Acidentes causados por uso de álcool ocupam a 1° colocação este ano em RR - Folha de Boa Vista
MAIO AMARELO
Acidentes causados por uso de álcool ocupam a 1° colocação este ano em RR
Os dados são da Polícia Rodoviária Federal
Por Folha Web
Em 13/05/2022 às 06:00
Um dos acidentes com óbitos ocasionados pelo consumo de álcool. O acidente foi registrado este ano, no João de Barro (Foto: Divulgação)

Acidentes de trânsito ocasionados pela combinação de álcool e direção ocupam a 1° colocação no ranking de sinistros, conforme dados de janeiro a abril deste ano. Já em 2021, ocupou a 2ª colocação, perdendo apenas para ‘ausência de reação do condutor’, que são acidentes considerados leves e de batidas traseiras ou laterais, geralmente, consideradas leves.

Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que de janeiro a maio de 2021, 1.738 acidentes foram causados por motoristas que dirigiam embriagados. Em 2020 houve uma redução de 6%, registrando um total de 5.070 e em 2019, foram registrados 5.419 acidentes por esse motivo. Dados de 2022, não foram divulgados pela PRF.

Em 2021, foram registrados 268 acidentes de trânsitos por causas variadas e 28 óbitos. De janeiro a abril de 2022, foram registrados 92 acidentes com oito mortes.  O maior número de acidentes são registrados no perímetro urbano, como foi o caso, em novembro do ano passado, de um bebê de um ano que morreu após um motorista embriagado ocasionar o acidente, na bola do Trevo.

Em março desse ano, um pedreiro, de 56 anos, morreu após um condutor em visível estado de embriaguez sair da mão correta e atingir a vítima, na contramão. O motorista, ainda tentou fugir do local, porém foi condito por populares. A vítima teve várias fraturas pelo corpo e afundamento de crânio. O caso ocorreu no bairro João de Barro.

Para combater esse tipo de crime são realizadas cinema rodoviários, fiscalizações em locais estratégicos, aos finais de semana e operações durante feriados, conforme informou a PRF. Durante as fiscalizações de 2021 foram realizados 1.986 testes do bafômetro, equivalente a 165 por mês e quase cinco por dia.

“Os números alarmantes de acidentes relacionados ao álcool mostram que grande parte da responsabilidade dos acidentes são os próprios condutores. Quando os motoristas começam a obedecer as leis de trânsito invariavelmente a uma redução dos números de acidentes e, consequentemente, do óbito”, destacou o policial rodoviário federal Diego Porto.

Porto faz um alerta à população para que sejam cumpridas as leis de trânsito. “Nós reforçamos que a sociedade para que cumpra as leis de trânsito, não apenas pelo crime de embriaguez, mas também pela preservação da vida, que o foco da PRF”, destacou.

Diego Porto, agente da Polícia Rodoviária Federal, durante entrevista à FolhaBV (Foto: Nilzete Franco/Folha BV) 

NACIONAL

Em 2021 a ingestão de álcool e drogas foi responsável por 452 mortes, o equivalente a 8,4% das vidas perdidas nas rodovias federais brasileiras. O consumo de álcool ocupa a sexta posição no ranking das principais causas de sinistros de trânsito: foram 4.532 ocorrências em 2021.

Em 2019, a PRF realizou 17.274 fiscalizações e registrou 19.966 infrações por dirigir sob efeito de álcool e de substâncias psicoativas, uma média de 115 infrações a cada 100 fiscalizações. No ano seguinte, foram 6.787 fiscalizações e 13.724 infrações, uma média de 202 infrações a cada 100 fiscalizações. No ano passado, foram 5.329 fiscalizações e 12.116 infrações, uma média de 227 infrações a cada 100 fiscalizações.

Maio Amarelo

Entre as ações para sensibilizar a população sobre a segurança no trânsito, ocorre neste mês o ‘Maio Amarelo’. O movimento é internacional e acontece anualmente desde 2014 com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo. A data foi instituída com base em uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), publicada em 11 de maio de 2011, por isso maio foi escolhido como o mês para o evento. 

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!