Denarium anuncia redução de ICMS do gás de cozinha em Roraima - Folha de Boa Vista
EM BRASÍLIA
Denarium anuncia redução de ICMS do gás de cozinha em Roraima
Governador fez anúncio durante evento do programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal, em que estava ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Ideia é que imposto seja reduzido de 17% para 12%, já a partir de janeiro de 2022
Por Folha Web
Em 15/09/2021 às 12:30
O governador Antonio Denarium ao lado do presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)

O governador Antonio Denarium (sem partido) anunciou nesta quarta-feira (15), em Brasília, que vai reduzir o ICMS (Imposto sobre o Comércio de Mercadorias e Serviços) do gás de cozinha em Roraima, como forma de tentar conter o avanço do preço do item.

O anúncio foi feito durante evento do programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal, onde Denarium estava ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O ICMS é uma das principais fontes de receita dos estados. A proposta do governador é que o gás seja incluso na cesta básica e, com isso, o imposto seja reduzido de 17% para 12%, já a partir de janeiro de 2022.

"O gás de cozinha está caro, na ordem de R$ 130. Mas quero dizer a vocês que agora vamos reduzir o ICMS do gás de cozinha para que chegue mais barato ao consumidor e, na próxima fase, será feito o pedido ao Confaz para zerar a alíquota do ICMS sobre o gás de cozinha. Isso vai beneficiar os mais pobres, beneficiar quem mais precisa. Estamos buscando maneiras de suavizar o impacto danoso que vem da inflação" explicou Denarium

A medida é permanente e não possui data para ser encerrada. A redução deve se aplicar somente ao gás de uso doméstico e em botijões de até 13 quilos. O presidente Jair Bolsonaro elogiou a medida. "É uma brilhante ideia, no meu entender, que atinge os mais humildes e pobres", disse.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
31
5
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!