200 mortes teriam sido causadas pelo uso proxalutamida no Amazonas - Folha de Boa Vista
CORONAVÍRUS
200 mortes teriam sido causadas pelo uso proxalutamida no Amazonas
Comissão de ética pede investigação de mortes em estudo com proxalutamida
Por Folha Web
Em 20/09/2021 às 10:57
O uso de proxalutamida no tratamento de pacientes com covid também é alvo de inquérito do MPF (Foto: Divulgação)

A Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa) pediu à Procuradoria-Geral da República que investigue 200 mortes registradas em um estudo conduzido com a proxalutamida no Amazonas. A informação é da coluna de Malu Gaspar, no jornal O Globo.

Apelidado de “nova cloroquina”, o tratamento experimental é usado no câncer de próstata e bloqueia a ação de hormônios masculinos, tem sido endossado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo seu filho Eduardo Bolsonaro contra covid.

A Conep apontou diversas irregularidades no ensaio clínico realizado em cidades amazonenses sob a liderança do endocrinologista Flávio Cadegiani, uma das principais vozes que defendem a proxalutamida no Brasil.

As mortes durante o estudo não teriam sido relatadas pelos pesquisadores à Comissão. Além disso, o estudo não teria respeitado a quantidade de voluntários
estabelecida no desenho original do estudo.

A agência afirmou que há indícios de assimetria de informação entre as importações requeridas e as pesquisas científicas aprovadas no sistema
CEP/Conep.

A Anvisa determinou a instauração de dossiê de investigação, com o objetivo de obter mais informações sobre produtos à base de proxalutamida importados e utilizados no Brasil para a tomada de ações sanitárias, “a fim de mitigar o risco para os usuários desses produtos”.

Também determinou a notificação dos serviços de saúde supostamente envolvidos na condução de pesquisas científicas com a substância proxalutamida
no Brasil e a instauração de processo administrativo para apurar possíveis infrações sanitárias decorrentes da apresentação de documentos ou informações
pelo importador que tenham por objetivo induzir a agência à anuência de importação irregular de medicamentos para uso em humanos.

O uso de proxalutamida no tratamento de pacientes com covid também é alvo de inquérito do MPF (Ministério Público Federal). O órgão investiga testes com a substância em pacientes no Hospital Arcanjo São Miguel de Gramado. Outro inquérito apura testes no Hospital da Brigada Militar, em Porto Alegre.

Fonte: 360 Poder

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
4
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!