PUBLICIDADE
HOMICÍDIO
Polícia prende acusado de matar padrasto
O caso ocorreu na residência da vítima no bairro 13 de Setembro
Por Folha Web
Em 14/03/2019 às 14:00
O infrator disse que não lembra de ter praticado o crime (Fotos: Polícia Civil)

Agentes do Grupo de Resposta Tática  (GRT) efetuaram nesta quarta-feira, 13, a prisão em flagrante do jovem de 23 anos, após ele ter esfaqueado o padrasto Fredson Morais da Silva, de 24 anos, dentro da casa onde moravam, no bairro 13 de Setembro.

De acordo com informações prestadas pelo delegado da DGH (Delegacia Geral de Homicídios), Jorge Wilton Nepomuceno, os agentes chegaram ao jovem após ele ter sido avistado por um vizinho, enquanto fugia do local do crime, pulando o muro com uma faca na mão.

Após diligências, o infrator foi encontrado pela Polícia numa região deserta do Distrito Industrial. Durante interrogatório, ele alegou que lembra apenas que houve a briga, mas não tem lembranças do crime.  O suspeito disse ainda onde escondeu a faca utilizada no homicídio.

O jovem foi levado à  Delegacia Geral de Homicídios (DGH) onde foi preso em flagrante delito pelo homicídio do padrasto. Após ser autuado em Flagrante, ele foi encaminhado para Audiência de Custódia.

ENTENDA O CASO

Após passarem o dia ingerindo bebida alcoólica, o suspeito, e a vítima, Fredson Morais da Silva, retornaram para residência deles, no bairro 13 de Setembro. No início da noite eles começaram uma discussão, e o motivo seria a música alta numa caixa de som.  

De acordo com a mãe do suspeito e esposa da vítima, ela estava nos fundos da residência quando ouviu a briga entre os dois. Ao correr para ver o que estava acontecendo, ela percebeu que o esposo havia sido esfaqueado e seu filho fugido do local.

O crime ocorreu na Avenida Eldorado, bairro 13 de Setembro, por volta das 19 horas. A equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada, mas quando chegou ao local a vítima já estava morta, devido à gravidade dos ferimentos que tinha pelo corpo.

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!