PUBLICIDADE
ELEIÇÕES 2018
Empresário e ex-governador disputam Governo de Roraima no segundo turno
Antonio Denarium foi o mais votado, contrariando as pesquisas eleitorais, que indicavam José de Anchieta em primeiro
Por Folha Web
Em 08/10/2018 às 02:25
Antônio Denarium vai disputar o Governo do Estado contra José de Anchieta Júnior (Foto: Diane Sampaio e Wenderson Cabral/Folha BV)

ANA GABRIELA GOMES
CYNEIDA CORREIA
PAOLA CARVALHO

Editoria de Política

Faltava pouco para a meia-noite quando o Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) encerrou a apuração dos votos no Estado. Com 113.468 votos válidos (42,27%), o empresário Antonio Denarium (PSL) vai disputar o segundo turno para o Governo de Roraima com o ex-governador José de Anchieta (PSDB), que teve 104.114 votos válidos (38,78%).

Em terceiro lugar, com 29.888 votos válidos (11,13%), ficou a governadora Suely Campos, candidata do PP à reeleição, enquanto o candidato Fábio Almeida (PSOL) teve 11.480 votos válidos (4,28%) e o senador Telmário Mota (PDT) obteve 9.495 votos válidos (3,54%), ficando em quinto lugar. Os votos brancos somam 1,53 % e os nulos 4,86 %. Abstenções foram de 13,93% do total de eleitores.

PUBLICIDADE

ANCHIETA DIZ QUE DIFERENÇA É PEQUENA E QUE VAI COMPOR COM BOLSONARO

O ex-governador José de Anchieta Junior (PSDB) afirmou que foi surpreendido com o resultado da votação que colocou o empresário Antonio Denarium com 4% a mais de intenções de voto do que ele. “Foi uma surpresa, pois o Ibope deu uma pesquisa totalmente diferente desse resultado e sempre me colocou na frente. Temos que rever essas pesquisas, pois não pode uma pesquisa mudar em 72 horas, então fui pego de surpresa, mas nada fora do normal”, comentou.

Anchieta teve pouco mais de 104 mil votos (Foto: Wenderson Cabral/Folha BV)

Ele explicou que tem estratégias de campanha definidas e que deve contar com apoio de 20 dos 24 deputados eleitos além de ter apoio do grupo de Bolsonaro no segundo turno. “Campanha é isso mesmo e estamos preparados para isso e vamos para o segundo turno. Vamos fazer nossas composições políticas e temos três semanas de campanha para chegarmos vitoriosos no segundo turno. Já me aconteceu isso uma vez em 2010, quando a eleição também foi desse mesmo jeito e nós viramos. O homem é do tamanho do sonho dele. A diferença é muito pequena e vamos virar”, garantiu.

Anchieta também afirmou que já tem informações da direção nacional do PSDB que seu partido deve coligar com Bolsonaro no segundo turno. “A definição é que o partido não vai compor com PT, então compõe com Bolsonaro e vamos apoiar ele em Roraima também” concluiu.

DENARIUM ACREDITA EM VITÓRIA TAMBÉM NO SEGUNDO TURNO

Combater a corrupção, atrair novos investidores e valorizar os servidores públicos e todos aqueles que trabalham e produzem. Esses são os principais propósitos de campanha do candidato ao Governo do Estado, Antonio Denarium. Depois de confirmada a ida para o segundo turno, o candidato informou que o trabalho será ainda maior a partir de agora, a fim de garantir vitória também no segundo turno.

O candidato destacou a importância de ter e contar com uma base sólida de servidores públicos e acrescentou que um Governo forte deve ter uma base de apoio motivada a trabalhar junto à gestão. “Transformar Roraima é um compromisso nosso. O povo merece. O resultado mostra que a população de Roraima já escolheu e não suporta mais a velha política. A população quer renovação, mudança e transformação no Estado”, declarou.

Denarium comemorou os mais de 113 mil votos com correligionários (Foto: Diane Sampaio/Folha BV)

Quanto às alianças para o segundo turno, a ser disputado no próximo dia 28 de outubro, Denarium se definiu aberto a conversar com todos os partidos que não conseguiram se eleger, bem como os deputados eleitos e não eleitos. “Todo apoio é muito importante. Convido a população que no primeiro turno não escolheu Antonio Denarium, que venha agora no segundo turno”, pontuou.

Denarium ressaltou ainda o apoio que recebeu do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), que esteve em Roraima no mês de abril para o lançamento da pré-candidatura. Conforme o candidato ao Governo, Bolsonaro tem conhecimento dos problemas do Estado e garantiu ajudá-lo, principalmente no que diz respeito às questões fundiárias e energéticas.

Na avaliação de Denarium, os ataques e os resultados de pesquisas de intenção de votos prejudicaram uma possível vitória no primeiro turno. “Sempre falei que as pessoas que falam mal de mim seriam os derrotados no dia 7 de outubro. O resultado está aí. As fake news e os resultados da pesquisa Ibope, que mais uma vez errou em Roraima, nos prejudicou. Poderíamos ter saído vitoriosos no primeiro turno”, analisou.

***
Gostou?
3
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!