Social - Folha de Boa Vista
Por Shirley Rodrigues
Em 16/09/2021

Com Nada

* Daí um rapaz que está prestes a completar 40 anos, mora há dez com outro rapaz e nunca ninguém ouviu falar que tivesse tido uma única namoradinha (nem na infância), viu uma moça de vinte e poucos anos uma única vez durante uma viagem a terra dela, e já está de casamento marcado. Isso foi o suficiente para os “julgadores da internet” caírem de pau, dizendo entre outras coisas, que isso faz lembrar a conturbada história de Gugu Liberato. E o episódio, que tá movimentando o mundo virtual, tem muitas nuances: Os mais maleáveis, torcem para que tenha sido um inusitado caso de “amor à primeira vista”; Os mais radicais, dizem que hoje em dia, não há mais necessidade de alguém se manter no armário só por aparência. Já os hatters, esses jogam farofa no ventilador, mesmo! 

 

Com Tudo 

* A Comunidade de Nova Esperança – Terra Indígena de São Marcos – Município de Pacaraima, é pródiga em empreendedorismo regional, especialmente na área de Turismo. A sede da comunidade, que reúne indígenas Wapichana, Macuxi e Taurepang, se transformou em um centro referência, com vários projetos de valorização da cultura indígena, que tem aproximado os povos originários dos não índios. Por ali, sob a coordenação do professor Alfredo Wapichana, várias iniciativas tem feito parte do calendário cultural indígena local, tais como: o Festival gastronômico de comidas e bebidas típicas indígenas; o batizado tradicional indígena; excursões e trilhas na floresta e agora mais recentemente, o Concurso Miss Roraima Indígena. 

 

Beto Freitas e Fabio Neves sócios empreendedores do ramo de vinho

Miss RR Indígena 

* Alias, o Concurso Miss Roraima Indígena, acontecerá no próximo sábado, 18, as 20h30, no Palácio da Cultura, selecionou 10 lindas candidatas de diferentes etnias, representando seus respectivos municípios, mas por conta da pandemia terá público presencial restrito, justamente para poder seguir todo o protocolo exigido no momento. 

* O corpo de jurados, avaliará nessa oportunidade, os itens: Desempenho das candidatas na passarela; Simpatia; Originalidade e Criatividade e o teste de QI, por meio da entrevista ao vivo durante o certame de beleza. A vencedora desse concurso, representará o Estado de Roraima no Miss Brasil Indígena. O evento será transmitido ao vivo pela TV ALE. 

 

Miss RR Indígena II

* Será a primeira vez que acontecerá o Concurso Miss Roraima Indígena no nosso Estado e mais do que valorizar a beleza e eleger aquela que representará nosso Estado no Miss Brasil Indígena, competindo com representantes de todas as etnias indígenas do país, o concurso tem uma simbologia ainda mais especial. Além de reforçar a cultura indígena, estará promovendo um bom exemplo de respeito aos povos originários.  

* Meninas que até um dia desses eram anônimas e só eram vistas em suas respectivas comunidades, agora estão despontando como destaques não só de beleza, mas de cultura e valorização dos costumes, da língua materna, da arte e da moda indígena. #Valeu, Alfredo Wapichana! 

 Da Hora 

* O  Instituto Euvaldo Lodi, tem se destacado muito nos últimos tempos, inclusive na pandemia, por promover cursos super interessantes voltados para o mercado de trabalho. Agora mesmo está lançando o curso de Liderança para Resultados, que visa desenvolver competências que fortaleçam o exercício de líderes dentro de diversos segmentos. 

* As aulas acontecerão nos dias: 11,14,18,21,25,28 de outubro e 01 e 04 de novembro (às segundas e quintas-feiras das 19h às 22h), na modalidade presencial. O público alvo são Empresas de Micro e Pequeno Porte, Sucessores de Empresas, Dirigentes e Gestores Empresariais em todo Estado. Os interessados poderão obter mais informações pelo telefone: 95-98112-2075 (Ligação e WhatsApp). 

 Na Fronteira 

* Muita gente que afirmava, que localidade de Lethem, na fronteira do Brasil com a Guyana, sobrevivia por conta das compras que os brasileiros iam fazer pelos lados de lá, agora está presenciando manifestações da população do município de Bonfim para a reabertura da fronteira, fechada desde março de 2020. 

* A Guyana, que tem população de 782.766 (conforme o último senso de 2019), teve até o momento, 692 mortos pela Covid 19 e já concluiu a vacinação contra o coronavírus com quatro diferentes vacinas. Uma fonte de Georgetown nos adiantou, que as autoridades do país vizinho preferem agir com ponderação, considerando a postura do Brasil diante da pandemia e especialmente, a chegada da variante Delta em Roraima.

 

Rafael Carvalho especial para a página

#Rápidas 

* A Coluna de hoje é dedicada ao colega jornalista Carvilio Pires, que hoje recebe homenagens por conta de sua troca de data.

* Também inaugurando idade nova hoje, Thalita Giovana Diniz Silva e Rafael Souza Paz. 

* Informações preliminares do estudo CovacManaus, realizado na capital amazonense, demonstram que a CoronaVac, vacina do Butantan e da farmacêutica chinesa Sinovac, proporciona uma proteção contra a Covid-19 superior a 90% em pessoas com comorbidades. 

* A pesquisa está analisando 5 mil profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual lotados em Manaus, com idade entre 18 e 49 anos, para entender se a aplicação da vacina em quem tem comorbidade impacta na prevenção de formas graves da Covid-19.

 * O estudo tem demonstrado que a efetividade da CoronaVac foi superior a 97% contra infecções, hospitalizações, internações em UTI e mortes. * Outro indicador relevante é que, entre os vacinados, 91% apresentaram anticorpos detectáveis após tomarem a 1ª dose, e 99,8% após a 2ª dose. 

* Para a equipe de pesquisadores, os dados são positivos e reforçam a importância da imunização. 

* Entre as principais comorbidades apresentadas pelos voluntários estão obesidade (72%), diabetes (54%), hipertensão arterial (36%) e imunossupressão (27%). 

Hordélia Cauper (Casa Civil) recebendo homenagens nesta quinta, por conta de sua troca de data 

 

Tá Valendo 

Boa Nova 

* Querem uma notícia boa? Pois aqui está: A partir de agora, os municípios de Roraima estão liberados a antecipar a aplicação da segunda dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer, ou seja, o intervalo entre a primeira e segunda dose, da vacina AstraZeneca que seria de 90 dias será reduzido para 60 dias/08semanas, e a segunda dose da vacina Pfizer poderá ser aplicada a partir de 21 dias para quem tomou a primeira dose desse imunizante.

Raymilen Dias Rodrigues, 19 anos, estudante, Macuxi, representante do município de Uiramutã no Miss Roraima Indígena 2021

Shirley Rodrigues
shirleyfolha@hotmail.com
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Social
+ Ler mais artigos de Social