço Azul é permitido realizar flutuação pelos seus 40 metros de extensão e 20 metros de largura. O que faz com que um seja aberto à flutuação e o outro seja fechado, é que no Poço Azul a água é corrente, portanto a ação humana não afeta a visibilidade, diferente do Poço Encantado.

Após encher os olhos com a beleza do Poço Encantado, nos dirigimos ao Poço Azul, maior sítio paleontológico submerso do Brasil, onde encontraram ossadas de preguiças gigantes e tigres dentes de sabre. Ali pudemos desfrutar da flutuação. Ah, não é permitido o pulo ou agitação dentro da água. Todos usam coletes, máscaras de mergulho e snorkel. Mesmo que não saiba nadar, o colete não deixa que afunde. E o bacana é poder observar o fundo do Poço Azul e imaginar que ali foram retirados ossos que montam preguiças de mais de seis metros de altura.

O Poço Azul é o maior sítio paleontológico submerso do Brasil. Em 2005, fósseis de vários animais foram resgatados a mais de 15 m de profundidade. Foram identificadas 14 espécies diferentes. Entre os achados, chama a atenção o de um esqueleto quase completo de um mamífero herbívoro gigantesco que viveu em todas as Américas até cerca de 11 mil anos atrás: a preguiça terrícola, que chegava a medir 6 m de comprimento. Durante o trabalho, coordenado pelo paleontólogo Cástor Cartelle, da PUC de Minas Gerais e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), também foram coletados fósseis de outra preguiça terrícola, que permitiram ao pesquisador fazer uma nova descrição dessa espécie, antes classificada de forma equivocada.

Após esse dia fantástico de passeio, conhecendo esses Poços, nada melhor que curtir uma noite que começava a esfriar em Lençóis, com uma deliciosa carne de sol na chapa com aipim frito. De barriga cheia, hora de descansar, pois o terceiro dia reservava para nós a maior Cachoeira do Brasil, Fumaça, que ficará para a próxima publicação.

ROTEIRO CHAPADA CLÁSSICO 4 DIAS / 3 NOITES

1º DIA: CHEGADA A LENÇÓIS, VISITA AO PARQUE DA MURITIBA

Nível de esforço físico: moderado / Passeio de meio período

O Parque Municipal da Muritiba está localizado nos arredores de Lençóis. Com uma caminhada leve, vamos conhecer as quedas d’água do rio Lençóis. Nossa primeira parada é no Serrano,  caldeirões de água ótimos para banho e com um visual incrível da cidade.  Vamos continuar percorrendo o Parque, passando pelo Salão de Areias coloridas, Poço Halley; seguindo a trilha, chegamos à cachoeira da Primavera, banho refrescante na cachoeira, um mirante que dá para ver toda a cidade de Lençóis num visual panorâmico. No retorno, vamos tomar banho nas águas cristalinas da Cachoeirinha ( Esse passeio não inclui lanche). Hospedagem em Lençóis.

2º DIA: ROTEIRO DAS GRUTAS ( RIO MUCUGEZINHO, POÇO DO DIABO, GRUTA DA LAPA DOCE, PRATINHA, GRUTA AZUL E MORRO DO PAI INÁCIO)

Nível de esforço físico: moderado / Inclui Almoço

Saímos de Lençóis de carro. Vamos ao Rio Mucugezinho, de lá caminhamos até a Cachoeira do Poço do Diabo, onde vamos tomar banho, no poço incrível da cachoeira.  Seguimos para a caverna da Lapá Doce  onde faremos a travessia, que é bem ampla e tem sua formação de calcário, possuindo também formação de estalactite  e estalagmite. Após a visitação da caverna vamos almoçar uma deliciosa comida caseira e regional.

Seguimos em direção a Fazenda Pratinha, complexo natural de lazer e diversão, com águas azuis cristalinas, para nadar, tomar banho e se divertir muito. Na Pratinha, tem loja de artesanatos, eles oferecem o serviço de fotografias subaquáticas, tirolesa e flutuação em caverna. Além da incrível Gruta Azul, com água cristalina, para contemplarmos um pouco mais da beleza do local.

Quando estivermos voltando para Lençóis, vamos conhecer o Morro do Pai Inácio e temos a possibilidade de contemplar o visual mais famoso da Chapada, numa vista panorâmica belíssima. Hospedagem em Lençóis.
 
3º DIA: CACHOEIRA DA FUMAÇA

Nível de esforço físico: Intenso / Inclui Lanche de trilha

Às 08:30h, saímos de carro de Lençóis para o Vale do Capão, onde inicia a trilha para a Cachoeira da Fumaça. Seguimos por trilha, sendo uma constante o visual do Vale do Capão, que vai descortinando seus morros, vales e serras, junto com sua rica fauna e flora, orquídeas, sempre-vivas; e à medida que subimos sentido os Gerais da Cachoeira da Fumaça, nos aproximamos da vista de uma queda d’água de 340m de altura. Após a trilha vamos para a Cachoeira do Riachinho, queda d´água forte e poços grandes e espaçosos para nos banhar e relaxar. Hospedagem em Lençóis.
 
4º DIA: RETORNO

Translado até Aeroporto ou Rodoviária de Lençóis
 
Esse é um dos roteiros oferecidos pela agência de turismo Chapada Soul, na próxima semana irei contar como foi o meu passeio, no passo a passo de Roraima até a Chapada Diamantina.

BÓRA VIAJAR?

ÚLTIMAS DATAS PARA O MONTE RORAIMA 2019!!! Expedições ao Monte Roraima todos os meses do ano. São 7 dias de expedição e uma experiência única pra levar pra vida toda! Entre em contato no 95 98102-0913 e vamos nessa!
 
Entre em contato com nossa equipe pelo e-mail roraimaextremo@gmail.com ou visite nossa Fan Page, enviando-nos suas sugestões. Um grande abraço e até a semana que vem, com muito mais turismo e aventura aqui no seu Roraima ao Extremo.

Gildo Júnior
Desde: 2000-01-01
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Roraima ao Extremo
+ Ler mais artigos de Roraima ao Extremo