Conflitos fazem indígenas saírem de comunidade para viverem nas ruas de BV - Folha de Boa Vista
PROBLEMA SOCIAL
Conflitos fazem indígenas saírem de comunidade para viverem nas ruas de BV
Funai afirma que tem levado indígenas de volta às comunidades, mas duas famílias permaneceram
Por Folha Web
Em 11/08/2021 às 06:00
Por conflitos ou outros problemas em suas comunidades, indígenas ficam em situação de rua em Boa Vista (Foto: Diane Sampaio)

A presença de indígenas transitando pelas ruas de Boa Vista não é uma novidade. A questão é que, em muitos casos, além de estarem em situação de vulnerabilidade, estes indígenas estão expostos e podem sofrer e representar riscos para outras pessoas. 

Nesta terça-feira (10), vídeos flagraram indígenas no meio da rua, correndo entre os carros e quase sendo atropeladas, ou podendo causar acidentes de trânsito

A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou que acompanha o caso, por meio da Coordenação da Frente de Proteção Etnoambiental Yanomami Yekuana.

Segundo a fundação, trata-se de duas famílias Yanomami, sub grupo Yawari, caracterizados como “indígenas de recente contato”, que passaram a residir fora da Terra Indígena devido a conflitos com outros grupos Yanomami.

A fundação informou que recentemente realizou uma ação para promover o retorno à Terra Indígena Yanomami de um grupo com aproximadamente 50 indígenas, mas estas duas famílias permaneceram na capital. 

“Na ação foram disponibilizados, pela fundação e demais parceiros, gêneros alimentícios e itens de higiene pessoal, além de três veículos, um micro-ônibus e combustível para efetivar o deslocamento do grupo à área indígena”, informou a Funai, em nota. 

Articulação

Para solucionar este problema social, a Funai disse que tem buscado uma articulação com órgãos governamentais e associações indígenas, para promover a conscientização dos indígenas sobre os risco do uso abusivo de álcool, e mitigar a situação de vulnerabilidade social dessas famílias.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
4
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!