CRM afirma que não faltam médicos para atender a demanda em Boa Vista - Folha de Boa Vista
ASSISTÊNCIA
CRM afirma que não faltam médicos para atender a demanda em Boa Vista
Déficit de médicos é um dos motivos apontados pela Prefeitura para a demora no atendimento no Hospital da Criança; conselho afirma que falta oferta de remuneração justa e garantias trabalhistas
Por Folha Web
Em 21/07/2021 às 06:01
Para Blenda Garcia, presidente do CRM, processos seletivos não oferecem remuneração justa e garantias trabalhistas. (Foto: Arquivo/CRM)

Os registros de pais e mães revoltados com a demora no atendimento na emergência do Hospital da Criança Santo Antônio têm sido recorrentes nas últimas semanas. Embora a prefeitura de Boa Vista atribua, em parte, a lentidão no atendimento ao déficit de médicos, a presidente do Conselho Regional de Medicina, Blenda Garcia, reforça que não faltam médicos na capital. 

Para a médica, o que falta é “oferecer remuneração justa e adequada para a categoria médica, além de garantias trabalhistas através de bons planos de cargos e carreiras. E isso só é possível através de concursos públicos elaborados de forma correta, e boas condições de trabalho.”

A aglomeração de pais e mães reclamando sobre a demora no atendimento de emergência ocorre praticamente todos os anos, mas segundo a gestão municipal, a situação foi agravada pela pandemia. Um pai chegou a ser detido por reclamar da demora na semana passada.

Ao realizar uma inspeção na unidade, na semana passada, o Ministério Público apontou a falta de profissionais para cobrir demandas na assistência médica. Em entrevista recente, o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, justificou que mesmo abrindo vagas em seletivos e concursos públicos, a procura de médicos é baixa para o quadro municipal. 

A presidente do CRM, no entanto, pontuou que o último concurso público para médicos na capital Boa Vista ocorreu em 2019, e a prefeitura não convocou todos os médicos aprovados. "Portanto, é claro que não faltam médicos”, enfatizou. A prefeitura justificou que está impedida, por lei, de convocar médicos concursados durante a pandemia. 

Quantidade de médicos em Boa Vista está acima do recomendado pela OMS, diz CRM

Segundo dados repassados pelo CRM, em Roraima, existem 1.005 médicos ativos no momento, e mais de 90% deles se concentram em Boa Vista, que segundo a entidade, apresenta média de 2,32 médicos para cada mil habitantes, quando a meta sugerida pela OMS gira em torno de 2,28.

“Não faltam médicos no Brasil, nem em Roraima. O que faltam são políticas públicas indutoras, que estimulem e fixem nos postos de trabalhos os médicos e outros profissionais de saúde”, afirmou a presidente. 

No último estudo Demografia Médica 2020, parceria entre o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Universidade de São Paulo (USP), a média nacional de médicos por mil habitantes aumentou consideravelmente no Brasil, passando de 1,41 para 2,4, média essa acima de países mais desenvolvidos.

Prefeitura

A Prefeitura de Boa Vista afirmou que a demora nos atendimentos se dá por diversos motivos. “Os atendimentos na unidade hospitalar são feitos criteriosamente em conformidade com os protocolos do Ministério da Saúde, através de classificação de risco. A finalidade é priorizar os cuidados aos pacientes pela gravidade do quadro clínico e não pela ordem de chegada; e também por conta do período sazonal e o déficit de profissionais médicos, enfrentados nesse período de pandemia. A Secretaria Municipal de Saúde está realizando no momento o terceiro processo seletivo desse ano para suprir esse déficit, porém não tem conseguido preencher as vagas.”

Em nota, o Executivo informou que “a gestão municipal diariamente busca soluções para garantir o melhor atendimento a população e as garantias à segurança dos profissionais.”

Em relação ao último concurso público de 2019, a prefeitura afirmou que “já convocou de 2020 até o momento, 329 profissionais de saúde classificados para reforçar as equipes de trabalho das unidades da rede. Ao todo 588 novos profissionais foram convocados, tanto por meio de seletivos como do concurso público. Mesmo com dois processos seletivos e a convocação do último concurso público, os certames não tiveram inscritos suficientes para preencher as vagas disponibilizadas para médicos especialistas. Cargos destinados para médico Cirurgião Pediátrico, Neuro Cirurgião, Endoscopista, Imunologista, Nutrólogo, por exemplo, não tiveram nenhum inscrito.

Outra situação bastante comum são os profissionais que já fazem parte do quadro, como os médicos clínico geral, por exemplo, que após seletivo renovam o contrato de trabalho.”

Sobre a realização de processos seletivos em vez de concursos públicos, a prefeitura de Boa Vista informou que “segue, assim como em outras capitais, a Lei Federal 173/2020 que suspende até o fim deste ano ou enquanto durar a pandemia a contratação de novos profissionais, exceto por meio de convocação de concursados de acordo com vacância definitiva de cargos efetivos já ocupados (aposentadorias, pedidos de demissão e óbitos).”

A prefeitura finalizou informando que “está realizando o terceiro processo seletivo, com 115 vagas, sendo 95 destas remanescentes do último processo seletivo desse ano para suprir a demanda de profissionais de forma emergencial nas unidades da rede.”

Saiba mais: 

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
5
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!