PUBLICIDADE
POLÍTICA
Bolsonaro prepara viagem ao Texas, diz Planalto
Presidente pode participar de evento em Dallas, a convite do prefeito
Por Folha Web
Em 06/05/2019 às 19:30
O cancelamento da agenda de Nova York foi confirmado pelo Planalto na última sexta-feira (3) (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro deve embarcar, no próximo dia 14, para Dallas, nos Estados Unidos, onde vai se encontrar o prefeito da cidade, Mike Rawlings, que é do Partido Democrata. A viagem ao estado norte-americano do Texas está sendo fechada após o cancelamento da agenda do presidente em Nova York, na mesma data, onde ele receberia o prêmio de personalidade do ano promovido Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. A informação foi confirmada hoje (6) pelo porta-voz do Palácio do Planalto, Otávio Rêgo Barros, que enfatizou que Bolsonaro recebeu convites de políticos e empresários do país, sendo um deles o do prefeito de Dallas. 

"Nós já recebemos vários convites de outros estados para que ele, em lá chegando, possa ser homenageado adequadamente. Provavelmente será no Texas esse evento, a ocorrer entre os dias 14 e 16, mais precisamente, se a agenda for fechada, entre os dias 15 e 16", afirmou, em coletiva de imprensa.

Ainda não está confirmado se Bolsonaro receberá em Dallas o mesmo prêmio que receberia em Nova York. "Há uma tentativa de que haja uma conjugação das atividades lá em Dallas com aquela premiação que iria ocorrer em Nova York", acrescentou Rêgo Barros.

O cancelamento da agenda de Nova York foi confirmado pelo Planalto na última sexta-feira (3). Segundo o porta-voz do governo, "em face da resistência e dos ataques deliberados do prefeito de Nova York [Bill de Blasio] e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade”.

O presidente também participaria de outro evento em Miami, na Flórida, que também foi cancelado. Ao mencionar o convite do prefeito de Dallas, o porta-voz da Presidência da República destacou o fato dele ser membro do Partido Democrata, o mesmo do prefeito de Nova York, que foi um dos principais críticos da visita de Bolsonaro, o que contribuiu para o cancelamento da programação do presidente brasileiro na cidade

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!