PUBLICIDADE
LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR
‘Lesão no joelho é comum entre esportistas’ diz médico
Como é propenso a lesões diretas e indiretas, além de ser bastante exigido, o joelho é uma das áreas que mais sofrem com lesões
Por Raisa Carvalho
Em 13/03/2019 às 00:02
De acordo com o ortopedista Jonathas Lopes, o joelho apresenta diversos tipos de lesões (Fotos Divulgação)

O joelho é considerado a maior articulação do corpo humano, com muita flexibilidade e pouca estabilidade no esqueleto ósseo, é uma das áreas que mais sofrem com lesões, principalmente entre esportistas.

De acordo com o ortopedista Jonathas Lopes, o joelho como toda articulação ele é coberto por uma cartilagem que tem a função de amortecer os impactos e lubrificar a articulação e estabilizar o joelho. Quando essa cartilagem não amortece os joelhos começam a surgir os problemas. 

“O joelho é uma articulação muito importante no nosso corpo, muitas pessoas pensam que ele é uma dobradiça por que faz movimentos de rotação, como o pivô, mas seus movimentos são muito restritos podendo ser lesionados facilmente. Vemos bastante lesões no joelho, principalmente em jogadores de futebol e outras pessoas que praticam esportes” explica.

Ligamento Cruzado Anterior

Segundo o médico, uma das mais comuns é o Ligamento Cruzado Anterior, comumente acometido nas lesões esportivas, é o principal responsável para impedir a translação anterior da tíbia.  Os Ligamentos são os principais responsáveis pela estabilização do joelho. Situam-se internamente, unem o fêmur a tíbia e são formados por tecido colágeno.

“É um ligamento muito importante do nosso joelho, ele dá a estabilidade da translação interior. Eu sempre falo para os pacientes, o joelho é uma engrenagem, quando não tem nada de errado ele funciona normalmente, mas se tem alguma alteração, ele começa a corroer e gerar um atrito. E assim, pode gerar artrose, uma doença comum em idosos que pode aparecer em pacientes com vinte e vinte e cinco anos” explica.

Segundo o médico, quando há o rompimento desse ligamento, há a possibilidade de que uma cirurgia seja indicada aos pacientes, dependendo da gravidade e nível de atividade de cada caso. A lesão pode ser causada quando ocorre uma mudança rápida de direção, parada repentina de um movimento, pancadas e outros.

Rompimento

O LCA liga a tíbia ao fêmur, protegendo toda a área de movimento que são exigidos, como uma rotação, por exemplo. No tratamento, um programa fisioterapêutico é essencial para ajudar na retomada de força e movimentos.

Folha Saúde #19 from TV FOLHABV on Vimeo.

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!