PUBLICIDADE
MEIO AMBIENTE
Alunos realizam ação de conscientização e limpeza de igarapé
Por Paola Carvalho
Em 29/04/2019 às 02:19
Mensagens fazem alusão à preservação da natureza e atenta ao descarte inadequado de resíduos sólidos (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

Alunos da Escola Estadual Olavo Brasil Filho, no bairro Jóquei Clube, participaram no sábado, 27, de uma atividade de conscientização ambiental e limpeza do igarapé Pricumã, que fica próximo à unidade de ensino.

A ação faz parte de um projeto de acadêmicos de Geografia da Universidade Estadual de Roraima (Uerr) e membros do Programa Institucional de Bolsas de Incentivo à Docência (Pibid), que realizam atividades desde o ano passado com os alunos do ensino médio da unidade de ensino. Na ocasião, cerca de trinta alunos realizaram a limpeza nos arredores do igarapé e instalaram placas de madeiras, com frases para impedir o descarte inapropriado de lixo.

O acadêmico de Geografia, Eleutério Magalhães, de 20 anos, explica que o projeto e a visita têm como objetivo despertar a consciência ambiental, considerando que se está próximo do período chuvoso, onde muitos dos igarapés inundam com a quantidade de lixo descartada. Além disso, a proposta também visa lembrar que a contaminação das nascentes que deságuam no Rio Branco, que é a principal fonte de recurso hídrico do Estado.

PUBLICIDADE

“Então, nosso objetivo é tentar sensibilizar não só os alunos, mas também a população para ter mais cuidado. Também estamos trabalhando com oficinas sobre a contaminação do solo por meio de produtos químicos e sobre o desperdício de água. A gente quer tentar fazer com que esse impacto ambiental seja menor”, explicou.

A professora da escola estadual Olavo Brasil, Fátima Santos, que acompanhou os alunos, afirma que os projetos realizados com os jovens são uma forma de promover um futuro mais saudável. “As pessoas não levam em consideração que aquilo que eles jogam fora hoje, leva anos para desaparecer. Devemos ter um cuidado agora para as nossas futuras gerações”, avaliou.

A estudante Emelly de Almeida, de 16 anos, afirma que o projeto é importante para lembrar que nunca é demais discutir sobre a importância de preservar o meio ambiente. “A gente acaba achando que com as campanhas as pessoas já desenvolveram essa consciência ou acabamos achando que a poluição está muito distante da gente, mas não é assim. Não devemos acabar com a nossa natureza, devemos preservar, pois o meio ambiente não tem volta”, declarou.

A adolescente também frisou a importância de promover uma atividade ao ar livre, onde os alunos possam presenciar na prática a quantidade de lixo que é descartada nos igarapés da cidade. “Nós estamos aqui, limpando, juntando o lixo e com isso acabamos criando essa consciência. Acho que é algo que todo mundo da sociedade já deveria ter”, completou.

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!