EM ABRIL
19 mil remédios receberão reajuste de quase 3%
A suposição, estimada pela Infarma, é baseada no Índice de Preços no Concurso (IPCA) medido entre março de 2017 e fevereiro de 2018.
Por Folha Web
Em 12/03/2018 às 10:30
(Foto: Nilzete Franco)

A Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Infarma) estima que haverá um reajuste de 2,84% no preço de remédios em todo o país, a partir do mês de abril.  O anúncio de tal aumento deverá ser feito no dia 1° do mês, pelo Governo Federal.

A suposição é baseada no Índice de Preços no Concurso (IPCA) medido entre março de 2017 e fevereiro de 2018, período considerado no cálculo do reajuste na inflação. O cálculo oficial leva em conta a produtividade da indústria farmacêutica, concorrência, câmbio e energia elétrica.

A regulação será válida para mais de 19 mil medicamentos que estão disponíveis no mercado varejista nacional. Tal aumento prejudica diretamente no bolso dos brasileiros, que, em 2017, gastaram mais de R$ 120 bilhões em medicamentos.

Apesar de tamanho impacto, a Infarma afirmou que o índice deve ser um dos mais baixos dos últimos 12 anos. "O país acumula 117% de inflação desde 2005, enquanto os medicamentos tiveram 82% de reajuste no período. São 35 pontos percentuais de diferença", diz em nota o presidente-executivo da entidade, Antônio Britto.

Em geral, a correção de preços é aplicada em três níveis, conforme a concorrência de mercado do produto. A Interfarma calcula que os índices devem ficar em 2,09%, 2,47% e 2,84%, respectivamente.

Com informações de Interfarma

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!