PUBLICIDADE
PRESIDÊNCIA
Bolsonaro diz que querem deixá-lo como rainha da Inglaterra
Ele se referia a projeto que limita suas indicações para agências
Por Folha Web
Em 23/06/2019 às 08:00
Bolsonaro diz que querem deixá-lo como rainha da Inglaterra (Foto: Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro disse nesse sábado (22) que o Poder Legislativo tem cada vez mais “superpoderes” e que quer transformá-lo em “rainha da Inglaterra”, que reina mas não governa.

“Querem me deixar como rainha da Inglaterra? Este é o caminho certo?”, questionou. Bolsonaro conversou com a imprensa na manhã de hoje no Palácio do Planalto, em Brasília, onde fez exames de rotina em um posto médico, antes de viagem para o Japão na próxima semana.

O presidente fez o comentário ao dizer que foi informado que a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que torna a indicação de integrantes de agências reguladoras privativa do Parlamento. “Se isso aí se transformar em lei, todas as agências serão indicadas por parlamentares. Imagina qual o critério que vão adotar. Acho que eu não preciso complementar”, afirmou.

PUBLICIDADE

Sobre a viagem para o Japão, onde ocorrerá a reunião do G20, Bolsonaro disse que estarão presentes “vários líderes mundiais”, que querem fazer reuniões bilaterais. Ele disse que, junto com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, tentará um encontro com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. No último dia 19, Bolsonaro adiantou que terá reunião privada com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Reforma da Previdência

Sobre a reforma da Previdência, Bolsonaro disse que os investidores esperam pela aprovação para a volta da confiança. “[Em] todas as minhas andanças pelo mundo, parece que a palavra mágica passou a ser reforma da Previdência. Muita gente quer investir aqui. Gente de dentro do Brasil também.”

“Se a [reforma da] Previdência sair, nós voltamos a ter confiança, e os investimentos virão. E aí, atrás disso, vem emprego. O pessoal cobra de mim, [mas] quem emprega não sou eu. Eu emprego em cargo de comissão e quando faço concurso. E [o ministro da Economia] Paulo Guedes decidiu basicamente que poucas áreas terão concurso por que não tem como pagar mais”, afirmou.

Reeleição

Bolsonaro disse ainda que, se for feita uma “boa reforma política”, aceitaria acabar com a reeleição para presidente. Mas, sem essa reforma, Bolsonaro admitiu que pode concorrer à reeleição. “Se, em 2022, eu estiver razoavelmente bem, eu venho. Caso contrário, estou fora. Não existe bom governo com má economia. O Paulo Guedes está confiando que, ao entregar essa nova Previdência, a gente vai deslanchar na economia”, afirmou.

Após sair do Palácio do Planalto, Bolsonaro foi a um supermercado em Brasília, que costumava frequentar antes de ser eleito. Lá comprou xampus e cumprimentou clientes. Depois visitou clubes ligados às Forças Armadas. De volta ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro cumprimentou eleitores.

Fonte: Agência Brasil

***
Gostou?
5
4
Jesus está voltando! disse: Em 24/06/2019 às 09:33:06

"Se o senhor aceitar Jesus de coração, dobrar seu joelho e orar, pedir que Deus vá na frente, resolvendo todas as dificuldades, como fizeram os Reis: Davi, Asa, Josias, Ezequias, Josafá, Uzias, Salomão (antes de sua idolatria). Etc., o senhor fará o melhor governo de todos os tempos, entre todas as nações."

Prof. RN disse: Em 23/06/2019 às 17:15:27

"Eu penso que devemos evitar que a democracia seja atacada e ressuscitarmos o ostracismo para a sua manutenção, pois com esse modelo atual, não há espaço para o bem social. A história registrou que todos os grandes impérios que fizeram a divisão de sua política não prosperaram tempo suficiente e vivem um futuro contado em livros e histórias. Dividir não é somar."

Papo Reto disse: Em 24/06/2019 às 22:09:57

"Verdade! Lá traz escolhemos a forma republicana de governo. Assim, judiciário, legislativo e executivo, são todos poderes da República, cada um com seu papel. Isso garante o "sistema de freios e contrapesos"."