Grávida com trombofilia continua sem receber medicação - Folha de Boa Vista
SAÚDE PÚBLICA
Grávida com trombofilia continua sem receber medicação
A gestante necessita de tratamento com o medicamento Enoxaperina que é fornecido pelo Estado
Por Folha Web
Em 24/10/2020 às 10:00
A Sesau informou que está em contato com o Ministério da Saúde para saber sobre o próximo repasse do medicamento (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

Após 21 dias da matéria publicada na FolhaBV mostrando a situação da gestante de seis meses, Tallita Oliveira, 34 anos, que é moradora de Caroebe, e que necessita de tratamento com o medicamento Enoxaperina, a grávida informou à reportagem que ainda não recebeu o remédio.

Tallita é portadora de trombofilia, doença hereditária caracterizada pela formação de trombos, ou coágulos de sangue, o que pode comprometer o desenvolvimento do bebê durante a gestação, podendo causar aborto. O problema é causado por deficiência na ação das enzimas responsáveis pela coagulação sanguínea.

O tratamento da doença é feito com o medicamento Enoxaperina 40mg/ml, que deve ser tomado diariamente pela gestante até 30 dias após o parto, no entanto o medicamento estaria em falta na Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica (CGAF).

“Eu pego mensalmente, e desde o mês passado a CGAF informa que não está tendo no estoque. Cada injeção custa cerca de R$70, um custo muito alto mensal, e eu estou muito preocupada com isso, e eles informaram que e estavam esperando chegar, mas até agora continuo sem receber a medicação”, contou a gestante.

OUTRO LADO – Por meio de nota, a Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica (CGAF) informou que o medicamento ENOXAPARINA (CLEXANE) 40mg/ml foi incorporado ao Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF), conforme a Portaria Conjunta Nº 4, que trata sobre o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde, para o tratamento de Tromboembolismo Venoso em gestantes com a Trombofilia no âmbito do SUS.

A CGAF informou ainda que recebeu um quantitativo do medicamento enviado pelo MS (Ministério da Saúde) na referência 80mg/ml, porém, está sendo utilizado nas unidades hospitalares, uma vez que não possui as especificações necessárias para a dispensação às gestantes que fazem uso da medicação na referência 40mg/ml.

 Ressalta que já está em contato com o Ministério da Saúde para saber sobre o próximo repasse do medicamento na especificação 40mg/ml.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
2
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!