PUBLICIDADE
EDUCAÇÃO FÍSICA
Imigrantes precisam revalidar o diploma para atuar no Brasil
Mesmo com um diploma comprovando a graduação, é preciso fazer a revalidação do documento para dar aulas
Por Folha Web
Em 11/07/2019 às 14:02
“Como profissional, precisamos fazer a lei ser cumprida”, frisou a coordenadora do Cref8/RR, Layla Coimbra. (Foto: Nilzete Franco/FolhaWeb)

No programa Quem é Quem desta quinta-feira, 11, a coordenadora do Conselho Regional da Educação Física da 8ª Região Seccional Roraima (Cref8/RR), Layla Coimbra, destacou a atuação de imigrantes que não estão aptos para dar aulas de educação física no Brasil. Acontece que, mesmo com um diploma comprovando a graduação, é preciso fazer a revalidação do documento.

Nas fiscalizações do Conselho, ela explicou que a maioria dos imigrantes notificados estava realizando aulas de zumba e treinamento funcional.

“Como profissional, precisamos fazer a lei ser cumprida, mesmo apesar de muitos deles não terem condições de buscar uma formação ou a revalidação, que custa cerca de R$10 mil”, disse.

PUBLICIDADE

A situação, no entanto, não acontece apenas com imigrantes. Durante as vistorias, ela apontou que o maior número de notificações ocorre em academias, onde também aproveita para conversar com os alunos. O objetivo, segundo Layla, é saber se o aluno está ciente do profissional que o acompanha.

“A população também está se conscientizando em relação a importância de um profissional apto. Buscamos conversar com os alunos durante a fiscalização para saber se eles sabem quem o está acompanhando e se é realmente um profissional”, finalizou.

Acompanhe a entrevista completa no vídeo abaixo.

***
Gostou?
6
1
Josy disse: Em 11/07/2019 às 22:51:59

"Estão corretíssimos! Se cobram o registro e comprovação para a atuação profissional! Que seja assim para eles também! Estão aqui? Então, devem se adequarem!"