Indígenas montam moradia improvisada em rua de Boa Vista - Folha de Boa Vista
VULNERABILIDADE
Indígenas montam moradia improvisada em rua de Boa Vista
A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou que está ciente da situação e acompanha o caso
Por Folha Web
Em 26/07/2021 às 10:15
Eles fizeram moradia improvisada no local, e estão com crianças de colo ao relento sem ter o que comer (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

Dezenas de indígenas da etnia Yawari estão morando às margens da avenida Glaycon de Paiva, na área central de Boa Vista, desde a semana passada.

Eles fizeram moradia improvisada no local, e estão com crianças de colo ao relento sem ter o que comer.

A equipe de reportagem da FolhaBV, foi até o local onde constatou a triste realidade no qual vários indígenas estão vivendo, expostos a de situação de vulnerabilidade social.

Um cano quebrado é usado para que as crianças tomem banho (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

Nas árvores eles atam as redes, e para se alimentarem fizeram um fogareiro improvisado no chão com algumas madeiras e uma panela velha, onde cozinham o que tiver, e comem sentados ali no chão mesmo. Três das crianças tomam banho em um cano de água quebrado perto do local.

A Folha entrou em contato com a Funai (Fundação Nacional do Índio) para saber como o órgão tem atuado para evitar que os índios saiam de suas comunidades para vir à cidade, onde passam por dificuldades desse tipo.

A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou que está ciente da situação e acompanha o caso, por meio da Coordenação da Frente de Proteção Etnoambiental Yanomami Yekuana.

“Os indígenas pertencem às etnias Yawari, residentes nas comunidades Xexena e Maimasi, e estão na cidade para sacar benefícios sociais e acompanhar familiares em tratamento de saúde. Trata-se de indígenas de recente contato, por isso não costumam ficar em abrigos, casas ou algum lugar que restrinja a locomoção”, completou a nota.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
1
17
Cadastrar-me Enviar Comentário
Damiao disse: Em 26/07/2021 às 10:50:33

"Se fosse Venezuelanos tinha umas 10 ONGs pra cuidar deles e mais o Exército pra fazer um bom acampamento com água, luz e Internet de graça. "

Guilherme magalhães disse: Em 28/07/2021 às 13:19:53

"São mais folgados ainda."