PUBLICIDADE
EM RORAIMA
74% do rebanho bovino foi vacinado contra a febre aftosa
O prazo final para notificação da vacinação termina dia 31
Por Minervaldo Lopes
Em 17/05/2019 às 12:02
Notificação de vacinação tem que ser feita até dia 31 (Foto: Secom RR)

A primeira etapa da campanha de vacinação do rebanho bovino contra a febre aftosa terminou na quarta-feira, dia 15, no entanto, os produtores rurais que já efetuaram a vacinação, mas ainda não realizaram a notificação junto a Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr) devem ficar atentos.

“O prazo da campanha terminou no dia 15, mas a notificação tem que ser feita até o dia 31 deste mês. Ele vai até uma das agências da Aderr no município e apresenta as notas da vacina, atestando que houve a imunização do rebanho”, afirmou a diretora de Defesa Animal, Érika Paracat.

A FolhaWeb, Érika relatou que até o momento 74% dos 840 mil cabeças de bovino já foram imunizadas. A expectativa é que aumente com a proximidade do prazo final do tempo de notificação.

“Caso ele não faça essa comunicação, esse produtor se torna um inadimplente. Ele tem que se apresentar na unidade, justificar os motivos para ele não ter feito essa vacinação, para que sejam feitas a autorização para a compra dessa vacina, para em seguia a realização da vacinação assistida”, completo.

Segundo ela, no caso da vacinação assistida, um técnico do órgão é encaminhado até a propriedade para fazer a imunização do rebanho animal. O produtor que não fizer a notificação dentro do prazo será penalizado dentro das seguintes infrações: propriedade não vacinada/não notificada – valores em UFER 4,00, em Real R$ 1.463,08. Animal não vacinado – UFERR 0,25, em Real R$ 91,44. Animal não notificado – UFERR 0,25, em Real R$ 91,44.

“Tudo vai depender do histórico desse produtor, qual a situação em se encontra, o motivo pelo qual ele não fez a vacinação”, mencionou.

COMUNIDADES INDÍGENAS – A diretora de Defesa Animal lembrou ainda dos trabalhos de vacinação nas comunidades indígenas do Estado. A imunização nesta localidades é feita por meio de uma parceria entre Aderr, Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento)  e Funai (Fundação Nacional do Índio).

“A campanha é de 40 dias e ela é realizada pelos técnicos do MAPA, Aderr e Funai. A vacina é doada pelo Estado e a aplicação é feita pelos servidores. A campanha iniciou no dia 8 de abril e finaliza no próximo dia 22”, salientou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!