Por Parabólica
Em 21/05/2020

Bom dia!

Hoje é quinta-feira (21.05). A pandemia da Covid-19 avança país à dentro, e da observação sobre o que dizem as pessoas na imprensa e nas redes sociais parece que no Brasil foram formadas três torcidas organizadas. Uma primeira que torce para que o número de infectados e mortos cresçam mais nos estados e municípios governados por adversários do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para culpar esses dirigentes pelos estragos da pandemia; uma segunda torce para que o avanço da Covid-19 seja maior nos estados e municípios dirigidos por políticos que são alinhados do governo federal, para responsabilizá-los -e ao presidente-, pelas críticas que fazem ao isolamento total, como estratégia de combate à pandemia. Existe um terceiro bloco que torce pelo aumento geral de mortes e contaminados, e estes esperam que a tragédia -no limite-, derrube Bolsonaro.

É uma pena. Com tanta torcida a favor, a pandemia tem tudo para continuar avançando, gastando dinheiro público -muito desviado para os dutos da corrupção-; fazendo vítimas fatais; destroçando vidas que exigirão muito tempo para ser refeitas, tanto do ponto de vista econômico quanto do lado pessoal. Tem sido cada dia mais comum ouvir relatos de homens e mulheres chorando desesperadamente pela perda de entes queridos, empregos e seus negócios. E nem parece suficiente para chamar os políticos brasileiros para utilizar a razão, já que seus corações estão ocupados com outras coisas, especialmente, na luta pela manutenção e ampliação do poder que já têm. Para que, ninguém sabe?

RESPOSTA 1

Da Superintendência de Comunicação da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), recebemos a seguinte Nota: “Em resposta a nota publicada pelo jornal Folha de Boa Vista informamos que o ofício nº 12812/2020, encaminhado pela chefe do poder executivo municipal foi recebido no protocolo legislativo desta Casa, no dia 14/05/2020 às 10h48, e lido imediatamente no expediente da sessão seguinte, ou seja, dia 19/05/2020. Logo não ‘teria mais de um mês’ que o ofício teria sido encaminhado ao Poder Legislativo Estadual, como teriam afirmado assessores da Prefeitura”.

RESPOSTA 2

“Informamos que, entre a data do recebimento pelo protocolo legislativo, setor regimentalmente responsável por receber toda a documentação referente ao processo legislativo, e a data da leitura no expediente da sessão legislativa ordinária, constam apenas quatro dias. Destacamos ainda que, se forem considerados os dias úteis, entre o protocolo e a leitura passou apenas um dia”.

RESPOSTA 3

“Informamos ainda que a Assembleia Legislativa está munindo esforços no combate ao coronavírus, e está tomando todas as providências para o imediato reconhecimento do estado de calamidade, como já reconhecido tempestivamente, em âmbito estadual pelo Decreto Legislativo n.001/20230”, encerra a nota da Superintendência de Comunicação, da Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

VERGONHA

Por falar em combate à pandemia da Covid-19, no ranking preparado pelo organização não governamental Transparência Internacional, o estado de Roraima ocupa a 27ª posição, entre os estados brasileiros e o Distrito Federal, quando o critério é a transparência nos processos de aquisição de equipamentos, materiais e contratação de serviços para o combate ao vírus. Está explicada a montoeira de denúncias de corrupçãoque se abateu sobre a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). Uma vergonha!

EXEMPLOS

Em contrapartida, o governo o estado do Espírito Santo (1º lugar) e o do Distrito Federal (2º lugar) são aqueles onde é maior a transparência na utilização do dinheiro público para combater o Covid19. Será coincidência, o fato de que em Brasília e no Espírito Santo a situação da pandemia está sob mais controle? Há! Sim. São Paulo, epicentro do Novo Coronavírus no Brasil, ocupa da penúltima posição no ranking da Transparência Internacional, só perde em obscuridade para Roraima. Será, também, mera coincidência?

RÁPIDAS

Levantamento feito junto aos deputados estaduais pela jornalista Cyneida Correia indica que são mínimas, e põe mínimas nisso, as chances de impeachment do governador Antonio Denarium (sem partido). ### E fontes da Parabólica também garantem que não há interesse dos principais grupos políticos na cassação do mandato de Denarium e do vice-governador Frutuoso Lins (Solidariedade) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RR), por práticas de abuso de poder econômico e compra de votos na eleição de 2018. ###.  O presidente e o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputados estaduais Coronel Chagas (PRTB) e Jorge Everton (MDB), respectivamente, pelo que dizem, estão convencidos da existência de uma montoeira de roubos na Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). E os órgãos de fiscalização, mesmo provocados pelo próprio governador Antonio Denarium o que dizem? Até agora, quase nada. ### Até amanhã.

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica