Campanha de doação de leite materno é reforçada na Maternidade - Folha de Boa Vista
AGOSTO DOURADO
Campanha de doação de leite materno é reforçada na Maternidade
Por Folha Web
Em 01/08/2021 às 17:43
Para promover a conscientização sobre o ‘Agosto Dourado’, a Maternidade realizará uma série de programações ao longo do mês (Foto: Ascom/Sesau)

Durante este mês, as ações de incentivo ao aleitamento materno serão intensificadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). O objetivo é tentar garantir que os bebês tenham um futuro saudável.

A campanha ‘Agosto Dourado’ tem esse nome em alusão à definição da Organização Mundial de Saúde para o leite materno como ‘alimento padrão ouro’ para a saúde dos bebês.

A fonoaudióloga do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, Karla Patrícia de Carvalho, que atua no incentivo e promoção do aleitamento materno, explica que o leite fortalece a imunidade do bebê porque possui substâncias que estimulam o sistema imunológico, além de ser o único alimento que fornece os nutrientes essenciais para os recém nascidos.

“É um alimento rico em proteínas, vitaminas, gorduras e água, que atua no desenvolvimento cerebral, ajuda a combater infecções, previne diarreia e obesidade, ajuda no desenvolvimento dos dentes e auxilia no bom desenvolvimento da respiração”, ressaltou.

Para o Ministério da Saúde, a amamentação deve ser tratada como alimentação exclusiva nos primeiros seis meses de vida do bebê. Do sexto mês até os dois anos ou mais, a recomendação é que a amamentação seja mantida junto ao consumo de alimentos.

Na Maternidade o leite materno doado é destinado aos recém-nascidos que estão internados na UTI Neonatal, que geralmente são bebês que nasceram prematuros, com baixo peso ou que por algum motivo ainda não estão aptos a serem amamentados diretamente no seio materno. Ou ainda, em alguns casos, quando a própria mãe do recém-nascido não está conseguindo produzir leite suficiente.

A servidora pública Janynnie Matos, doadora desde o ano de 2002, relata que a experiência é gratificante. “O meu maior desafio foi doar pra minha própria filha que ficou internada na UTI neonatal em 2017. Ordenhar e doar é um ato de amor. Agora, ordenhar e doar para o próprio bebê é algo que eu não consigo nem explicar. É muito bom saber que as mães podem contar com Banco de Leite”, reforçou.

Conforme dados do Banco de Leite Humano, no ano de 2019, havia 1.095 doadoras ativas, que possibilitaram a arrecadação de 1.417,7 litros de leite, destinados a 2.636 bebês atendidos pela maternidade.

Em 2020, o número de doadoras ativas caiu para 794, tendo sido doados 1.197,4 litros de leite, que chegaram a atender 2.126 bebês. Já em 2021, até o mês de junho, o serviço  contou com a solidariedade de 589 doadoras ativas, atendendo, nesse mesmo período, 1.077 bebês, graças à arrecadação de 682,8 litros de leite.

Pandemia de covid não deve ser um problema para doação e amamentação

A fonoaudióloga esclarece que a redução de doadoras ativas em 2020 se deve ao medo provocado pela pandemia de covid-19, mas que não há razões para não doar o alimento mesmo durante esse período.

“Nós recomendamos inclusive que a amamentação não seja interrompida mesmo que a mãe tenha contraído a covid, é necessário apenas que ela tenha cuidados com lavar constantemente as mãos, com sabão, ou passar álcool 70% e fazer o uso da máscara no momento em que estiver amamentando”, disse.

Em relação à doação, as medidas de proteção também são indispensáveis. “A doadora também deve adotar todos os cuidados de prevenção e higiene pessoal. No caso em que estiver infectada, é preciso aguardar o período de recuperação da doença, para que volte a rotina de doação de forma segura”, reforçou.

Fonoaudióloga Karla Patrícia de Carvalho disse que o leite fortalece a imunidade do bebê (Foto: Ascom / Sesau)

Maternidade conquista sele ‘Padrão Ouro"

O Banco de Leite Humano da Maternidade conquistou o selo de ouro por seis anos consecutivos pelas avaliações da Rede Global de Bancos de Leite Humano, pela prestação do atendimento. A última avaliação ocorreu no final de 2020.

“Nós temos garantido uma coleta e armazenamento seguro do leite doado. É importante lembrar que existe a coleta domiciliar, que é feita pela equipe do Corpo de Bombeiros, equipados com máscaras e higienizantes, para dar mais comodidade para as nossas doadoras”, complementou a coordenadora do Banco, Silvia Furlin.

Para promover a conscientização sobre o ‘Agosto Dourado’, a Maternidade realizará uma série de programações ao longo do mês, incluindo palestras, sorteio de brindes e fortalecimento da corrente de doações durante a campanha. Os eventos podem ser acompanhados pelo Instagram da Unidade @maternidaderr.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!