Após dois anos de abandono, prédio de escola deve ser leiloado - Folha de Boa Vista
AYRTON SENNA
Após dois anos de abandono, prédio de escola deve ser leiloado
Por Folha Web
Em 12/05/2021 às 06:00
Governo do Estado relatou que escola deve ser leiloada (Foto: Divulgação)

O prédio onde funcionava a escola Estadual Ayrton Senna no centro da capital encontra-se interditado desde 2019 por problemas estruturais. A escola que foi inaugurada em 27 de julho de 1994 encontra-se totalmente abandonado desde que foi desativado.

Segundo informações do Governo do Estado, a responsabilidade do imóvel foi passada da Secretaria de Educação e Desportos (Seed) para a Secretaria de Gestão Estratégica e Administração (Segad) e deve ser leiloado.

Em 2020, o local foi cenário para um acidente em que o catador de sucatas, Alex Pereira Lima, de 28 anos, foi eletrocutado no último dia 15 de junho, enquanto procurava por materiais recicláveis nas dependências do prédio. Alex ficou internado no Hospital das Clínicas, em estado grave. Devido à gravidade do choque, o catador perdeu seis dedos da mão.

A situação do prédio também foi motivo de reclamação de ex-estudantes que ressaltaram o descaso (Foto: Divulgação)

"O atual estado da escola Ayrton Senna da silva. Onde um dia foi o Palace Hotel. Onde muitos estudaram e foram felizes , inclusive eu. Era o sonho de muitos  estudar ali na época" publicou um ex-aluno.

Outro Lado- A Folha entrou em contato com Governo do Estado que se pronunciou por meio da seguinte nota. O Governo de Roraima informa que o prédio da escola Ayrton Senna se encontra sob a responsabilidade da Secretaria de Gestão Estratégica e Administração, que está providenciando todos os trâmites para que seja leiloado. Serão providenciados o isolamento e a limpeza do local para evitar acesso de pessoas não autorizadas.

Leia mais: Prédios abandonados deverão ser leiloados pelo Governo

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
5
3
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!