PUBLICIDADE
JUDICIÁRIO
Evento de Inteligência Artificial apresenta novas tecnologias
O primeiro robô humanoide do Brasil será responsável pela apresentação das novas tecnologias do judiciário em Roraima
Por Folha Web
Em 11/09/2019 às 21:00
O primeiro robô humanoide do Brasil será responsável pela apresentação das novas tecnologias do judiciário em Roraima (Foto: Divulgação)

Poder ingressar com uma ação nos Juizados Especiais com a simples indicação dos fatos em um aplicativo; participar de audiências e acompanhar o processo no celular; ter um atendimento simples, rápido e personalizado no site do tribunal; contar com mandados de citação sendo cumpridos rapidamente com o controle de computadores; ver audiências serem degravadas automaticamente, mesmo se realizadas em estados ou países diferentes, garantindo celeridade das sentenças; tudo isso passa a ser realidade para os cidadãos de Roraima.

Os novos sistemas construídos por meio de IA (Inteligência Artificial) e soluções tecnológicas nos quais o TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima) vem trabalhando para melhorar a prestação jurisdicional no Estado vão garantir serviços mais eficientes prestados ao público atendido pelo judiciário. Esses sistemas serão apresentados na próxima semana, dia 17, no Teatro Municipal, durante o evento “Justiça 4.0 – Inteligência Artificial e Soluções Tecnológicas de Roraima”.

Tudo que já vem sendo desenvolvido pelo TJRR para agilizar e aperfeiçoar o trâmite processual, além das novidades para o futuro, estará disponível em uma exposição no hall de entrada do teatro municipal, e também será apresentado para o público pelo primeiro robô humanoide do Brasil, chamado de Ju, criado a partir do uso de Inteligência Artificial.

PUBLICIDADE

O presidente do TJRR, desembargador Mozarildo Cavalcanti, destaca a importância desse evento, visto que é de interesse não só dos operadores e estudantes de Direito, ou servidores do Poder Judiciário de Roraima, além de profissionais e estudantes da área de tecnologia, mas da sociedade em geral. Isso porque, além de discutir os avanços da Justiça e da Tecnologia, o evento vai apresentar o que o TJRR criou, utilizando a Inteligência Artificial, para tornar os processos mais rápidos, eficientes e econômicos para os cofres públicos.

“O futuro do Poder Judiciário passa pela Inteligência Artificial, que já é uma realidade no mundo inteiro. Para enfrentar o número crescente de processos de forma rápida e justa, é preciso administrar o Judiciário com profissionalismo, com planejamento e com uma dose de ousadia. A IA agilizará uma série de tarefas, evitando a repetição de trabalhos e a perda de tempo em ações simples, mas que demandam atenção. Com isso, juízes e servidores poderão se dedicar a atividades mais complexas”, comentou, destacando que o investimento do TJRR em IA, junto com outras medidas, como a constante capacitação de magistrados e emprego de esforços para aumentar as conciliações, visa oferecer à população o que se espera do Poder Judiciário: decisões judiciais mais céleres e de melhor qualidade.

PALESTRANTES – Para discutir o uso da Inteligência Artificial e os diversos avanços tecnológicos com foco no poder judiciário, o TJRR garantiu a participação de diversos palestrantes de renome nacional neste evento. É o caso do consultor da Transformação Digital do Setor público, Ademir Piccoli, que vai abordar o tema do evento: "Justiça 4.0".

Já o professor doutor Fabiano Hartmann, pesquisador de Inteligência Artificial e Direito, e coordenador do Projeto UnB-STF - Projeto P&D de aprendizado de máquina (machine learning) sobre dados judiciais das repercussões gerais do STF - Projeto Victor, ministrará a palestra “Algoritmos e Inteligência Artificial no Direito: apoio à decisão e otimização dos fluxos na gestão processual”.

E o juiz federal Rafael Leite, premiado no concurso Robotização e o Poder Judiciário, por uma iniciativa desenvolvida na 5ª Vara Federal do Amazonas, falará sobre “IA e o futuro da atuação do Poder Judiciário”.

Como convidado especial, o professor doutor José Manuel, mestre em Engenharia Elétrica e doutor em Engenharia de Produção, vai apresentar o aplicativo Giulia, uma plataforma de comunicação para surdos que ele mesmo desenvolveu.

***
Gostou?
5
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!