Por Gildo Júnior
Em 18/02/2020

EDITORIAL

A pouco mais de 200km da gigante São Paulo, existe um lugar no Pólo Cuesta, lindo, impressionante e fantástico. Imagine você, que é de lá um dos melhores cafés nacionais e surpreenda- se também é de lá, o melhor queijo do mundo recebendo até prêmios da França. Pardinho emancipou-se em 18 de fevereiro de 1959, e todos os anos sempre tem uma celebração melhor que a outra, este ano promete!!! Conheça Roraima ao Extremo. Gildo Junior

BORA DE TRIP

Aê pessoal, além de nossa coluna semanal, temos nosso blog www.boradetrip.com.br, que é uma extensão do que produzimos no Roraima ao Extremo, com vídeos, textos completos, muitas fotos e experiências que vivemos em nossas viagens por aí. O Bora de Trip tem conteúdo semanal, e já tem a matéria completa sobre como ir e o que fazer na Chapada Diamantina. Já está se preparando para sua próxima viagem? Passa por lá e pegue algumas dicas!

PARDINHO, TERRA DAS EMOÇÕES – PARTE 1

O Pólo Cuesta, teve início em 2001, com o intuito de desenvolver o turismo na região. O consórcio é composto pelos municípios de Anhembi, Areiópolis, Avaré, Bofete, Botucatu, Itatinga, Paranapanema, Pratânia, São Manuel e a nossa linda Pardinho.

Pardinho está localizada no front da Cuesta paulista, única no estado, tendo seu ponto mais alto a 1032 m de altitude, com cerca de 72 % de seu território destinado a APA – Área de proteção Ambiental e uma das principais áreas de recarga do Aquífero Guarani. Rodeada de matas nativas tornando - a abundante em nascentes e cachoeiras formando abismos que favorecem desde práticas contemplativas a esportes radicais. Este deslumbrante cenário promove intensas aventuras e significativas experiências, recentemente direcionadas ao desenvolvimento do Turismo agregando valor a vida rural.

Por ter esta formação geográfica despertou a atenção trazendo para Pardinho a prova Road Brasil Ride, prova que conferiu a Pardinho o titulo Guidão de Ouro da revista Bike Action: de melhor prova de estrada por quatro vezes consecutivas: 2016 a 2019, destacando a região no cenário internacional e conferindo visibilidade a sua variada atividade esportiva associada a este belo cenário e sua ruralidade tão intensa, ainda nos dias de hoje.

ONDE E O QUE COMER EM PARDINHO

O segredo, na verdade é um privilégio natural, abençoado pelas mãos da criação. Sua localização, altitude, clima, qualidade da sua agua, somado a hospitalidade do   seu povo é que dão o toque na sua gastronomia local, desde seus primórdios. O segredo dos produtos começa na tradição agrícola desde sua colonização. Como o acesso era difícil devido a formação da Cuesta, os pardinhenses foram adaptando as receitas trazidas da terra natal: Itália, Portugal e Alemanha à realidade de lá, passando de geração em geração como o tradicional mingau de milho com bolinho.

Pardinho é top gastronomia porque a natureza assim a criou com os melhores ingredientes;

Pardinho é top gastronomia porque o mundo a elegeu: o melhor queijo;

Pardinho é top gastronomia porque tempera com a alma da música raiz e gente que trabalha feliz;

Pardinho é top porque aqui nasce o rio pardo onde brota as mais deliciosas parmegianas.

Da lavoura, no seio das propriedades rurais aos seus eventos, aos pratos da culinária caipira gourmet dos seus belos restaurantes rurais panorâmicos aos prêmios internacionais dos seus queijos, todo este privilégio natural é que faz toda a diferença conferindo o “terroir da Cuesta” de Pardinho para o mundo. Considerando aqui a expressão “terroir” como o conjunto expressivo da somatória exclusiva da nossa localização, clima, altitude e qualidade do nosso ar, agua e vegetação que diferenciam o sabor único dos nossos produtos.

Com o conquistado destaque: medalha “super ouro” no Prêmio Mondial du Fromage– França, com o queijo Cuesta e primeiro lugar no “Primeiro Mundial do Queijo do Brasil” –  Minas Gerais, com queijo Mandala e apreciado pelos principais chefs, a exemplo de Jefferson Rueda da Casa do Porco Bar, a marca Pardinho Artesanal projetou não só a cidade de Pardinho, mas o Estado de São Paulo para o mundo referenciando os queijos paulistas ao nível dos tradicionais famosos queijos mineiros.

Uma gestão compartilhada entre iniciativa privada e políticas públicas que tem originado casos de sucesso, um atrás do outro, com apenas três anos de criação transformou a realidade local.

A exemplo da capacitação do Sebrae 2018, que teve como desafio de formatura, a Praça de alimentação do aniversário de 60 anos da cidade, com 15 empresas exclusivamente locais. A partir daí vem marcando presença nas festividades de aniversario e no FESMURP – Festival de Música raiz de Pardinho.

Nesta Gestão compartilhada , todos os serviços e produtos locais que trabalham com o Turismo compõem o Grupo Gastronomia da Cuesta de Pardinho:  Grupo Rodoserv Camponesa, Cafeteria Cuesta Café, Paineira Velha, Casarão Restaurante Eurico Nunes, Pardinho Artesanal , Tirolesa do Gigante, Rancho do Maluli, Laticínio Gege , Pizzaria e Esfirraria artesanal  Cuesta, Jota’s Burger Hamburgueria artesanal ,  Snoopy Dog e os micro empreendedores locais.

Lançando produtos originais ligados a nossa tradição como o lanche ‘Ferreirinha” (personagem lendário local) e pizza quatro queijos com os queijos da Pardinho Artesanal. Em outra frente, com o Senar e o Sindicato rural nasceu o primeiro concurso de café especiais de Pardinho, em setembro de 2019, inspirado pela colocação entre os quatro melhores cafés nacionais (prêmio Ernesto Illy 2018). 

E nos primeiros passos de lançamento, depois de 10 anos de pesquisa e investimento, o broto de bambu de produção e beneficiamento totalmente local, irá para toda a cadeia gastronômica regional.

Um dos pontos mais visitados pelos turistas tanto para tomar aquele café, quanto para tirar fotos é o Cuesta Café. O lugar em si é lindo, e os cafés são deliciosos (sou suspeito em falar, já que amo café), com três sabores diferentes, desde mais fracos até a mais intensos, Bourbon, Jasmin ou Cereja. Você vai se apaixonar por eles.

O Cuesta Café é um café de origem, com grãos 100% Arábica, produzido com todo o cuidado de quem entende e gosta do que faz, de maneira artesanal, integrado a práticas criteriosas de manejo de lavouras e gestão ambiental. Acesse o site para conhecer um pouco mais.

Pardinho é top porque a natureza assim o escolheu e seu povo acolhedor, em seus talentos, investiu. Mais que tempero, em nosso produtos, vai o “terroir” desta abençoada Cuesta de Pardinho e alma de seu povo.

Perto da Tirolesa Gigante, você pode contar com um delicioso almoço no restaurante Paineira Velha e com salgados e bebidas na Venda Vivan.

Tradição passado de pai para filha, os cafés do sitio Daniella tem o privilégio de serem produzidos a 1007 m de altitude na Custa de Pardinho, interior de São Paulo.  Aliados ao conhecimento herdado e inovação detém seu status entre os melhores cafés especiais nacionais, prêmio Ernesto Illy de qualidade e tiveram uma edição especial da Três corações: Florada premiada. Em 2019 iniciou sua produção para venda. Café este que se consegue encomendando. 

    Na próxima semana falaremos do que fazer e onde se hospedar em Pardinho, então fique ligado e a té a próxima.

EU CURTO MUITO ISSO

    Entre os dias 14 a 16 de fevereiro, Pardinho estará comemorando seus 61 anos em grande estilo. Serão 3 dias de muita música boa sertaneja raiz. Haverá também praça de alimentação, formatura e promoção da Guarda-Mirim e ação de graças. Você não pode perder!
 
Entre em contato com nossa equipe pelo e-mail roraimaextremo@gmail.com ou visite nossa Fan Page, enviando-nos suas sugestões. Um grande abraço e até a semana que vem, com muito mais turismo e aventura aqui no seu Roraima ao Extremo.

Gildo Júnior
Desde: 2000-01-01
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Roraima ao Extremo
+ Ler mais artigos de Roraima ao Extremo