Por Fabiano de Cristo
Em 14/01/2019

Editorial

Cenários tecnológicos, sociais e políticos (entre outros) afetam o mercado e nossas vidas. Com o atual fluxo gigantesco de informações que processamos todo dia, vemos muitas pesquisas, matérias e previsões para tempos futuros. Sejam para o próximo semestre, ano ou década, estes assuntos sempre chamam atenção das empresas que buscam estar antenadas.

Dentro deste cenário de incertezas e mudanças, o que é fazer a diferença? Enxergar, sentir, praticar – retornar à essência. Clichê ou não, acredito que podemos ser a mudança que queremos no mundo. Identificar tendências é enxergar qual a necessidade humana por trás das coisas e pensar nas pessoas ao criar algo. Apesar de termos novas ferramentas, maneiras de comunicar e relacionar, nossa essência humana continua sendo a mesma.

O que muda são as crenças, a consciência de atos, a visão de vida que permeia nossas relações pessoais, profissionais e de natureza primária. Geração após geração vivemos esse misto de caos e ordem, em um eterno fluxo de mudanças. Na coluna desta semana vamos abordar como podemos identificar uma tendência de mudança de comportamento de mercado, a partir de uma analise da Trendwatching https://trendwatching.com/trend-driven-innovation-the-book/.

Fabiano de Cristo

Consultor Empresarial

atuallisconsultoriarr@gmail.com

O QUE SIGNIFICA TENDÊNCIA?

Uma tendência de consumo é uma nova manifestação entre as pessoas, em comportamento, atitude ou expectativa – uma necessidade fundamental humana ou desejo.

Olhe a sua volta, pense nos seus círculos de amizades, grupos de convivência, comunidades em que está inserido. Que tipos de novos padrões de comportamento você consegue identificar? O olhar curioso e atento é essencial para qualquer pesquisador e profissional que queira interpretar tendências. Mas o que de fato fazemos com toda essa informação? Quando entendemos (se interpretamos de fato) uma tendência, é necessário saber onde e como essas evidências vão se comprovar, que oportunidades irão apresentar.

Inicialmente, precisamos identificar pontos de tensão entre o que as pessoas querem e o que está disponível atualmente. A Trendwatching, empresa especializada em comportamento e tendências, identificou 3 componentes essenciais das tendências e um ponto de intersecção onde é possível identificá-las e resolvê-las:

Ao olhar para o consumidor, e os gaps entre o que ele deseja/precisa e o que é oferecido, é possível criar algo novo. A Trendwatching desenha esses pólos de atuação divididos em três componentes:

DESEJOS E NECESSIDADES BÁSICOS - Forças naturais e sociais representadas culturalmente através de seus bens e produtos são o reflexo do que um grupo ou comunidade constrói coletivamente. Temos visto fenômenos e transformações de consciência política e social expressas digitalmente através das redes.

O impacto que o estilo de vida consumista causa na vida das pessoas é grande, porém ainda estamos em tempo de buscar consciência. Tendências podem ser uma forma de olhar para o mundo e identificar maneiras melhores de ser, viver e conviver. Exemplos de necessidades elencadas pelo Trendwatching: Social Status – Identidade – Liberdade – Interação Social – Reconhecimento - Transparência – Simplicidade – Amor – Relevância – Justiça – Auto melhoria -Honestidades – Conexão – Entretenimento – Entusiasmo.

Tendências são baseadas em mudanças  – pergunte-se: o que está mudando? Como é possível pensar nas necessidades em novas e melhores formas? Para analisar a mudança, a Trendwatching aborda os termos Drivers of change – Shifts e Triggers. Shifts são macro mudanças, de longo prazo e que levam anos ou décadas para acontecer (transição urbana, envelhecimento da população e mudanças climáticas). Embora não sejam tendências de consumo, esses fatores influenciam a natureza e a direção delas.

DRIVERS OF CHANGE - Identificando os Drivers: Preste atenção em dados – anomalias, mudanças são sempre dignas de investigação. Pergunte por quê? Frameworks podem ser ferramentas úteis para analisar mudanças externas, a exemplo do Modelo de análise PESTLE (político, econômico, social, tecnológico, legal e ambiental).

Nonconsumer trends – a nova onda (meme, movimento, tópico em alta) das redes sociais ou novas categorias de produtos que estão bombando, também dão luz às mudanças sociais e informam sobre os consumidores.

INOVAÇÕES - Inovações não são tendências, mas sem exemplos de inovações direcionadas ao consumidor (consumer facing) colocando elas em prática, uma tendência não existe completamente. Sem a realização prática, temos uma fantasia de futuro ou uma oportunidade ainda não validada.

Então, o terceiro elemento de uma tendência consiste em: startups, novos produtos, serviços, experiências e campanhas que estão resolvendo pontos da tensão do consumidor e criando novos níveis de expectativa. Pense nisso e até a próxima semana.

RESENHANDO

trendwatching.com é uma empresa de tendências independente e com opinião própria, que examina o mundo todo em busca das tendências de consumo mais promissoras, com insights e ideias práticas para as empresas ao redor domundo. Para obter tudo que há de mais novo e de melhor, contando com uma rede de centenas de caça-tendências em mais de 90 países do mundo todo.

Fabiano de Cristo
jornalista@teste.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Finanças
+ Ler mais artigos de Finanças